Júpiter

O que aconteceria se um dos planetas desaparecesse repentinamente do sistema solar

O que aconteceria se um dos planetas desaparecesse repentinamente do sistema solar
Curiosidades
há 7 meses

E aí? Tudo bem? Meu nome é Zid e sou de um planeta em um lugar que você chama de galáxia de Andrômeda. Estou no ensino médio e tenho a tarefa de descobrir o que acontecerá com a “perfeita harmonia” do seu sistema solar se ele perder um planeta! Então, eu levo um planeta para longe de vocês com este detonador de raios, e acompanho todas as alterações. Não se preocupe, eu o colocarei de volta! Mais ou menos. Então, vamos lá!

E Se Você Viajasse à Velocidade Da Luz?

E Se Você Viajasse à Velocidade Da Luz?
Curiosidades
há 7 meses

Imagine poder viajar à velocidade da luz! Rapidinho, heim? Mas pense nisso: você se deslocaria 300.000 km em apenas um segundo. Em outras palavras, levaria apenas 1 segundo para dar a volta ao redor da Terra sete vezes e meia! Parece um terrível desperdício de infinitas oportunidades para mim! Por que não viajar para o espaço?Mas, antes de tudo, vamos descobrir quão rápida é a velocidade da luz (spoiler — é muito).

Júpiter poderia se tornar uma estrela?

Júpiter poderia se tornar uma estrela?
Curiosidades
há 8 meses

Imagine sair de casa uma manhã e ver não uma, mas duas estrelas brilhando no céu! A primeira é o nosso bom e velho Sol, e a outra é... Júpiter! Mas como um PLANETA se transformou numa estrela? E o que acontecerá agora com a Terra e seus habitantes? Antes de encontrarmos a resposta para essas perguntas urgentes, precisamos revisar algumas coisas que sabemos sobre Júpiter. O maior planeta do Sistema Solar é um gigante gasoso, o que significa que ele é composto principalmente por gases. Devido às diferenças de pressão e temperatura, esses gases se separam em camadas. Isso cria aquelas faixas vermelhas e brancas que podem ser vistas da Terra. As temperaturas no topo da atmosfera de Júpiter são insanas, podendo atingir incríveis 727 graus celsius! O planeta também tem uma imensa atração gravitacional.

Como a Terra se move explicado de maneira fácil

Como a Terra se move explicado de maneira fácil
Curiosidades
há 8 meses

Rotação é uma coisa engraçada. Não é engraçado de rir, mas um pouco esquisito. Não só você não pode sentir a rotação — como tudo roda junto! De galáxias a átomos, o Universo está nos levando para um “giro”. Estranhamente, foi mais difícil provar que a Terra gira em torno de si mesma do que girando em torno do Sol. Em 1610, Galileu, o pai da ciência experimental, forneceu a primeira prova de que a Terra e todos os outros planetas giram em torno do Sol. Galileu mostrou em seu telescópio que Vênus estava passando por fases como a Lua. A única conclusão possível foi que Vênus estava girando em torno do Sol. Caso encerrado. Planetas giram.

Como seria o corpo humano em outros Planetas

Como seria o corpo humano em outros Planetas
Curiosidades
há 9 meses

A vastidão infinita do universo contém infinitas possibilidades e segredos. E eis uma das perguntas intrigantes: como seria a vida, e nós como humanos, em outros planetas? Imagine um mundo onde as leis da física, o meio ambiente e as condições são amplamente diferentes daquilo a que estamos acostumados. Como nos adaptaríamos e evoluiríamos para sobreviver nestas novas e estranhas terras? Vamos ver!

Por que a Lua muda de forma diariamente?

Por que a Lua muda de forma diariamente?
Curiosidades
há 5 meses

Quando você a vê no céu, parece redonda. Mas a Lua tem uma forma mais oval, parecida com um limão. Essa forma, achatada com saliências em cada lado, surgiu bilhões de anos atrás, quando as forças das marés extremamente quentes moldaram sua crosta. Elas aqueceram algumas regiões mais do que outras. A gravidade do nosso planeta ajudou a incrementar essa forma de limão ao longo do tempo.

Por que a Lua tem uma cauda?

Por que a Lua tem uma cauda?
Curiosidades
há 5 meses

O nosso Sol é incrivelmente enorme! Quer uma prova? Bom, 99,86% de toda a massa do Sistema Solar está no Sol — em particular, no hidrogênio e hélio dos quais ele é feito. O 0,14% restante é principalmente a massa dos oito planetas do Sistema Solar.

Será que sobreviveríamos em um planeta do tamanho de Júpiter?

Será que sobreviveríamos em um planeta do tamanho de Júpiter?
Curiosidades
há 5 meses

A Terra e Júpiter quase não têm nada em comum. Nosso planeta é dócil, pequeno, cheio de plantas e pandas fofinhos. Júpiter é um gigante gasoso horrível, com furacões potentes que JAMAIS se acalmam. E, se você cair nesse planeta, vai literalmente atravessá-lo de um lado para o outro. Mas o que aconteceria se nossa Terra fosse do tamanho do “pai” do Sistema Solar? Ah, seria divertido. Júpiter é um planeta tão grande, que aposto que você nem tem ideia das proporções. O raio dele é cerca de 11 vezes maior que o raio da Terra e ele é cerca de 316 vezes maior. Então, para transformar a Terra em outro Júpiter, precisaríamos aumentá-la 11 vezes. Se a densidade do planeta permanecesse igual, a massa da nossa nova Terra aumentaria bastante. Na verdade, ela seria 4 vezes maior que a de Júpiter! Claro, essas mudanças não ocorreriam com tranquilidade.

Cientistas descobriram os planetas mais chocantes do universo

Cientistas descobriram os planetas mais chocantes do universo
Curiosidades
há 5 meses

TrEs-2b é um planeta onde a noite nunca acaba. E não é como uma noite normal com lindas estrelas brilhando no céu — aqui, é escuro e escaldante. TrEs-2b é um gigante gasoso cerca de uma vez e meia mais massivo que Júpiter, e sua superfície absorve a luz melhor que o carvão. Também pode ter um leve brilho vermelho-escuro devido a esse ar ardente, que é tão quente quanto lava fresca. Delícia, não?!

Com que velocidade você conseguiria correr nos outros planetas

Com que velocidade você conseguiria correr nos outros planetas
Curiosidades
há 5 meses

Espero que você esteja bem descansado, pois tenho uma tarefa difícil. Não se preocupe, ela é divertida! Você vai visitar diferentes planetas do nosso Sistema Solar e tentar correr em cada um deles! Vamos descobrir onde dá para correr mais rápido e onde mal é possível andar! O homem mais rápido da Terra, Usain Bolt, é capaz de correr a uma velocidade média de cerca de 38 km/h. Mas a velocidade máxima é maior — até 43 km/h! Infelizmente, nem todos podem ser Usain Bolt. Uma pessoa corre em média a uma velocidade de 10 a 13 km/h. Mas quem sabe talvez exista um planeta lá fora onde seja possível bater os recordes do famoso velocista jamaicano? Porém, antes de mais nada, o que afetará a velocidade ao correr em outros planetas? Por um lado, a gravidade. Dependendo da força dela em cada um deles, isso influenciará seu peso. E na maioria dos casos, quanto mais peso, menor a velocidade.

O único sobrevivente conhecido a escapar de um buraco negro

O único sobrevivente conhecido a escapar de um buraco negro
Curiosidades
há 5 meses

Monstros sombrios e famintos vivem por todo o Universo. Eles nascem quando estrelas massivas explodem no espaço. Buracos negros tão pesados quanto a Terra são tão grandes quanto uma bola de pingue-pongue. Eles não têm uma superfície, mas a sua gravidade é tão forte que nem a luz consegue escapar dela. Os buracos negros também não têm limites físicos como uma membrana. O horizonte de eventos, que está mais próximo de um limite típico, é um limiar que, após ultrapassado, é impossível sair dele.Para uma estrela, cruzar com um buraco negro normalmente termina em um espetacular show de luzes e sua destruição. Apenas uma estrela que os astrônomos conhecem conseguiu sobreviver a um encontro com um buraco negro tão pesado quanto 400.000 sóis. Isso aconteceu em uma galáxia a cerca de 250 milhões de anos-luz de distância da Terra. Astrônomos com equipamentos realmente poderosos notaram rajadas de raios-X que atingiram o espaço a cada nove horas. Eles pensaram que deviam ser sinais do mayday de uma estrela presa por um abismo cósmico.

E se a Lua fosse 10x mais brilhante

E se a Lua fosse 10x mais brilhante
Curiosidades
há 5 meses

A grande bola de fogo a milhares de quilômetros de distância de nós não é somente o objeto mais brilhante do nosso Sistema Solar, como também é o maior. Se Júpiter fosse do tamanho de uma bola de basquete, então a Terra seria uma pequena uva. Mas o Sol faz até Júpiter parecer uma piada. Essa grande bola em chamas no céu é composta de hidrogênio e hélio e tem 1.400.000 km de diâmetro. Além disso, é mais de 100 vezes maior que nosso pequeno planeta azul. São 5.540 graus Celsius apenas na superfície e 15 milhões de graus no núcleo.

Se você vir este fenômeno lunar, você é um sortudo

Se você vir este fenômeno lunar, você é um sortudo
Curiosidades
há 5 meses

A Lua. Nossa pequena companheira. Nossa única amiga no espaço grande, escuro e frio. Não é de se surpreender que quaisquer eventos relacionados a ela, como eclipses solares ou lunares, nos deixem animados. Mas que tal... a Lua Negra? A lua azul? A superlua? Você já ouviu falar desses eventos? Bom, deixe-me falar sobre eles e como se pode observá-los. Preparem seus calendários.

Júpiter governa o Sistema Solar, e aqui está o motivo

Júpiter governa o Sistema Solar, e aqui está o motivo
Curiosidades
há 5 meses

Ei, aficionado pelo espaço! Você conhece bem o nosso Sistema Solar? Adivinhe de quem estamos falando: tem mais que o dobro da massa de todos os outros planetas juntos. É coberto por redemoinhos e listras impressionantes, que na verdade são nuvens de vento de amônia fria e água, flutuando em uma atmosfera de hidrogênio e hélio. Ainda não tem ideia? Então dê uma olhada nisso! É a infame Grande Mancha Vermelha — uma tempestade enorme maior do que a nossa Terra e que vem se enfurecendo há centenas de anos.

Cientistas encontraram um fantástico planeta oceânico perto da Terra

Cientistas encontraram um fantástico planeta oceânico perto da Terra
Curiosidades
há 6 meses

De repente, aqui está você, no meio do oceano. É sem fim, mas você não pode vê-lo. Porque há uma névoa espessa ao seu redor. Nuvens densas escondem o enorme, mas fraco, sol. É dia ou noite?... Impossível saber. A névoa cinza encobre tudo ao seu redor. Você está sozinho. Mesmo que tente nadar para baixo, depois de várias horas, ainda não conseguirá ver o fundo do oceano... E esse é um típico planeta aquático! Eu sei, soou meio obscuro... Mas não é tão ruim assim! Esses mundos aquáticos são mais interessantes do que parecem, então vamos olhar mais de perto.

O Sol acabará engolindo a Terra — mas quando?

O Sol acabará engolindo a Terra — mas quando?
Curiosidades
há 5 meses

O que acontece quando uma estrela fica sem combustível? Em primeiro lugar, paradoxalmente, ela cresce até um milhão de vezes seu tamanho original. Veja bem, quando o núcleo fica sem hidrogênio, começa a se contrair sob o peso de sua própria gravidade. Mas alguma fusão de hidrogênio continua nas camadas superiores. Enquanto o núcleo se contrai, ele se aquece. Isso faz com que as camadas superiores da estrela também se aqueçam e se expandam. E o raio aumenta.

O Que Está Escondido Debaixo da Mancha Vermelha de Júpiter?

O Que Está Escondido Debaixo da Mancha Vermelha de Júpiter?
Curiosidades
há 6 meses

A maior velocidade do vento já registrada na Terra foi relacionada a uma rajada de furacão. Em 10 de abril de 1996, o ciclone tropical Olivia estava passando pela Ilha de Barrow, na Austrália Ocidental.A tempestade rapidamente atingiu a velocidade de um furacão de categoria 4 — 408 quilômetros por hora! Isso é mais rápido do que um carro de corrida da Fórmula Um. Provavelmente, você pode imaginar os danos que um vento assim pode causar.

E se vivêssemos dentro dos anéis de Saturno?

E se vivêssemos dentro dos anéis de Saturno?
Curiosidades
há 6 meses

Vamos supor que a humanidade esteja enfrentando uma grande ameaça do espaço sideral. E imagine que um polvo gigante comedor de planetas venha ao nosso sistema solar para comer Vênus, Marte, Terra, Júpiter e outros, exceto Saturno. Portanto, as pessoas decidem se mudar para o gigante de anéis gigantes. Felizmente, elas já dispõem de tecnologias interessantes que lhes permitem fazer essas viagens. Então, rapidamente entramos em naves gigantes, decolamos e voamos para lá. A vida no próprio planeta é impossível porque ele não tem solo firme. Não será possível aterrissar lá. Saturno é uma bola de gás gigante 9 vezes maior que a Terra. Para comparar seus tamanhos, observe uma moeda de 5 centavos e uma bola de beisebol.

25 Fatos chocantes sobre o Sistema Solar

25 Fatos chocantes sobre o Sistema Solar
Curiosidades
há 7 meses

O bom e velho Sistema Solar é na verdade um lugar bem bizarro, com todos os seus fenômenos de outro mundo que nós, humanos, não conseguimos explicar até agora! Há rumores de que um planeta gigantesco e desconhecido está escondido atrás de Netuno, de que vulcões em Plutão vomitam gelo e, ainda, de que existe um desfiladeiro gigantesco em Marte, onde cabe todo o território dos EUA! Bem, vamos falar sobre os fatos mais misteriosos do Sistema Solar e descobrir se eles são verdadeiros. O Sistema Solar tem 4,6 bilhões de anos! É um sistema solar sênior. Os cientistas chegaram a essa conclusão depois de estudarem o material mais antigo ao qual conseguiram ter acesso: meteoritos, é claro.

Um estranho sinal detectado na Lua de Júpiter

Um estranho sinal detectado na Lua de Júpiter
Curiosidades
há 4 meses

Ei, acorde! Rápido! Ouça isso... É um sinal de FM de 5 segundos vindo de uma das luas de Júpiter! Você corre para o seu telefone e informa seus colegas. Eles surtam com as notícias e correm para o laboratório. Você é cientista e trabalha com a sonda Juno explorando Júpiter há anos. Mas esta é a primeira vez que testemunha algo tão incomum!Ganimedes é a maior lua de Júpiter e a maior do nosso Sistema Solar. Se esse corpo espacial não orbitasse ao redor de Júpiter, seria classificado como um planeta, ainda maior que Mercúrio e Plutão. O que faz esta lua se destacar entre as outras é o fato de ter seu próprio campo magnético! Ganimedes nasceu há cerca de 4 bilhões e meio de anos. Isso significa que é tão antiga quanto Júpiter. Com o tamanho de um planeta, leva 7 dias terrestres para orbitar o seu.

Neste universo infinito, por que não encontramos outras formas de vida?

Neste universo infinito, por que não encontramos outras formas de vida?
Curiosidades
há 4 meses

Vamos voar para bem longe da Terra para olhar para ela à distância. Ela brilha como uma árvore de Natal! As grandes cidades parecem manchas amarelas à noite. E durante o dia vemos estruturas estranhas, como uma ilha em forma de palmeira nos Emirados Árabes ou uma faixa escura que atravessa toda a China — a Grande Muralha. Todos esses são vestígios da existência humana. Agora vamos apontar nosso telescópio para outros planetas.Marte? Ele é apenas um deserto vazio e sem fim.Vênus? Apenas rochas e vulcões.Mesmo se olharmos para o espaço distante, todos os planetas são desertos e sem vida. Nem um único vestígio de uma civilização extraterrestre.

Se Júpiter desaparecesse, a vida na Terra também desapareceria

Se Júpiter desaparecesse, a vida na Terra também desapareceria
Curiosidades
há 4 meses

A gravidade de Júpiter destruiu um enorme cometa. Não foi suficiente para vencer o monstro espacial. Uma verdadeira catástrofe aconteceu. Os fragmentos não voaram em direções diferentes. Eles se alinharam e avançaram em direção a Júpiter como os vagões de um trem. Vinte e um fragmentos de até um quilômetro e meio de diâmetro explodiram na atmosfera de Júpiter. Bolas de fogo a uma velocidade de sessenta quilômetros por segundo bombardearam a superfície do planeta.O espaço ao redor delas foi aquecido a vinte e sete mil e oitocentos graus Celsius. Isso é mais que a temperatura na atmosfera superior do Sol e trezentas e doze vezes mais quente do que você precisa para cozinhar um ovo. Bem, eu perdi a fome.O impacto foi como o de uma pedra caindo em um lago. Os fragmentos de meteorito formaram plumas gigantes na superfície de Júpiter. As substâncias da sua atmosfera mais baixa subiram rapidamente. O processo gerou uma enorme quantidade de energia. Jatos de fogo superaquecidos atingiram a estratosfera.

Os astrônomos descobriram um novo planeta escaldante

Os astrônomos descobriram um novo planeta escaldante
Curiosidades
há 5 meses

A vinte e cinco anos-luz de distância da Terra, na constelação de Lyra, há uma jovem estrela, Vega. A mais brilhante e uma das mais famosas, tem o dobro da massa do nosso sol. Seu brilho é tão intenso que você pode vê-la mesmo ao crepúsculo, quando todas as outras estrelas desaparecem do céu. Apesar de toda essa fama, os astrônomos nunca tinham visto um único planeta orbitando esse astro. Até recentemente. Eles a observavam há cerca de uma década quando avistaram um sinal curioso. Esse pode ser o primeiro mundo de Vega que conheceremos!Se ele existisse, seria um lugar maravilhoso! Provavelmente orbitaria tão perto de sua estrela hospedeira que um dia nele duraria cerca de 2 dias e meio na Terra. Seria do tamanho de Netuno (e este gigante de gelo é quatro vezes maior que a Terra). Ou poderia até ser tão grande quanto Júpiter. Mas a coisa mais impressionante sobre esse planeta potencial seria sua temperatura. O lugar pode vir a ser o segundo mundo mais quente conhecido pelos cientistas. Na sua superfície, faria um calor de algo em torno de 3.000 graus!

A cauda da Lua atinge a Terra uma vez por mês. Por que você não a vê?

A cauda da Lua atinge a Terra uma vez por mês. Por que você não a vê?
Curiosidades
há 5 meses

Um estudo recente afirma que a Lua tem cauda! E a cada mês, ela envolve nosso planeta como um lenço! Uma cauda delgada composta de milhões de átomos de sódio segue o satélite natural da Terra. E, regularmente, nosso planeta viaja diretamente através dela. Ataques de meteoros expelem esses átomos de sódio da superfície da Lua para o espaço.Por vários dias a cada mês, a Lua permanece entre o Sol e o nosso planeta. É quando a gravidade terrestre pega aquela cauda de sódio. Nosso planeta a arrasta em uma longa faixa que envolve a atmosfera. Esta cauda lunar é completamente inofensiva. Também é invisível ao olho humano — é cinquenta vezes mais escura do que podemos perceber. Mas durante esses dias raros, telescópios de alta potência podem detectar seu fraco brilho amarelado no céu. A cauda parece uma mancha brilhante que tem cinco vezes o diâmetro da lua cheia.

Um homem viajou para o futuro e você também pode fazê-lo... tecnicamente

Um homem viajou para o futuro e você também pode fazê-lo... tecnicamente
Curiosidades
há 5 meses

Então, a viagem no tempo é algo real. Na verdade, você está viajando no tempo agora. A cada segundo deste vídeo, você avança um segundo no futuro. Hehe. Mas há uma pessoa na Terra que conseguiu viajar no tempo um pouco mais longe no futuro, dois centésimos de segundo. E esse não é o limite. Conheça Sergei Krikalev. Ele é um astronauta que passou 803 dias, 9 horas e 39 minutos na Estação Espacial Internacional. Essa é a chave para a sua viagem no tempo.A questão é que, para dois objetos, um parado e outro em movimento, o fluxo do tempo é diferente. Ou seja, se tomarmos nosso planeta como um objeto e a EEI como o outro, o tempo na Terra e na EEI serão diferentes.

A coisa mais cara da Terra leva bilhões de anos para ser feita

A coisa mais cara da Terra leva bilhões de anos para ser feita
Curiosidades
há 5 meses

A coisa mais cara do universo — sim, grandiosa — é chamada de antimatéria. A teoria da sua existência foi registrada pela primeira vez em 1930, quando o elétron foi descoberto. Os cientistas pensavam que isso poderia significar que a antipartícula dela também deveria existir, e chamaram essa partícula hipotética de “pósitron”. Mais tarde, também se provou a existência dos opostos de outras partículas elementares, os prótons e nêutrons.Os “chátons” vieram depois. He he he. Quando uma partícula e seu gêmeo maligno colidem, desaparecem, liberando literalmente toneladas de energia: 10.000 vezes mais do que uma reação nuclear. Mas tem um porém: leva cerca de 100 bilhões de anos para surgir apenas um grama de antimatéria, e ela só pode ser criada usando o Grande Colisor de Hádrons. É por isso que o custo desta substância é de cerca de US$ 62 trilhões. E não estamos nem perto de conseguir tanto!

O que você observaria se explodisse planetas diferentes

O que você observaria se explodisse planetas diferentes
Curiosidades
há 5 meses

Quando se explode planetas, tudo fica em chamas. Atmosferas são eliminadas. As coisas saem voando. Tudo desmorona. O mundo se torna mais brilhante do que uma dúzia de sóis. Você fecha os olhos e tapa os ouvidos. Seu cabelo está em pé — o poder absoluto de uma explosão cósmica é aterrorizante!Algum tempo antes da explosão, você está pairando na escuridão quase completa. Abaixo, você vê a lua. Ou o que você acha que se parece com a lua. A superfície desta esfera de cor clara é marcada por crateras deixadas por meteoritos. Você vê enormes colinas íngremes, que se estendem por quilômetros.

14 Mitos comuns sobre o espaço que não são verdade

14 Mitos comuns sobre o espaço que não são verdade
Curiosidades
há 5 meses

Agora, por mais que amemos batalhas espaciais épicas com lasers cortando o vazio negro e causando estrondos, isso não é exatamente o que acontece quando algo explode no cosmos. O espaço é basicamente vácuo, o que significa que não tem oxigênio. E oxigênio é uma parte essencial de qualquer processo de queima que temos aqui na Terra. Você pode argumentar que as estrelas podem queimar e explodir em supernovas, mas isso também não é exatamente verdade.As estrelas não dependem de oxigênio, então não estão queimando — há constantes reações termonucleares acontecendo dentro delas. Portanto, uma nave espacial só pode explodir assim se tiver uma usina nuclear instalada nela. Se isso não acontecer, então o único efeito especial que se obtém é um breve flash que desaparece em um piscar de olhos. O oxigênio líquido, que geralmente está a bordo das naves espaciais, queima muito rápido no vácuo do espaço sideral.

Saturno atinge ponto mais próximo à Terra, e outros 10 eventos espaciais épicos que estão chegando

Saturno atinge ponto mais próximo à Terra, e outros 10 eventos espaciais épicos que estão chegando
Curiosidades
há 5 meses

Ei, olhe para cima! Está acontecendo uma chuva de meteoros agora. Ok, na verdade não. Mas fiz você olhar! Mas se você é fã de lua cheia, não deve ter perdido a do dia 27 de fevereiro. A Lua se iluminou bem na frente de nossos olhos, por estar localizada no lado oposto da terra, onde o sol está! Dê uma boa olhada nisso, não se parece com uma enorme bola de neve, só que pendurada no céu? Algumas tribos nativas do hemisfério norte do nosso planeta podem ter pensado o mesmo. É por isso que costumavam chamá-la de Lua de Neve, você sabe, quando ficava grande e cheia assim. Ok, vá em frente e pegue um telescópio agora, porque nos dias 9 e 10 de março, 3 planetas ficarão alinhados para o seu prazer estético.

12 Fenômenos atmosféricos que presenciaríamos ao visitar outros planetas

12 Fenômenos atmosféricos que presenciaríamos ao visitar outros planetas
Curiosidades
há 11 meses

Todos conhecemos fenômenos climáticos como a chuva gerada por processos naturais quando a água, ao evaporar por causa do sol, cai na terra devido à gravidade — ou ao menos acreditamos nisso. Mas em outros corpos celestes, os fenômenos climáticos são produzidos de um jeito diferente, por isso, parecem ser radicalmente distintos. Se vivêssemos no espaço, poderíamos dançar sob a chuva, mas de diamantes, e ser intimidados por furacões tão grandes, que seriam capazes de deixar os nossos aqui morrendo de vergonha.

10 Formas bem familiares encontradas no Espaço que nos deixaram em choque

10 Formas bem familiares encontradas no Espaço que nos deixaram em choque
Curiosidades
há 3 anos

O Universo guarda mistérios impressionantes e diversos cientistas dedicam suas vidas a explorá-los. E, com uma dose de humor, o trabalho fica ainda mais interessante. Quem acompanha a agência espacial norte-americana (NASA) nas redes sociais sabe o quanto seus produtores de conteúdo gostam de misturar conhecimento científico e brincadeiras. Frequentemente, a equipe da NASA compara corpos celestes com formas que encontramos no dia a dia na Terra. Uma lua em forma de ravióli e um Mickey Mouse em Mercúrio estão na lista dessas “aparições” espaciais.