Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

7 Benefícios que os abraços podem oferecer

1---
817

A famosa terapeuta familiar americana Virginia Satir (1916-1988) afirmou que precisamos de 4 abraços por dia para sobreviver, 8 para a “manutenção” de nossa felicidade e 12 abraços por dia para crescer. Sim, todos sabemos a importância de um abraço. Essa parece ser uma maneira universal de mostrar empolgação, amor, felicidade e até tristeza. Acontece que os abraços não trazem apenas um conforto aparente. Eles contribuem, de fato, para nossa saúde física e psicológica.

Nós, do Incrível.club, amamos essa manifestação de carinho. Então, analisamos estudos clínicos para descobrir como nosso corpo pode se beneficiar dos abraços. Compartilhamos com você os resultados encontrados.

1. Abraços contribuem para um sistema imunológico melhor

Os abraços são conhecidos por serem um bom remédio para combater o estresse. Porém, esse não é o único benefício físico que o abraço nos traz: um estudo realizado na Universidade Carnegie Mellon em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, ambas nos EUA, mostrou que apoiar outras pessoas com carinho diminui as chances de adoecer.

O experimento foi realizado com 404 adultos expostos a um vírus causador de resfriados comuns. Os participantes foram divididos em 2 grupos: o primeiro grupo recebeu maior apoio e abraços enquanto o restante foi deixado sem esse tipo de conforto. O resultado mostrou que o abraço teve um efeito atenuante naqueles que foram expostos a abraços regulares; além disso, os que ainda adoeciam apresentavam sinais menos graves da doença.

2. Abraços melhoram seu sistema nervoso

O abraço estimula o sistema nervoso, diminuindo o sentimento de solidão, combatendo os medos internos e ajudando a aumentar a autoconfiança. Além disso, apoiar outras pessoas através do toque as ajuda a perceber sua admiração e apoio, afetando positivamente a saúde geral do corpo.

3. Abraços ajudam a melhor circulação sanguínea

Outro estudo, realizado pela Universidade da Carolina do Norte (EUA) comprovou que os abraços são bons para a saúde do coração. A pesquisa foi realizada com cerca de 200 participantes que, por sua vez, foram divididos em dois grupos:

  • Antes de serem submetidas a uma situação de estresse, as pessoas do primeiro grupo assistiram a um vídeo romântico por 10 minutos. Elas deveriam segurar as mãos umas das outras e, depois, se abraçar por 20 segundos.
  • O segundo grupo não teve nenhum contato, mas pôde descansar por 10 minutos antes de os participantes serem expostos a uma situação de estresse.

Os resultados mostraram que o primeiro grupo registrou uma pressão arterial mais baixa e frequência cardíaca mais estável, o que significa que as pessoas que recebem abraços e apoio regulares são mais resistentes ao estresse, beneficiando sua saúde cardiovascular.

4. Abraços fazem você se sentir mais feliz

ocitocina é o chamado “hormônio do amor”, porque seus níveis aumentam quando abraçamos e tocamos os outros. Esse hormônio tem um forte efeito sobre as mulheres, especialmente aquelas que recebem abraços regularmente.

5. Abraços reduzem a dor

Um estudo realizado pela Universidade de Nova Iorque (EUA) demonstrou que algumas formas de toque podem ajudar a reduzir a dor. No experimento, o chamado “toque terapêutico” ajudou as pessoas com síndrome da fibromialgia a sentirem menos dor. Os participantes também alegaram que sua qualidade de vida melhorou em 6 sessões de tratamento com o toque físico. Como abraçar é uma das formas de tocar, também pode contribuir para a redução das dores.

6. Abraços aliviam a sensação de cansaço

Em um estudo batizado de “Significados do abraço: Do comportamento da saudação às implicações do toque”, Lena Forsell e Jan Åström, pesquisadores suecos da área de Psicologia, identificaram vários grandes benefícios que um breve abraço de 10 segundos proporciona. Entre esses efeitos positivos, eles destacaram que os abraços ajudam a combater a sensação de cansaço e contribuem para o bem-estar psicológico.

7. Abraços reduzem a fobia social

Graças à já mencionada ocitocina, os abraços ajudam a combater as sensações da fobia social. Tente abraçar uma pessoa que você conhece quando chegar a uma nova festa e perceberá o quão confiante, descontraído e sociável você se sentirá! Tudo isso porque a ocitocina nos inspira a pensar positivamente e a ter uma visão mais positiva do mundo.

Enquanto algumas pessoas podem continuar abraçando durante o tempo inteiro, outras ficam felizes com apenas 5 minutos de abraços todos os dias. De qual grupo você faz parte? Acredita que os abraços mudem tanto assim a nossa vida? Comente!

Illustrated by Polina Koshel exclusivo para Incrível.club
1---
817