Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como o uso regular de magnésio pode aliviar o estresse e a ansiedade

O magnésio é um mineral essencial para muitas funções do nosso organismo e a falta dele pode causar sérios problemas. Especialistas afirmam que ele é responsável por mais de 600 funções do organismo, especialmente as cerebrais. Por isso, sua ausência está ligada a problemas como ansiedade e estresse.

Hoje o Incrível.club vai te ajudar a entender como o magnésio funciona e como ele pode turbinar o seu cérebro de forma que esses e outros problemas possam ser resolvidos. E, no final, ainda tem um bônus para você.

O que é o magnésio?

magnésio é o quarto mineral mais abundante do mundo e tem componentes que são responsáveis pela atividade elétrica do cérebro. Sem ele nós perdemos energia e temos dores pelo corpo, e isso vai se acumulando ano após ano. Além de auxiliar nos impulsos nervosos, ele regula a temperatura corporal, promove um verdadeiro detox no fígado e leva o cálcio para os lugares certos no corpo.

Como ajuda no combate ao estresse

O magnésio acaba com o estresse porque trabalha com uma parte importante do cérebro. Existe um neurotransmissor (GABA) que é responsável por acionar uma “chave” que deixa o cérebro “ligado” mesmo na hora em que você quer relaxar. O magnésio consegue “desligá-lo” nas horas certas, evitando uma “sobrecarga”, que causa estresse e doenças como a síndrome do pânico.

Ele também diminui o chamado “hormônio do estresse”. O excesso de cortisol pode fazer com que a pessoa fique mais estressada e tenha outros problemas como depressão, falta de memória, fadiga e vários tipos de problemas mentais. De acordo com a médica autora do livro “O Milagre Do Magnésio”, Dra. Carolyn Dean, o mineral pode evitar o estresse de forma eficaz e ainda proporcionar o relaxamento necessário.

De acordo com um importante estudo publicado no The Journal of Intensive Care Medicine, o magnésio ajuda o corpo a relaxar e melhora o sono, o que consequentemente diminui o estresse. O estudo mostrou que a adição do magnésio na alimentação de pessoas que sofriam com irritabilidade e com rigidez nos ossos e músculos acabou com 100% desses problemas.

E em relação à ansiedade?

Os benefícios desse mineral para o cérebro são incontáveis. Ele diminui os níveis de ansiedade, e, por isso, é conhecido como “ansiolítico natural”. A falta de magnésio na nossa dieta e o aumento da ansiedade mostram que o problema está na alimentação. Estudiosos esclarecem que um tipo diferente de adubação causa essa deficiência.

O magnésio tem um grande poder anti-inflamatório. Algumas inflamações chegam ao cérebro e podem causar ansiedade, além de depressão e falta de memória, problemas que viraram verdadeiras epidemias nos dias de hoje. Por isso, o uso desse mineral é tão amplamente indicado por alguns especialistas em nutrição e por médicos ortomoleculares em todo o mundo.

Além disso, o magnésio no corpo tem a função de eliminar metais pesados como o mercúrio (existente em alguns peixes) e o alumínio (encontrado em resíduos de panelas e em remédios), por ser um desintoxicante natural. Ele remove esses metais pesados que atravessam os filtros do cérebro e podem causar Mal de Alzheimer, perda de memória, irritação e falta de concentração, entre outros sintomas.

O cérebro tem a capacidade de se regenerar e o magnésio é um dos poucos nutrientes que auxiliam nessa função. Essa capacidade faz com que ele ajude na ansiedade, reconfigurando o órgão de forma que esse problema acabe. Além disso, aumenta os níveis de serotonina no organismo, uma substância produzida pelos neurônios que ajuda a combater a ansiedade e também a depressão.

Dr. Luiz Moura explica

O Dr. Luiz Moura foi um especialista que estudou o mineral e seu uso e tratou pacientes, com melhoras significativas. Segundo ele, o Brasil possui um solo pobre em magnésio. Nossa população ainda tem uma alimentação cheia de carboidratos e laticínios. Já o Japão, por exemplo, além de ter um solo rico nesse mineral por causa dos vulcões, possui uma dieta farta em algas, nozes e folhas, fontes abundantes de magnésio.

Bônus: como ter níveis normais de magnésio?

Apesar de o nosso solo ser pobre em magnésio, temos alimentos que podem ser incluídos na alimentação para que os níveis se regularizem. Além disso, existe o magnésio em cápsulas e em cristais, que muitos nutrólogos têm indicado aos seus pacientes. Segue abaixo uma lista de alimentos ricos nesse mineral, que podem melhorar a sua saúde:

  • Frutas: uva, abacate e banana;
  • Sementes de girassol e gergelim;
  • Castanhas, nozes e amendoim;
  • Leite e derivados;
  • Peixes em geral;
  • Algas, como as usadas na cozinha japonesa;
  • Batata, beterraba, couve e espinafre.

Gostou das dicas? Conhecia todos os benefícios desse importante mineral? Já usou o magnésio para tratar alguma doença? Conte para nós