Internautas compartilharam as perguntas mais bizarras que ouviram de desconhecidos

Gente
há 7 meses

No nosso dia a dia, cruzamos com toda tipo de gente desconhecida, seja no metrô, na fila do mercado ou naquela caminhada até o trabalho. Normalmente, não interagimos com qualquer pessoa, ainda mais se não a conhecemos. Mas há aquelas que, pelo contrário, gostam de puxar papo aleatório. E a conversa costuma começar com uma pergunta, mas ela pode ser às vezes tão estranha ou inesperada que fica difícil até de responder. Vamos então dar uma olhada nas perguntas mais bizarras que estes internautas já escutaram.

  • Quando eu estava no Egito, um local se aproximou e perguntou se meus olhos verdes eram de verdade. Fiquei chocada com a pergunta, pois era 1997, eu tinha 16 anos e não sabia da existência de lentes de contato coloridas. © Lyudmila Makarova / Facebook
  • Na Inglaterra, uma vez perguntaram: “Vocês têm café lá na sua terra? Você sabe o que é café?” Fiquei tão surpresa, mas não deixei transparecer e entrei na onda: “Não, acabei de chegar da Lua, mas me diga, o que é café?” © Kameliya Smith / Facebook
  • Certa vez eu passeava com meu filho no parque. De repente, uma mulher se aproximou e, sorrindo docemente, perguntou: “Ai, seu bebê é tão fofo. Qual a sua idade?” Respondi: “28”. Ela suspirou desapontada e soltou: “Ah, que pena que decidiu ter filho tão tarde!” © Ziba Kafarova / Facebook
  • Em um café em Tóquio, um homem me perguntou de onde eu era (sou do Uzbequistão) e depois continuou: “E como é viver em um país que faz fronteira com outro país?” E depois como se estivesse sonhando disse: “Como eu gostaria de viver em um lugar como esse!” © Anna Kim / Facebook
  • No avião , me fizeram a seguinte pergunta: “Para onde você está indo?” © Marina Skemskaya / Facebook
  • Andando pelo centro da cidade, decidi entrar nos pátios internos de algumas casas. Quando passava por uma casa bem velha, uma senhora surgiu do nada na janela, apontou para mim e gritou: “Menina, o que tá fazendo aqui? Está procurando algum lugar para ir ao banheiro?” © Anna Brassky / Facebook
  • Estávamos em casa quando o interfone tocou. Meu marido atendeu, e era um voz desconhecida: “Olá posso usar o seu banheiro?” Meu marido riu e sem perder o humor respondeu: “Desculpe, está ocupado, ligue para o vizinho”. © Oksana Oksana / Facebook
  • Certa vez um homem estranho perguntou o horário, respondi: “8h30”. No que ele respondeu: “Da manhã ou da noite?” Moço, mas como você não sabe... © Serafima Prokhorova / Facebook
  • Ao ver o esmalte amarelo nas minhas unhas, um estranho perguntou: “Onde você machucou as unhas assim?” © Dav Natalja / Facebook
  • Uma vez um senhor desconhecido no ônibus me perguntou: “Não é um pouco cedo para você estar grávida, tendo acabado de terminar a escola?” Fiquei sem palavras, considerando que eu tinha 32 anos na época e aquele era o meu terceiro filho. © Masha Golovina / Facebook
  • Um estranho se aproximou e disse alegremente: “Tem rosa e preto! Você escolhe qual?” Nesse dia, confirmei que estava na matrix. Fiquei pensando na pergunta pelo resto do dia. © Dmitry Mkrtchyan / Facebook
  • Lembro-me quando estava passeando com minha filha de 1 ano no parquinho, e um menino de uns 4 anos me perguntou: “Ela gosta de mosquitos?” © Lyudmila Makarova / Facebook
  • Certa vez peguei uma atalho para chegar mais rápido em casa, mas tinha de atravessar um parquinho. Havia muitas crianças brincando lá. Enquanto eu caminhava, uma garotinha simplesmente “congelou” e ficou me encarando. Quando eu já estava a uns dois passos dela, ela perguntou se eu estava viva. Não tive tempo de esclarecer porque a mãe dela veio correndo, pegou-a pelo braço e disse para eu não prestar atenção no que ela dizia. Mas até hoje fico me pergunto o que foi aquela pergunta. © Leta River of Oblivion / Facebook
  • Nunca me vou esquecer desta pergunta: “Bem, seus olhos são azuis, então você vê tudo em azul? Ou vê como as pessoas normais?” © Maria Alexandrovna / Facebook
  • Uma cliente perguntou uma vez por que eu estava sorrindo... quando a encontrei no salão. © Juliet Adamovich / Facebook
  • Eu passeava na rua com as crianças, minhas filha tinha 1 ano e meu filho, 4. Um homem se aproximou e perguntou: “Eles são gêmeos?” Respondi: “Não”. Ele: “Sério? Nossa, são muito parecidos!” Vai entender... © Anzhelika Lv / Facebook
  • Recebi uma ligação à noite de um número desconhecido, e perguntaram se era para levar uma pá. © Juli Kolganova / Facebook
  • Nós nos mudamos para um apartamento novo. Uma vizinha veio se apresentar e nos trouxe arroz cozido. Depois eu queria devolver a tigela, mas não sabia em que apartamento ela morava. Bati à porta ao lado da nossa, no nosso andar, e descrevi mais ou menos a aparência da mulher, perguntando: “Não sabe dizer onde ela mora?” E então escutei a pergunta mais bizarra da minha vida: “Certeza que não é você?” Se vocês vissem a minha reação. © Svetlana Yakubova / Facebook
  • Uma mulher que eu não conhecia, de repente, me perguntou por que meus olhos eram tão grandes e tão verdes. © Anastasia Bryzgalina / Facebook
  • Estacionei o carro na garagem, tranquei o portão, e me dirigi à entrada de casa. Pelas minhas costas, uma voz gritando: “Menina-a-a! Ei, meni-i-na-a-a!” Qause tive um infarto, pensei que alguém já ia me importunar com cantadas, e a voz continuou: “Você não teria papel, não? Estou precisando muito”. © Anya Fedorova / Facebook
  • Uma vez me perguntaram: “A gravidez foi planejada?” Quem faz uma pergunta dessas, especialmente se você acabou de conhecer a pessoa?! © Ksenia Evtukhina / Facebook
  • Quando eu estava grávida, me perguntaram o seguinte: “Você tem certeza de que só tem uma criança aí dentro?” © Katrina Michaelidis / Facebook
  • Um estranho aleatório na internet perguntou: “Quanto de memória você tem no seu celular?” Respondi: “Por que essa informação faz alguma diferença pra você?” © Evgenia Alexandrova / Facebook
  • Não foi diretamente para mim, mas eu estava perto. Na nossa roda de amigos, um rapaz perguntou aos meus amigos: “Há quanto tempo vocês são irmãos?” © Natalya Levina / Facebook
  • Me perguntaram: “Você quer acordar depois da cirurgia?” © Sergei Polubinsky / Facebook
  • Certa vez pessoas aleatórias na rua me perguntaram: “Quer vir conosco para se sentir uma avó?” Ainda me pergunto que diabos de pergunta foi essa, e talvez eu deveria ter ido para ver? © Helen La / Facebook
  • Tenho cabelos cheios e cacheados. Uma vez minha vizinha, de 75 anos, me perguntou: “Esse seu cabelo é natural ou peruca?” Respondi: “Senhora, não é peruca!” E ela soltou: “Eles são tão cheios, como se fosse uma peruca”. © Tatiana Shkolnik / Facebook

É impressionante como algumas pessoas carecem de um mínimo de tato. Desde vizinhos que ignoram os limites e pedem para nos visitar quando não são bem-vindos até estranhos que não poupam críticas à aparência de crianças alheias. Aqui estão mais histórias sobre pessoas que perderam totalmente a noção.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados