Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

6 Benefícios para a mãe e o bebê ao prolongar o período de amamentação

1---
589

O período de amamentação com leite materno varia por conta de diversos fatores, como a produção de leite por parte da mãe e eventuais alergias que a criança tenha. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda um mínimo de 6 meses, período que pode se estender por 2 anos ou mais, quando a criança já está consumindo outros alimentos. E como todos sabemos, o aleitamento materno traz muitos benefícios à saúde tanto das crianças quanto das mães!

Nós, do Incrível.club, procuramos entender mais a respeito do assunto, por isso escrevemos este post. E, no final, detalharemos os principais benefícios para as mães.

1. Sistema imunológico mais forte e saúde melhor

O leite materno é rico em glóbulos brancos, que são as células de defesa do nosso organismo. Isso significa que prolongar a amamentação faz com que o bebê receba por mais tempo células do sistema imunológico da mãe. Além disso, o leite materno se adapta às necessidades do bebê e conterá os anticorpos certos para combater várias infecções.

Outro dado importante é o de que a qualidade do leite materno melhora com o tempo; portanto, quanto mais você amamentar, maiores serão os benefícios para a saúde de seu filho. E esses benefícios duram mesmo depois do desmame. Em suma, a amamentação por 12 meses ou mais demonstrou ser super favorável à saúde do bebê, além de reduzir o risco de certas doenças.

2. Efeitos positivos na função cerebral e no comportamento

A maneira como a microbiota do seu filho se desenvolve pode afetar suas funções cerebrais e regular comportamentos complexos. A amamentação ajuda a fortalecer o microbioma formativo do bebê, fornecendo os nutrientes necessários. Diversos estudos associaram a amamentação a uma maior inteligência, embora não haja mais dados concretos a respeito e existam muitos outros fatores que contribuem para a inteligência da criança de uma maneira mais significativa. Seja como for, o fato é que o leite materno contém nutrientes, como o DHA, que podem afetar positivamente o cérebro em desenvolvimento da criança.

3. Flora intestinal saudável

microbioma, importante para o desenvolvimento, nutrição e imunidade, é influenciado pela amamentação. E o microbioma em desenvolvimento no bebê precisa de bactérias digestivas para se formar adequadamente. Elas são fornecidas pelo leite materno. A substância contém uma grande diversidade de micróbios benéficos para a flora intestinal em formação no bebê. Portanto, quanto mais tempo amamentar, mais forte se tornará o microbioma do seu filho.

4. Melhores padrões de sono

A amamentação pode melhorar os ritmos do sono e vigília dos bebês. Ao longo do dia, a composição química do leite materno se altera; portanto os níveis de certas substâncias químicas presentes nele mudam. Por exemplo, enquanto o hormônio melatonina, responsável por regular o sono, é secretado durante a noite em adultos, nos bebês isso não ocorre. Por isso, é importante “reforçar” a melatonina por meio do leite materno (que contém a substância em abundância); ela possui um efeito relaxante e ajuda a melhorar o sono do bebê e a reduzir as cólicas.

5. Nutrição balanceada

Quanto mais tempo você amamentar, mais seu leite irá se alterar, de acordo com a fase de crescimento do seu filho. Um estudo demonstrou que, após um ano de lactação, o leite materno apresenta níveis mais altos de gordura e energia, o que pode contribuir significativa e positivamente para a dieta de seu filho.

6. Vínculo materno

Segundo um estudo, as mulheres que amamentam por mais tempo mostram maior sensibilidade materna. Esse forte vínculo pode ajudar as mães a perceberem os sinais de seus filhos e a terem um comportamento mais flexível.

Bônus: Benefícios para a mãe

Amamentar por mais tempo pode realmente ser benéfico não apenas para os bebês, mas também para as mães!

  • Se a amamentação continuar por ao menos 6 meses, pode ajudar na perda de peso.
  • Um estudo mostrou que as mães que amamentam por mais de 12 meses têm um risco menor de sofrer de doenças cardiovasculares.
  • A lactação prolongada está associada a ossos mais fortes quando se está com mais idade.
  • Amamentar por mais de 12 meses tem sido associado à redução de artrite reumatoide.
  • A lactação prolongada pode ter efeitos contraceptivos.
  • Amamentar por mais tempo está associado a um menor risco de desenvolver câncer de ovário.
  • A amamentação prolongada está vinculada à redução da incidência de diabetes tipo 2.

Por quanto tempo você amamentou? Notou algum efeito positivo em você ou em seu filho? Gostaríamos muito de saber sua opinião nos comentários!

Illustrated by Marat Nugumanov exclusivo para Incrível.club
1---
589