Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20 Antibióticos naturais para combater doenças, dores e infecções

1-12
15k

Às vezes o tempo ou o orçamento estão apertados demais para comprarmos medicamentos na farmácia. Trabalho, filhos e outras responsabilidades absorvem o nosso dia e, infelizmente, estamos sempre expostos a infecções e doenças.

Incrível.club traz 20 antibióticos naturais que você sempre pode ter em casa, e que poderão ser muito úteis para aliviar alguns desconfortos e prevenir certas infecções e doenças.

1. Alho

É considerado o vegetal com as propriedades mais curativas, especialmente quando se trata de prevenir infecções. É bom para a digestão, e ainda combate parasitas intestinais, estimulando o sistema nervoso e funcionando como um antídoto contra as toxinas. Por outro lado, ajuda a manter a saúde dos pulmões, devido ao efeito depurativo que reflete nos brônquios. Além disso, previne problemas cardíacos e hipertensão. Para ativar seu efeito antibiótico, descasque o alho e deixe-o respirar por 10 minutos antes de consumi-lo. Também é importante comê-lo cru, para torná-lo mais eficaz. O alho é rico em vitaminas A, B e C, cobre, cálcio, enxofre, zinco, potássio e outros.

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Cru
  • Suco

Consumir 1 dente de alho por dia, dividido em três momentos. Para saber a dose ideal em cápsulas, é importante consultar um médico.

2. Eucalipto

Esta árvore é cultivada em todo o mundo e é frequentemente usada para resfriados e problemas respiratórios, bem como os sintomas associados, como tosse, dor de garganta e congestão nasal. Também pode ser usado em doenças como asma e, em caso de angina forte, recomenda-se que sejam feitos gargarejos com líquidos contendo o extrato. Alguns produtos que contêm este antibiótico natural, como o mel de eucalipto, são ricos em vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6, C e D, e em minerais como magnésio, ferro, cobre, fósforo, cálcio, potássio, enxofre, manganês e sódio. Ufa!

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Óleo essencial
  • Chá
  • Pomada

Para saber a dose em cápsulas, é importante consultar um médico. Recomenda-se beber o chá, feito com 2 gotas de óleo essencial ou 3 colheres de chá de folhas de eucalipto, 3 vezes ao dia. Nos casos de óleo e pomada, aplique duas ou três gotas no peito para desbloquear as vias aéreas.

3. Vinagre de maçã

Este é um dos remédios mais populares, porque tem a capacidade de eliminar o mau hálito, aliviar doenças estomacais, parar os soluços, acabar com a coceira, reduzir a pressão alta e os níveis de glicose e colesterol, além de ter propriedades que podem ajudar na perda de peso, queimando gorduras desnecessárias em seu corpo. É rico em vitaminas A, B1, B2, B6, C, E, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, sódio, cobre e ferro.

Formas de uso e consumo:

  • Combinado com água para aplicação na pele ou enxague bucal
  • Como um ingrediente a mais em qualquer chá
  • Cápsulas

Recomenda-se consumir entre 1 e 2 colheres de chá por dia. Quanto às cápsulas, é importante definir a dose com um médico.

4. Gengibre

gengibre pode ser usado para reduzir náuseas, combater a flatulência, problemas de gastrite ou doenças estomacais. É amplamente utilizado para lidar com infecções na garganta ou congestão nasal. Previne doenças cardíacas, reduz dores de cabeça e melhora a circulação. Diminui as dores no período menstrual, assim como problemas musculares. Acelera o metabolismo e, ao mesmo tempo, é um dos relaxantes naturais mais eficientes para reduzir o estresse. Também trabalha para fortalecer as defesas do organismo. Normalmente é consumido em chás e águas. Rico em vitaminas B6 e C, cálcio, magnésio, fósforo, potássio e zinco.

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Chá
  • Água
  • Suco
  • Em pó

Recomenda-se tomar uma xícara de chá 3 vezes ao dia ou incluir pedaços de gengibre fresco em sucos ou saladas.

5. Mel

Este antibiótico natural reduz o açúcar no sangue e melhora a função cerebral. Seu consumo estimula o relaxamento natural e o bom descanso. Além disso, pode ser aplicado diretamente na pele seca, ou ser usado para prevenir infecções em queimaduras ou ferimentos leves. Por outro lado, reduz o estresse, seja ele emocional, psicológico ou fisiológico) e age como um laxante moderado. Em alguns casos, combine-o com limão e gengibre para aliviar resfriados ou desconforto na garganta. O mel é rico em vitaminas A, B1, C, D e E, sódio, potássio, magnésio, cálcio, alumínio, ferro, cobre, zinco, manganês, chumbo, fósforo, cloro e enxofre.

Formas de uso e consumo:

  • Doces
  • Chá
  • Máscaras
  • Sobremesas

Recomenda-se consumir uma colher de chá de mel por dia, ou a cada três dias, dependendo da dieta necessária para cada pessoa.

6. Babosa

Esta é a planta medicinal que você pode cultivar em casa, porque não requer cuidados especiais. É conhecida como Aloe vera e fornece vitaminas e minerais, incluindo vitaminas A, C e E, cálcio, magnésio, selênio e zinco. Ajuda o cabelo a crescer mais rápido e mais forte, elimina a caspa e evita problemas no couro cabeludo. Quanto à pele, a babosa fornece alívio em queimaduras provocadas pelo sol ou por alimentos quentes, ou ainda por algum acidente durante o cozimento. Além disso, hidrata a pele e funciona como um excelente esfoliante. Por outro lado, pode ser usada para reduzir rugas ou marcas de expressão no rosto.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Suco
  • Creme corporal
  • Shampoo
  • Cápsulas

Recomenda-se tomar de 50 a 100 ml por dia, em chás ou sucos. Para o cabelo existem diferentes máscaras, misturando-a com outros ingredientes. É só escolher o tratamento mais adequado e aplicar.

7. Zimbro

Esta planta originária da Europa tem várias propriedades, é uma fonte de vitamina B1 (tiamina), que fornece energia ao corpo, vitamina B3 (niacina), um poderoso antioxidante, e vitamina C. Ajuda a baixar a pressão arterial, a melhorar o funcionamento dos rins e a digestão, estimulando o apetite e eliminando a flatulência. É um bom remédio contra resfriados e tosses, além de aliviar dores no período menstrual e infecções do trato urinário. Melhora a aparência da pele e é um elemento importante na aromaterapia por seu cheiro agradável.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Creme corporal
  • Óleo essencial

Recomenda-se tomar 2 ou 3 xícaras de chá por dia, feitas com óleo essencial ou bagas de zimbro. No caso do creme para o corpo, pode ser usado diariamente, como qualquer outro creme.

8. Sálvia

É uma planta conhecida pelo seu aroma, usada para relaxamento muscular e no combate à insônia. Tem propriedades anti-inflamatórias que ajudam a prevenir o desconforto no ciclo menstrual e, por outro lado, também contribui para a geração de estrogênio. A sálvia é encontrada em cosméticos para fortalecer a pele e o cabelo. Favorece o funcionamento do cérebro e algumas pessoas que sofrem da doença de Alzheimer demonstraram uma melhora na memória. É rico em vitamina A, B, C e E, cálcio, magnésio, manganês, ferro e cobre.

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Em pó
  • Chá
  • Óleo essencial
  • Creme corporal

Para o chá, se for usado o pó, recomenda-se consumir até 4 g por dia. No caso do óleo essencial, 2 ou 3 gotas ao dia. O creme para o corpo pode ser usado diariamente, como qualquer outro creme comum, e para saber a dose precisa em cápsulas, é necessário consultar um médico.

9. Sementes de toranja

A toranja, em geral, é uma fruta com propriedades depurativas. No caso de suas sementes, podemos encontrar benefícios como o cuidado com a flora intestinal e a expulsão de parasitas, bactérias, fungos e vírus. Por outro lado, ela ajuda na redução do colesterol e na circulação sanguínea, bem como na absorção de ferro. É um bom remédio para prevenir infecções em feridas, e sua riqueza em vitaminas C e provitamina A, e em minerais como cálcio, potássio e magnésio ajuda a aumentar nossas defesas.

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Óleo essencial

O uso recomendado é de 10 a 15 gotas, 3 vezes ao dia, misturadas em água ou suco. Para saber a dose exata em cápsulas, é necessário consultar um médico.

10. Equinácea

Esta planta bonita e colorida tem numerosos nutrientes e contribui para a redução da febre e dos sintomas dos resfriados. Além disso, é um anti-inflamatório capaz de fortalecer nosso sistema imunológico. Também é usada para combater infecções, bloqueando vírus e bactérias. Por outro lado, é uma cura poderosa e um ótimo remédio para feridas, queimaduras e picadas. É usada em casos de enxaqueca e indigestão, e é rica em vitaminas B e C, cálcio, ferro, magnésio e sódio.

Formas de uso e consumo:

  • Cápsulas
  • Chá
  • Extrato líquido
  • Creme corporal

A dose em cápsulas pode variar de acordo com o conteúdo dos comprimidos. No caso do extrato líquido, recomenda-se tomar de 10 a 15 gotas, 3 ou 4 vezes ao dia, para tratar de algum desconforto, ou 10 gotas, duas vezes ao dia, de forma preventiva. Também é indicado beber 2 xícaras de chá por dia para combater os sintomas de resfriados. O creme para o corpo pode ser utilizado diariamente, como qualquer outro creme comum, e para saber a dose precisa em cápsulas é fundamental
consultar um médico.

11. Manjerona

A manjerona é uma erva aromática que possui propriedades antibacterianas, antioxidantes e anti-inflamatórias. Pode ser usada em casos de gastrite, dor de estômago, azia e indigestão. Ajuda a combater a flatulência e é um tempero muito importante da gastronomia. É rica em vitamina C, além de um grupo de componentes antiulcerosos que combatem os problemas estomacais.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Óleo essencial

Recomenda-se consumir 2 xícaras por dia, ou de 2 a 4 gotas de óleo essencial, 3 vezes ao dia.

12. Morango

morango é uma das frutas mais populares. E, diferentemente de outras bagas, como framboesas, amoras e mirtilos, suas sementes ficam do lado de fora. É rico em vitaminas A, D e K, o que auxilia na prevenção de resfriados, e graças ao seu alto teor de água, é uma boa alternativa para a hidratação. Seu consumo permite esfoliar, suavizar e limpar a pele. Além disso, combate a constipação e tem propriedades anti-inflamatórias.

Formas de uso e consumo:

  • Ao natural
  • Sucos e vitaminas

Recomenda-se consumir uma xícara de morangos (cerca de 200 g) por dia, 3 ou 4 vezes por semana, sem acompanhá-los com outro ingrediente.

13. Raiz de alcaçuz

Graças às suas propriedades, contribui para o alívio das dores musculares e age como um laxante natural e um antiácido e melhora a função intestinal. Por interromper o desenvolvimento de bactérias e vírus no corpo, é recomendada no tratamento de resfriados, dor de garganta e tosse. Seu extrato permite clarear e combinar o tom da pele. Além disso, essa raiz pode ser usada como uma máscara para o cabelo, para dar brilho e maciez. É rica em vitaminas B1 e C, cálcio, magnésio, potássio, cromo, fósforo e cobalto.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Cápsulas
  • Extrato líquido

Recomenda-se o consumo de 2 a 5 ml misturados com algum líquido, ou 1 xícara de chá 3 vezes ao dia. Para saber a dose exata em cápsulas é necessário consultar um médico.

14. Tomilho

Esta erva aromática pode melhorar a respiração e atua como um antibiótico em caso de tosse e bronquite. Além de combater cáries, age como anti-inflamatório e antioxidante, favorece a digestão e alivia dores intestinais. É útil também como relaxante muscular e, graças às suas propriedades curativas, é indicado para lavar feridas com a sua infusão. Além disso, o tomilho é rico em ferro, o que ajuda a combater a anemia. E ainda fornece vitaminas A e C, cálcio, cobalto, magnésio e manganês.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Cápsulas
  • Em pó
  • Óleo essencial
  • Extrato líquido

Recomenda-se misturar o tomilho com outras ervas para combater diferentes complicações. Você pode beber 2 a 3 xícaras de chá. Para saber a dose exata em cápsulas e extrato líquido, é importante consultar o médico.

15. Cebola

cebola ajuda a prevenir resfriados, pois fortalece as defesas do corpo. Funciona como um excelente diurético, devido ao seu alto nível de potássio, combatendo a retenção de líquidos e favorecendo a digestão. Seu suco permite hidratar a pele, removendo manchas e eliminando a acne. Também reduz os níveis de açúcar e colesterol no sangue.

Formas de uso e consumo:

  • Crua
  • Extrato líquido

Recomenda-se consumir uma cebola pequena (400 g) por dia, de preferência crua, para que as propriedades não se percam. No caso do extrato líquido, você pode consumir de 30 a 50 gotas, de 1 a 3 vezes ao dia.

16. Cogumelos shitake

shitake é rico em fibras e proteínas. É anticancerígeno, previne ataques cardíacos e melhora a condição das artérias. É recomendado para doenças respiratórias e pode contribuir para combater infecções virais nos pulmões. Também favorece a produção de células de defesa e ajuda no bom funcionamento do sistema digestivo. É rico em vitaminas B e D, ferro, magnésio, selênio e zinco.

Formas de uso e consumo:

  • Cru
  • Em pó
  • Desidratado
  • Cápsulas

Embora a dose recomendada seja de 1 cápsula de 500 mg por dia, não há informação científica que respalde esta afirmação. É importante levar em conta que as reações mudam de acordo com a pessoa que consome o produto. Estes cogumelos podem fazer parte da sua dieta diária como qualquer outro vegetal, desde que você não exagere nas porções ingeridas.

17. Cravo-da-índia

O cravo é uma especiaria que tem propriedades terapêuticas, antibacterianas, anestésicas, analgésicas, antiespasmódicas e estimulantes. Pode aliviar desde náuseas até dores de dente, além de diminuir o pé de atleta e o aparecimento de fungos nesta área. Reduz os sintomas de problemas de estômago e dores de cabeça. Elimina tosse e inchaço da boca e garganta. Fornece vitaminas C e E, selênio, magnésio, cálcio, potássio, sódio, ferro e fósforo.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Óleo essencial
  • Moído
  • Extrato líquido

Para combater os sintomas das doenças respiratórias, você pode preparar um chá com uma colherada de cravo e meio litro de água fervente. Deixe descansar por 15 minutos e consuma ao longo do dia. Você também pode usar 5 gotas de extrato líquido diluído em água, combinado com uma colher de chá de mel.

18. Hortelã

hortelã é uma excelente alternativa natural para aliviar dores musculares, de cabeça e de estômago, além de eliminar a flatulência. Seu aroma aumenta o estado de alerta e gera uma melhora na memória. Na saúde bucal, é utilizada para refrescar o hálito, prevenir a formação de cáries e clarear os dentes. Fornece vitaminas B, C e E, magnésio, cálcio, potássio e fósforo.

Formas de uso e consumo:

  • Crua
  • Chá
  • Óleo essencial
  • Xarope para bebidas
  • Cápsulas
  • Creme dental

Recomenda-se tomar 2 ou 3 xícaras de chá por dia para combater os sintomas de resfriados e flatulência. Infusões também podem ser usadas, feitas com óleo essencial ou menta natural, para feridas e limpeza das áreas afetadas.

19. Orégano

Esta planta possui propriedades antiparasitárias, anticancerígenas, antioxidantes, anti-inflamatórias, analgésicas e antimicrobianas. Alivia e elimina dores e problemas de estômago, acelera a cicatrização de feridas e é reconhecida como um poderoso antiviral, porque diminui o impacto das doenças respiratórias. É rico em vitaminas A, B6, C e E, cálcio, potássio, magnésio e ferro.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Moído
  • Extrato líquido
  • Xarope medicinal
  • Azeite comestível
  • Cápsulas

A dose pode variar dependendo da doença que você deseja tratar. É suficiente consumir de 1 a 3 gotas de extrato para prevenir infecções e manter um bom estado de saúde. Se aplicado diretamente na pele, é importante diluir uma gota de óleo de orégano, em 3 a 5 gotas de outro óleo natural, como chia ou amêndoa. No caso de cápsulas e xaropes medicinais, é importante consultar o médico para saber a dose correta.

20. Cúrcuma

cúrcuma é uma especiaria que fortalece o sistema imunológico, contribui no tratamento do diabetes, na prevenção do câncer e do Alzheimer. Reduz o nível de colesterol, melhora o funcionamento do sistema digestivo e ajuda a manter o peso ideal. Pode ainda desintoxicar o fígado e aliviar dores de artrite, além de ser útil para curar feridas. Fornece vitaminas C e E, cálcio, potássio, sódio, magnésio, ferro, zinco e cobre.

Formas de uso e consumo:

  • Chá
  • Com leite
  • Cápsulas
  • Em pó

Recomenda-se consumir de 1 a 3 g de cúrcuma em pó por dia. E se o produto for fresco, recomenda-se de 1,5 a 3 g por dia. O extrato líquido pode ser tomado em uma dose de 30 a 90 gotas diárias. Em relação às cápsulas, um médico deve ser consultado para definir a dose necessária.

Atenção: antes de usar qualquer um destes remédios, é importante levar em conta possíveis restrições em caso de gravidez, lactação ou alguns tipos de doenças. E é fundamental sempre consultar um médico.

Você já tentou algum desses antibióticos naturais? Como eles funcionaram? Compartilhe sua experiência nos comentários.

Imagem de capa rawpixel / Pixabay
1-12
15k