Homem considerado o mais gordo do mundo choca ao surgir totalmente diferente em 6 meses: "Só eu acho preocupante?"

Histórias
Há 2 semanas

Khalid Shaari chegou a ser considerado a pessoa mais pesada do mundo, no auge dos seus 610 kg. Contudo, em menos de seis meses, o rapaz perdeu metade do seu peso corporal, e com o tempo, chegou a pesar 68 kg. O fato é que, disposto a mudar, Shaari readaptou sua rotina e deu um exemplo para o mundo de que quando queremos algo, basta força de vontade para fazer acontecer.

Na Arábia Saudita, Khalid Bin Mohsen Shaari, um jovem de 21 anos que pesava 610 kg, passou por uma cirurgia bariátrica que resultou na perda de 320 kg, mais da metade de seu peso.

Em agosto de 2013, sob a orientação do rei Abdullah, Khalid foi internado para tratamento. Para ser transportado, contudo, ele precisou ser retirado de sua residência com a ajuda de uma empilhadeira e levado de avião de Jizane, no sul do país, até o hospital Rei Fahd em Riad, onde ficaria temporariamente.

Em 2013, o rapaz que tinha apenas 1,70 m de altura, foi considerado a pessoa mais pesada do mundo na época, e a segunda mais pesada que já existiu. Shaadi não pôde sair de casa por mais de dois anos, mas quando finalmente foi levado para Riade, viu sua vida mudar em poucos meses, embora aquele não fosse ainda o resultado que almejava.

Ao longo dos anos, ele manteve o foco em emagrecer e levar uma vida saudável. Foi em novembro de 2017, portanto, que a rede Al Arabiya informou que o rapaz tinha perdido, finalmente, 542 kg, pesando meros 68 kg e sendo considerado enfim, a maior perda de massa corporal da história de toda a humanidade. Chocante, não?

Depois de tantos anos, Khalid pode caminhar tranquilamente e viver uma vida saudável e normal, enxergando um futuro pleno e real, no qual o princípio mais básico de saúde é possível: a locomoção. A chocante marca a qual chegou não só espanta muitas pessoas, como também as inspira. Nas redes sociais, alguns internautas reagem: "Menos quinhentos quilos representa um grupo de pessoas juntas, já pensaram nisso?" comenta um deles. "Por outro lado, perder tudo isso em pouco tempo é complicado. Só eu acho preocupante?" reitera outro.

Cabe lembrar, no entanto, que Khalid (no centro da imagem acima) teve todo o suporte hospitalar que precisou e certamente, não teve a saúde desamparada durante o processo. A considerar, sobretudo, a sua atual vida estável. Incrível, não é?

Não é necessário a ajuda de um rei para chegar a resultados físicos realmente surpreendentes. E as 20 pessoas retratadas neste artigo são a prova viva disso. Mesmo com poucos recursos, elas mostraram que o impossível é só questão de opinião!

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados