Uma pesquisa sugere que apenas metade dos seus amigos realmente gosta de você

Quanto mais pessoas conhecemos, mais esquecemos o verdadeiro significado da palavra “amigo”. Raciocine conosco: quantos de seus conhecidos você pode chamar de “amigos de verdade”? E eles retribuem esse sentimento? Um estudo diz que as chances são pequenas e estão em torno de apenas 50%.

Incrível.club tentou descobrir por que isso acontece e resgatou o que faz uma amizade valer a pena.

As pessoas que consideramos nossas amigas podem não sentir o mesmo

estudo acompanhou 600 alunos que foram convidados a analisar suas amizades, e os resultados foram bastante deprimentes. Apenas 53% dos relacionamentos eram mútuos, enquanto os demais estudantes se viram em amizades “unilaterais”, ou seja, não eram correspondidos.

Um dos pesquisadores acredita que esses resultados mostram que as pessoas geralmente são “ruins em julgar quem são seus verdadeiros amigos”. Ele também acrescentou que, quanto mais amizades você tiver, menos chances terá de ser chamado de “melhor amigo” por alguém.

Temos cada vez mais amigos

Não podemos ter relacionamentos significativos com todos os nossos amigos, e isso é um fato simples que devemos aceitar. À medida que envelhecemos, acumulamos mais conhecidos e, se você tiver problemas para cortar laços com as pessoas, poderá se sentir sobrecarregado com suas conexões sociais.

Mas por que fazemos tantos amigos? É apenas uma necessidade que temos de manter uma relação emocional? Na verdade, alguns especialistas acreditam que, ao conseguirmos muitos “semiamigos”, estamos nos protegendo de sermos iludidos por falsas expectativas. Não investimos tanto tempo e esforço em, digamos, cinco amigos do que investiríamos em dois. Por isso, não ficaremos tão decepcionados quando perdermos um ou nos sentirmos traídos por outro.

Ainda assim, estamos nos ocupando demais tentando ficar perto de tantas pessoas diferentes. Ter muitos amigos pode ter um efeito completamente oposto e resultar em sentimentos de solidão, ansiedade e até uma chance maior de morte.

Conexões mais profundas são importantes para a nossa saúde

Amizades podem mudar ou destruir alguém. Amizades verdadeiras podem ser muito benéficas para nossa saúde mental, nos ajudando a superar problemas pessoais, tragédias ou simplesmente por oferecerem um ombro para chorar. Podemos esperar esse apoio apenas criando uma conexão significativa com alguém e devolvendo o máximo que estamos recebendo.

Um estudo também descobriu que as amizades podem diminuir nossas chances de contrair uma doença crônica ou de sofrer um derrame, que geralmente estão ligadas à ansiedade e a uma sensação de isolamento.

Saiba quem são seus verdadeiros amigos

Então... Como sabemos que nossas amizades são verdadeiras? Existem muitos sinais que podem ajudá-lo a distinguir quem tem boas intenções:

  • Se conhecem há um tempo e já criaram muitas memórias juntos;
  • Sentem que não precisam manter conversas banais;

  • Conhecem a família ou detalhes particulares um do outro (e os mantêm em segredo);

  • Ajudam um ao outro, sem esperar nada em troca;

  • Sentem que podem cobrar atitudes corretas — não para implicar — mas para ajudar o outro a se tornar uma pessoa melhor.

Seu verdadeiro amigo não precisa ser uma pessoa que você conhece desde a infância, pode ser qualquer pessoa que se preocupe genuinamente com o seu bem-estar em qualquer situação em que você se encontre.

Quantos amigos próximos você tem? Comente!

Compartilhar este artigo