11 Coisas que seu cocô pode estar tentando te dizer

Saúde
há 9 meses

As pessoas costumam fazer de tudo para se manterem saudáveis. Prestam atenção ao que comem, à qualidade do sono e até às roupas que vestem. No entanto, o nosso corpo tem formas de se comunicar que, quando lidas corretamente, podem ser de grande ajuda para a nossa qualidade de vida. E em se tratando desse assunto, muitas vezes nos esquecemos das fezes. Trata-se de um assunto sobre o qual muitas pessoas não gostam de falar, mas a seguir compartilharemos com você algumas razões que fazem discussões sobre o tema serem extremamente necessárias.

1. Fezes de cor branca

Fezes brancas ou com cor de argila são anormais e podem indicar um problema de saúde grave, uma vez que a coloração se deve ao fato de o fígado não produzir bílis ou de a bílis não fluir para o intestino delgado para decompor os alimentos. A bílis é um fluido digestivo crucial produzido pelo fígado, armazenado na vesícula biliar, que dá às fezes a sua cor amarronzada habitual durante a digestão.

As doenças do fígado, como a hepatite ou a cirrose, podem ser a causa das fezes brancas. Além disso, certos medicamentos e substâncias, como o bário utilizado nos raios X do trato digestivo e determinados antiácidos que contêm hidróxido de alumínio, também podem descolorar as fezes. Se você notar a presença de fezes brancas, é importante procurar ajuda médica imediata para descobrir a causa por trás do problema.

2. Evacuações esverdeadas

Comecemos destacando um fato importante: você não foi o único a notar um inesperado toque de cor verde nas suas fezes depois de ir ao banheiro. De acordo com o Dr. Lee, a cor e a tonalidade das fezes podem variar de um dia para outro, e isso é normal, pois as coisas mudam o tempo todo. Mas o que pode causar tais alterações?

  • Comer alimentos verdes, como brócolis, couve e espinafre, é a explicação mais provável para o fato de alguém apresentar fezes esverdeadas. A clorofila que dá a esses vegetais a sua cor verde pode também manchar as suas fezes.
  • O uso de antibióticos pode afetar a digestão e alterar a cor das fezes. Isso se deve ao fato de tais medicamentos serem capazes de alterar a flora bacteriana do intestino, podendo resultar num tom esverdeada do cocô. Além disso, alguns remédios podem produzir perturbações gástricas e causar diarreia com uma tonalidade esverdeada, devido à presença de bílis.
  • As alterações da cor das fezes podem também ser um sinal de possível infecção ou problema de saúde. Talvez a presença de uma tonalidade esverdeada seja indicativo de uma infecção bacteriana, viral ou parasitária no organismo, o que pode gerar uma resposta de trânsito rápido do conteúdo intestinal e da bílis não absorvida. Em casos assim, esse e outros fluidos não são adequadamente absorvidos no intestino, aumentando as chances de aparecerem fezes verdes ou aquosas.

3. Fezes de cor amarela

.

A cor marrom das fezes deve-se à presença de bilirrubina e bílis. A bilirrubina é produzida no fígado a partir dos glóbulos vermelhos. Ela mistura-se à bílis na vesícula biliar antes de passar para os intestinos, onde as bactérias decompõem a substância e a excretam nas fezes ou na urina.

Uma das razões mais comuns para as fezes de cor amarela é uma dieta com grande teor de gorduras. No entanto, elas podem também ser causadas por vários problemas de saúde. De acordo com especialistas, entre esses estão doenças do fígado e da vesícula biliar, distúrbios pancreáticos, doença celíaca, síndrome de Gilbert, giardíase, estresse e dieta inadequada.

4. Fezes pretas

.

Fezes muito escuras podem ser resultado do consumo de alimentos e bebidas na mesma tonalidade, como beterraba e cerveja escura, ou de suplementos como o ferro. No entanto, é possível também que elas indiquem uma hemorragia no trato gastrointestinal superior.

Se as fezes estiverem pretas e com um odor muito desagradável, isso pode ser sinal de um problema de saúde subjacente, como úlcera gástrica, gastrite, inflamação, pólipos ou câncer de cólon. Se for o caso, é importante consultar o seu médico. Ele poderá recomendar uma endoscopia ou colonoscopia para encontrar a origem do quadro.

Embora as fezes possam ser de diferentes tons de marrom, quando elas ficam pretas é importante investigar a causa. O sangue preto nas fezes geralmente vem do trato gastrointestinal superior, costumando apresentar um odor desagradável.

5. Fezes amarelo-avermelhadas

.

A ocorrência de fezes vermelhas pode ser estranha e preocupante. Embora muitas vezes ela possa ser resultado do consumo de alimentos ou corantes vermelhos, como o Pepto Bismol, que contém bismuto, talvez seja sinal de hemorragia no trato gastrointestinal inferior. Nesse caso, existe a chance de o problema ser causado por hemorroidas, fissuras no cólon ou inflamação nos intestinos, hemorragia no estômago ou nos intestinos e câncer.

Se notar manchas vermelhas brilhantes no papel higiênico ou no vaso sanitário, ou ainda caso sinta dor ou coceira anal, talvez você esteja com hemorroidas ou fissuras na região. Outra possibilidade é inflamação nos intestinos, como a causada pela doença inflamatória intestinal.

No entanto, se as fezes avermelhadas forem acompanhadas de febre e mal-estar, ou se o sangue apresentar grumos lembrando borra de café, os especialistas recomendam procurar o médico imediatamente, pois pode ser um sinal de sangramento interno no trato digestivo ou câncer de cólon.

6. Fezes semelhantes a cocô de cabra

.

Se as suas fezes são pequenas, duras e semelhantes a bolinhas, é provável que você esteja sofrendo de constipação ou com uma frequência reduzida de movimentos intestinais. Isso acontece normalmente quando a dieta é pobre em fibras. Outros fatores que podem provocar tal situação incluem hidratação e atividade física. Além disso, a constipação pode ser causada por determinados medicamentos ou certas condições médicas que afetam o funcionamento dos intestinos.

7. Fezes com fissuras

Se as suas fezes têm forma de linguiça e apresentam fissuras na superfície, talvez você esteja com uma leve constipação provocada por uma dieta pobre ou por ficar sentado muito tempo. Fezes assim são comuns em casos de constipação funcional (causada por uma dieta ou estilo de vida), podendo indicar que as fezes têm permanecido no intestino durante cerca de sete dias antes de serem eliminadas.

8. Fezes macias e lisas

Fezes saudáveis são normalmente cilíndricas, em forma de linguiça e com a largura aproximada de uma banana, tendo entre 10 e 20 cm. Quando eliminadas, elas devem manter a sua forma, apresentando a quantidade correta de água e nutrientes. Uma consistência semelhante à de um sorvete macio é a ideal. Para além disso, ter um sistema intestinal saudável e normal significa evacuar a cada um, dois ou três dias.

9. Fezes em forma de gota

.

Quando as fezes têm uma consistência amolecida e saem na forma de pequenas gotas com bordas irregulares, considera-se que elas estão ligeiramente soltas. Para quem vai ao banheiro duas ou três vezes por dia, é normal apresentar esse tipo de evacuação, especialmente após grandes refeições. As fezes moles, em forma de gota, são eliminadas facilmente e sem esforço.

10. Fezes com bordas mal definidas

.

Fezes moles com partes esponjosas são a fase inicial da diarreia. Isso pode ocorrer quando o cólon elimina os resíduos rapidamente devido a uma mudança súbita na dieta ou no nível de atividade física, ou ainda diante de situações de estresse. Em casos assim, pode ser difícil controlar a urgência ou o momento da evacuação.

Quando o corpo sofre com estresse ou não está habituado a uma dieta e a um estilo de vida saudáveis, pode defecar mais rapidamente do que o normal. E se as fezes não permanecem no intestino durante tempo suficiente, não são processadas corretamente, podendo conter água e nutrientes ainda não absorvidos.

11. Cocô líquido

Quando as fezes se tornam aquosas e são eliminadas sem controle, a pessoa está numa fase avançada de diarreia. Tal condição é causada pela irritação do intestino delgado, que faz com que o líquido passe pelo corpo sem ser processado corretamente. Embora parte desse líquido possa ser absorvida pelo intestino grosso, a maior porção acumula-se no reto, gerando uma súbita e grave diarreia.

Não é só por meio do cocô que nosso corpo envia sinais de alerta aos quais precisamos prestar atenção. Alterações nos olhos, na pele ou nas unhas, por exemplo, podem indicar problemas sérios que tornam imprescindível uma consulta médica. E como diz a sabedoria popular, com saúde não se brinca, então é fundamental compreender as mensagens enviadas pelo nosso organismo para garantir uma vida com muito bem-estar.

Imagem de capa GENIAL / YouTube

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados