Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20 Internautas contam sobre pratos simples e baratos, com gostinho de infância, que adoram até hoje

Você provavelmente tem aquele prato favorito, fácil e barato de fazer, que seus pais preparavam para economizar dinheiro e que conquistou seu coração. Muitas vezes, o melhor está na simplicidade, e as receitas simples são prova disso. Nossos leitores e outros usuários da rede contaram sobre suas preferências culinárias despretensiosas, originadas na infância, que continuam com eles até hoje.

A equipe do Incrível.club selecionou pratos que são capazes de trazer boas lembranças do passado e ainda estão nos nossos cardápios. Confira!

  • Minha mãe sempre foi criativa na hora de preparar comida. Ela costumava fazer sanduíches com tomates ou pepinos. Bastava passar manteiga em um pão que não fosse branco e colocar por cima alguns pedaços de legumes coletados da horta. Ainda adoro comer esses sanduíches, só que agora posso adicionar presunto e queijo suíço. © JBits001 / Reddit
  • Não conheço ninguém que coma isto, mas os meus irmãos e eu adorávamos comer arroz-doce frio. Era um dos pratos mais comuns na nossa família quando a gente tinha problemas financeiros. Comíamos na janta o arroz quentinho, recém-saído do fogão, e esse mesmo arroz já frio e com leite no café da manhã do dia seguinte. © chewyfruitsx / Reddit
  • Ainda faço a famosa galinhada sem galinha. Basta fritar cebola e cenoura, depois cozinhá-las com arroz, adicionar um tempero e aproveitar a refeição. © Olga Ivanova / Facebook
  • Nossa família nunca foi pobre e sempre teve comida em casa. Mas o paradoxo é que, por alguma razão, os pratos mais simples pareciam sempre os mais saborosos. Por isso, minha irmã e eu ficávamos felizes quando a nossa mãe fazia um prato destes: mingau de trigo sarraceno com pedaços grossos de mortadela frita, que tomavam a forma de um chapéu. Ainda me lembro de como era essa gostosura. © Irina Sokolovskaja / Facebook
  • É que vocês ainda não provaram murtsovka! Quando éramos pequenos, nossa mãe passava por dificuldades financeiras, mas conseguia alimentar o meu irmão e a mim. Nós jogávamos pedacinhos de pão em uma tigela, adicionávamos açúcar e água quente. Às vezes, colocávamos canela. Era uma sopa e uma sobremesa ao mesmo tempo. Não suspeitávamos de que era um prato inventado pela nossa mãe e pensávamos que era uma refeição chique. © Elena Beiker / Facebook
  • Certa vez, acabou toda a comida em casa. Tenho cinco irmãos e sou a irmã mais velha. Minha mãe juntou o pouco dinheiro que tinha para irmos de ônibus até a nossa horta. Quando chegamos, coletamos algumas batatas. Minha mãe estava chorando. Em casa, ela fez uma sopa de batata com cebola frita. Já se passaram uns 40 anos, mas ainda me lembro do sabor daquela sopa. Desde então, não comi nada mais gostoso. Tentei reproduzir a receita várias vezes, mas não deu certo. © Gulnara Ulyasova / Facebook
  • Minha família é de classe média. Ainda me lembro de ervilhas fritas: ervilhas secas eram deixadas na água por algumas horas e, depois, fritas com óleo de soja ou banha de porco até ficarem densas. Era um prato incrivelmente saboroso que eu podia comer em grande quantidade. © Tchechirri / AdMe
  • A receita dos melhores sanduíches da minha infância: passe óleo vegetal em um grande pedaço de pão branco e adicione uma pitada de sal ou de açúcar. © Natalia Shevchenko / Facebook
  • Minha mãe inventou um prato que chamamos de “ovos na torrada”. Basta amassar um ovo recém-cozido, misturá-lo com manteiga, passar na torrada e adicionar sal e pimenta a gosto. É muito gostoso. Gosto de comer essas torradas até hoje. © DEAR Mr Eco / Reddit
  • Meus pais não tinham muito dinheiro, mesmo com os dois trabalhando. Nossa comida era simples, mas nunca passamos fome. Meu pai costumava servir o meu prato predileto na janta aos domingos. Ele cozinhava mortadela, repolho e batatas em uma panela grande. Ainda ontem tentei reproduzir esse prato para o meu namorado, e ele adorou. © Terry Hall / Quora
  • Certa vez, minha avó me contou que sua família comia apenas arroz com óleo quando não tinha dinheiro. Parece um tipo de arroz frito. Para fazer, basta cozinhar arroz, adicionar óleo vegetal e um pouco de sal. Experimentei fazê-lo para mim e ficou muito gostoso. © Yan P. Danoy / Quora
  • Na infância, nossa mãe cozinhava panquecas na janta. Eram uma delícia! Não passava pela nossa cabeça que era a única coisa que a gente podia pagar. © Chandra Morgan-Henley / Quora
  • No início dos anos 1990, meus pais compravam bandejas de carne picada congelada. Quando ela descongelava, nós a cortávamos em rodelas bem fininhas e fritávamos em uma frigideira de ferro fundido. Chamávamos esse prato delicioso de “carne à moda Shavrov”, em homenagem à rua em que morávamos na época. © RagDolly / AdMe

  • Há muito tempo (cerca de 50 anos atrás), quando a minha família passava por dificuldades, minha avó fazia uma sopa de purê para mim: misturava batatas cozidas com um pouquinho do líquido em que elas eram cozidas e adicionava um pedacinho de manteiga. E eu achava esse prato muito gostoso. © Marina Siltsov / Facebook

  • Eu tinha 5 anos quando os meus pais me levaram à minha bisavó. Na hora de jantar, ela misturou azeite de oliva com uma pitada de sal e um dente de alho amassado em um pires. Depois, me deu uma fatia de pão para comer junto. Perguntei: “Que prato é esse?”, e ela respondeu: “É só para as visitas mais queridas”. Já estou na casa dos 30, longe de ter uma condição financeira ruim (não é que vivesse mal antes), mas essa frase ficou na minha cabeça para sempre. Nenhuma pizza, sushi ou massa italiana pode se comparar a essa delícia. Svetlana Skokova / Facebook

  • Na minha infância não havia Internet, mas eu tinha um desejo pela arte de cozinhar, uma caligrafia ruim e uma vontade de me alimentar quando os meus pais não estavam em casa. Esta é uma página do meu “livro de receitas”: © Steppp82 / Pikabu

4. Sanduíches finlandeses (1 porção).
Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de semolina;
  • 1 ovo;
  • 1 cebola média;
  • sal a gosto.

Modo de preparo:

  1. Coloque a semolina e adicione sal em água fervente. Acrescente o ovo e a cebola picadinha. Bata tudo até homogeneizar.
  2. Aqueça o óleo vegetal em uma frigideira e corte o pão. Espalhe a mistura (1) sobre as fatias de pão, coloque-as na frigideira com a parte umedecida para baixo e frite-as dos dois lados.

São muito saborosos!

  • Certa vez, o filho de uma amiga da minha mãe estava jantando com a gente. Comemos pão de alho com espaguete temperado com molho de conserva e queijo parmesão em pó. No dia seguinte, essa amiga ligou para minha mãe e perguntou: “O que você deu ao meu filho para comer ontem à noite? Agora, ele não para de falar do pão de alho que comeu na sua casa”. Envergonhada, minha mãe contou sobre a nossa janta. Acontece que ela não conhecia receita alguma que fosse mais simples. E eu ainda adoro comer pão de alho caseiro. © Ethel Ross / Quora

  • No final do quarto ano de escola, nossas mães prepararam uma mesa farta para nós. Minha mãe fez patê de anchovas, manteiga e ervas. A classe inteira devorou. Passaram-se 20 anos, e os meus colegas ainda se lembram de como era delicioso. Um dia, em um piquenique, decidimos reproduzir essa obra-prima, e ela acabou ficando horrorosa. Mas as anchovas por si só já são saborosas, sejam servidas em um sanduíche com queijo derretido e ervas ou com pão preto e rodelas de cebola. © LalyFam / Pikabu

  • O bolinho da minha infância são dois biscoitos com manteiga no meio. Ainda faço esse doce, embora possa comprar qualquer tipo de bolo ou torta. © Daria Melnik / Facebook

  • Minha amiga de infância se mudou da Rússia para Londres. Um dia, ela contou aos ingleses como o meu pai fazia “sanduíches estilo country” enquanto brincávamos na rua no verão. Ele mergulhava grandes pedaços de pão em água e açúcar. Pelas caras dos ingleses, parecia que eles estavam se preparando para arrecadar dinheiro em prol das crianças famintas da Rússia. Afinal, minha amiga mencionou que o meu pai mergulhava o pão em um tonel com água da chuva. Quando perguntei como ela ainda se lembrava até mesmo desse detalhe em particular, respondeu que era justamente o tonel que dava um toque especial aos “sanduíches”, deixando-os mais gostosos. © olgalebed / Pikabu

E quais são os pratos simples e baratos que você costumava comer na infância e ainda ama? Conte para a gente!

Compartilhar este artigo