Incrível

Moro na Noruega há 7 anos e quero contar sobre o que mais me impressiona nesse lugar

3-14
639

Meu nome é Veronica e vivo na Noruega há 7 anos. Eu me mudei para cá de Riga (capital da Letônia) por conta do trabalho do meu marido. Muita coisa mudou na minha vida ao longo dos anos na Noruega. O meu guarda-roupa, por exemplo, mudou completamente. Parei de usar salto alto e vestidos, e comecei a usar jeans, suéteres e sapatos com salto baixo. Também passei a trabalhar menos e o Ano Novo deixou de ser um feriado importante para mim. Algumas dessas mudanças, causadas pela cultura específica de um outro país, passaram a fazer parte do meu dia a dia quase que instintivamente, mas outras eu não consegui me acostumar até hoje.

Especialmente para o Incrível.club quero compartilhar exatamente essas diferenças culturais que surpreendem até mesmo depois de morar no país por muitos anos (caso você seja estrangeiro). Na maioria das vezes, tais “choques culturais” são mais positivos do que negativos. No final há também um bônus bem legal sobre qual é a melhor época para visitar a Noruega (e também o pior momento para visitá-la).

O amor dos noruegueses pela natureza

A Noruega tem uma lei que estabelece o direito de livre acesso à vida selvagem. Isso significa que você pode acampar fora das áreas de acampamento, fazer uma caminhada, esquiar, andar de bicicleta e nadar onde quiser. Os noruegueses gostam de passar bastante tempo na natureza em qualquer época do ano. Há até uma palavra especial para isso, friluftsliv, que significa “viver ao ar livre”. Ao mesmo tempo, a atitude em relação à natureza é extremamente cuidadosa, ou seja, ninguém joga lixo e não há caça predatória.

Por falar em caça, a pesca em água salgada (mares e fiordes) não requer licença. De acordo com a legislação norueguesa, uma pessoa tem o direito de exportar 15 kg de peixe, mais 1 peixe grande, como troféu. Por conseguinte, os europeus adotaram um passatempo um tanto quanto lucrativo, que é vir para a Noruega em caminhões frigoríficos, se instalar em tendas ou nos casébres mais econômicos e pescar durante algumas semanas. Depois voltam para casa com o caminhão cheio de peixes. Mas a pesca em água doce (lagos, rios) requer uma licença. Pode ser adquirida nos correios das cidades ou através deste site.

Falta de cortinas nas janelas

Os noruegueses não cansam de repetir que não têm nada a esconder. É por isso que eles costumam não ter cortinas nas janelas. Quando escurece, você pode acidentalmente (ou não) ver o que está acontecendo nos apartamentos dos seus vizinhos: quem está sentando à mesa para jantar, quem está assistindo televisão e quem está brincando com as crianças. Você pode ver perfeitamente onde fica a lareira, as fotos na parede e o tamanho do piano da sala.

Plantas e árvores que crescem nos telhados

Na minha opinião, eu acho muito agradável e é bastante natural na Noruega. A moda de tais plantas nos telhados surgiu há bastante tempo, ainda no começo do século XIX. Esse revestimento (turfa) é usado principalmente para manter, ainda mais, o calor dentro da casa durante o inverno, assim como deixar o ambiente mais arejado nos tempos de calor. Isso também provê o isolamento de som. Além de tudo isso, o telhado fica mais protegido quando há tempestades fortes.

Se você quiser ter um telhado desses, lembre-se que primeiro é necessário colocar várias camadas de cascalho seco, as quais devem ser banhadas com gordura de porco, para que esta seja absorvida. Depois, adiciona-se a turfa, palha, e por fim, o musgo. Esse telhado é realmente muito pesado, especialmente depois da chuva. A cobertura de grama precisa ser umedecida constantemente. É exatamente por isso que esses telhados são tão apropriados para o clima da Noruega, onde há sempre muita chuva.

Em julho, a Noruega inteira está de férias

Na Noruega há um fenômeno muito interessante: férias para todos. Acontece em julho e o país parece estar totalmente “fechado”. 80% (ou até 90%) de todos os noruegueses tiram férias ao mesmo tempo. Muitos até têm contratos de trabalho que estipulam que 3 das 5 semanas de férias devem ser tiradas em julho. As creches e escolas também estão fechadas nessa época. As ruas de Oslo ficam vazias em julho. As pessoas locais têm o costume de viajar para o sul da Europa ou para suas casas de veraneio, que são casébres de madeira no alto das montanhas.

Também durante esse período, quase todos os escritórios estão fechados e muitas empresas realmente não trabalham, por isso é bastante difícil encontrar algum serviço caso seja necessário. Há alguns anos nos mudamos de uma cidade para outra. A mudança caiu bem no mês de julho, bem na época de férias. Nós precisávamos instalar internet na casa nova e fizemos o pedido online com certa antecedência. Foi preciso, no entanto, esperar 3 semanas para que ela fosse instalada, pois os funcionários estavam de férias e ninguém podia ir até o local colocar os cabos.

Há a impressão de que os noruegueses trabalham pouco

Quando cheguei à Noruega, não consegui compreender por muito tempo por que as pessoas trabalham tão pouco aqui. Todas as creches estão fechadas depois das 16h30, mas na verdade, todos os pais buscam seus filhos até às 16h. Depois das 15h30 há bastante trânsito nas ruas. Além disso, é extremamente difícil comprar alguma coisa nos mercados, pois todos estão fazendo suas compras depois do trabalho. Já depois das 17h, o número de carros e pessoas nas ruas é bem menor, pois nessa hora a maioria dos noruegueses já está jantando.

Vou falar de alguns fatos e números:

  • O dia de trabalho oficial na Noruega dura cerca de 7,5 horas. Mas, na realidade, a maioria dos funcionários de escritório trabalha de 6 a 7 horas por dia.
  • Quase todos começam o dia bem cedo, às 7 ou 8 da manhã.
  • As pausas para almoço são geralmente muito curtas, de 30 minutos (mas os noruegueses gostam de fazer pausa para tomar café a cada hora). ⠀
  • Em caso de doença leve, você não precisa ir a um médico, podendo tirar apenas 3 dias de folga, que são pagos pelo empregador até você melhorar de saúde. Não são necessários atestados médicos ou nenhum tipo de documento provando como está a sua saúde. Durante um ano, você tem direito a 12 dias de licença, caso precise. Muitos, no entanto, usufruem deste “benefício” e prolongam suas férias por mais 12 dias.

É muito importante que os noruegueses tenham um equilíbrio em suas vidas, como trabalhar, dedicar tempo à família, esportes e recreação. Devo dizer que eles realmente conseguem conciliar tudo isso muito bem!

As crianças dormem na rua. Sob qualquer temperatura

Nos jardins de infância e creches norueguesas, as crianças dormem em carrinhos de bebê ao ar livre durante o dia, esteja nevando, chovendo, ventando, ensolarado ou até sob uma temperatura de −10°C. Depois do almoço, os educadores e professores levam as crianças na rua para dormir dentro dos carrinhos. Alguns estabelecimentos oferecem lugares especiais fechados para esse tipo de atividade, mas outros não.

Quando a minha filha começou a frequentar a creche na Noruega, eu era categoricamente contra ela dormir no carrinho no meio da rua, mas depois me acostumei com a ideia e, hoje, vejo até muitos benefícios:

  • As crianças respiram ar fresco e o risco de infecção é reduzido.
  • As crianças dormem melhor ao ar livre, o que significa que o sono é saudável e correto.
  • Fortalece a imunidade.

Características das escolas norueguesas

As crianças ganham conhecimento participando de jogos e brincadeiras (especialmente crianças pequenas). Por exemplo, nas aulas de matemática, os alunos brincam de “loja”, que é uma simulação na qual compram produtos, usam dinheiro de mentira e caixas registradoras. E nas aulas de inglês, eles se transformam em personagens de desenhos animados e interagem uns com os outros falando em inglês. E há muitos professores do sexo masculino nas escolas.

Se uma criança vive longe da escola, um ônibus ou um táxi (oferecidos pela escola) deve levá-la para as aulas e, depois, de volta para casa. “Longe da escola”, no caso, são 2 km para a primeira série e 4 km para crianças a partir da segunda série. Nós moramos a 7 km da escola, por isso minha filha poderá ir à escola de táxi por ainda muitos anos. Pelo menos uma vez por semana (na escola que minha filha frequenta são 2 vezes na semana) as crianças são levadas a um passeio, que pode ser nas montanhas ou pela floresta. O passeio dura, pelo menos, algumas horas e, no máximo, o dia inteiro.

A grande desvantagem das escolas norueguesas é a falta de comida quente e a alimentação em geral. Todos os dias, os pais precisam preparar merendas para as crianças levarem.

A tradição de fazer “marmitas e merendas”

A manhã de uma família norueguesa começa com a preparação de matpakke, ou, simplesmente, caixas de comida (marmita ou merenda). Os pais preparam merendas para seus filhos que devem durar um dia inteiro. É comum, aliás, que os pais preparem os mesmos lanches para levar para o trabalho, como marmitas. Os lanches normalmente consistem em sanduíches com diferentes recheios, como queijo amarelo e castanho, patê, caviar de peixe e legumes. São adicionadas, também, frutas, legumes pequenos, iogurte e macarrão.

Além da escola, creches e trabalho, você pode tranquilamente abrir esses lanches no ônibus ou no metrô e matar um pouco a fome. Muitas pessoas fazem isso. Se decidir ir andando para o trabalho ou para algum outro lugar, é imprescindível levar os lanches com você. Os noruegueses têm um ritual: depois de subir na montanha, eles se sentam e abrem os lanches para desfrutar da comida, admirando uma bela vista.

Comida estranha

Há certos pratos de comida na Noruega que podem ser chamados de, no mínimo, estranhos. Aqui está o meu Top 5 dos pratos noruegueses menos “comestíveis”:

1. “Queijo velho” (gamalost) é um queijo tradicional norueguês com mofo, que pode ser armazenado fora da geladeira. O cheiro dele se espalha por quilômetros e quilômetros de distância, e o valor desse queijo é bastante caro. Mas não se engane, muitas pessoas são fãs dele.

2. Cabeça de ovelha (smalahove). A cabeça é cozinhada e servida com purê de couve-nabo e batatas.

3. Panquecas de sangue (blodpannekaker). É adicionado sangue de veado à massa de panquecas. As panquecas adquirem uma coloração marrom.

4. Repolho braseado no leite (kålstuing). O repolho é cozido no leite. É um tipo de uma sopa de leite com pedaços de repolho.

5. Lutefisk é um peixe seco que é mergulhado em uma solução alcalina durante vários dias. O peixe fica com um cheiro bem “específico” e pungente.

Os waffles noruegueses são mais saborosos

Para sermos justos, há muitos produtos deliciosos na Noruega. Como o queijo castanho (brunost), que tem gosto parecido com o leite condensado. Sopas de peixe, que são preparadas em uma base de creme, com pedaços de bacalhau e salmão. E aqui, também, foi onde encontrei os morangos mais deliciosos que provei na vida (a temporada deles é em julho).

Meu prato favorito da Noruega são os waffles quentes, que são servidos com queijo castanho, geleia e creme de leite. Para os noruegueses, tais waffles são como um segundo pão. Eles são feitos em quase todas as ocasiões: café da manhã, almoço, jantar e sobremesa. São vendidos em todos os cafés e restaurantes pelas cidades. Há waffles doces e salgados, os de farinha branca normal e de farinha de grãos grossos. Eles também podem ser feitos em casa.

Compartilho aqui a receita:

  1. Bater bem 2 ovos e 100 g de açúcar, adicionar 150 ml de leite, 200 ml de leitelho (leite de manteiga) ou leite coalhado e 100 ml de água.

  2. Adicione 350 g de farinha, 1 colher de chá de açúcar com baunilha, 1/2 colher de chá de cardamomo, 1/2 colher de chá de soda de cozinha e 1 colher de chá de fermento.

  3. Mexer bem e deixar em infusão durante 15 minutos.

  4. Adicione 125 g de manteiga derretida e asse os waffles até ficarem dourados.

Vida dos aposentados

Não consigo me esquecer de quando conheci uma senhora norueguesa neste último inverno. Meu marido e eu fomos esquiar em uma das estações de esqui da Noruega. De repente, fomos ultrapassados por um grupo de senhoras da terceira idade, umas 15 pessoas. Todas elas estavam em ótimas formas físicas, e de muito bom humor. Uma das senhoras me pediu para tirar uma foto do grupo. Ela tirou um iPhone de última geração do bolso, e me disse que seu grupo de “meninas” iam lá esquiar semanalmente, para aproveitar as horas vagas ao ar livre. A mais nova do grupo tinha 68 anos, e a mais velha tinha 85. Eu fiquei super feliz em tirar a foto delas, e a senhora me agradeceu pela ajuda, e me enviou a foto por Snapchat.

Os aposentados na Noruega são muito diferentes dos idosos que eu estava acostumada a ver no meu país. Desde o porte físico, a aparência, o que fazem no tempo livre, os interesses e até na saúde. Os aposentados noruegueses vivem uma vida digna e de alta qualidade:

  • Eles viajam muito, 3 a 4 vezes por ano.
  • 95% dos aposentados noruegueses têm, pelo menos, um carro e sabem dirigir bem.
  • Eles têm um estilo de vida bastante ativo: esqui, caminhadas, além de fazerem parte de diferentes grupos de acordo com seus hobbies.
  • A pensão de aposentadoria média na Noruega em 2019 era de 20.000 NOK por mês (8.900 reais).

Sistema de saúde

Uma visita ao médico de família custa cerca de 250 NOK (111 reais), e ele irá te direcionar a outros especialistas de acordo com a sua necessidade. O encaminhamento para outro especialista custa cerca de 300 a 400 NOK (134 a 178 reais). Devido aos altos salários e pensões na Noruega, podemos dizer que o atendimento médico é bastante acessível. Aqui, as pessoas vão ao médico regularmente e, caso precisem fazer alguma cirurgia, não têm de esperar em longas filas por anos. Isso também vale pare pessoas que não têm o dinheiro suficiente para alguma operação.

Quando suas despesas médicas atingem, em um ano, o valor de 2.000 NOK (890 reais), você receberá um cartão que cobrirá todas as despesas subsequentes, o que significa que poderá, gratuitamente, ir a consultas médicas, ser encaminhado a outros especialistas, além de ter acesso a muitos medicamentos. Tudo isso absolutamente de graça.

A desvantagem é que se você ou seu filho estiver doente, você não pode chamar um médico em casa. Ou seja, você precisará inevitavelmente ir a uma clínica ou um hospital de pronto-socorro mesmo com febre alta, por exemplo.

Preços na Noruega

Você pode receber dinheiro por levar latas e garrafas para reciclagem. As latas de lixo têm suportes especiais para que as pessoas não precisem procurá-las dentro do lixo.

A Noruega é um país caro, e isso é um fato. Ir ao supermercado, gastar 200 euros e não comprar muita coisa, é bastante normal. Ainda mais caros são os serviços. Por exemplo, um táxi ou uma ida a um restaurante. A gasolina custa cerca de 2 euros (8,90 reais). O salário médio dos noruegueses, no entanto, é de 4 a 7 mil euros por mês (cerca de 17 mil a 31 mil reais). Ou seja, para os turistas os preços podem parecer exorbitantes, mas para a população local é normal.

Mas apesar dos salários relativamente altos, os noruegueses poupam muito dinheiro:

  • No aquecimento. As temperaturas nos apartamentos e nas casas não passa de 17-18ºC no inverno. Antes de ir ao trabalho, muitos desligam o aquecimento da casa. Eles andam em casa com roupas de lã para não passarem frio.
  • Colocam apenas a quantidade necessária de água para ferver na chaleira, evitando o desperdício.
  • Controlam o consumo de papel higiênico.
  • Fazem um menu para a semana e compram apenas os produtos necessários para a preparação dos pratos que pretendem fazer.
  • Compram comida nos seus vizinhos, na Suécia, onde é mais barata.

Como um turista pode economizar dinheiro:

  • Na comida. Se o seu orçamento é limitado, escolha produtos e itens da marca First Price. A qualidade dos produtos é praticamente a mesma, mas os preços são duas vezes mais baratos, e às vezes até 3 vezes mais baratos.
  • No combustível. Tente reabastecer no domingo à noite, segunda-feira de manhã ou quinta-feira de manhã, porque são esses os momentos em que os preços da gasolina e do diesel são mais baixos. Mas na segunda-feira à noite e na quinta-feira à noite, é exatamente o oposto. Os preços vão doer na alma.
  • Nas idas a restaurantes e cafés. Em todos os cafés e lanchonetes na Noruega há um princípio: comer no local sai 10% mais caro do que se levar a comida com você. Com um orçamento limitado, é melhor ficar em apartamentos ou albergues e cozinhar você mesmo.
  • Em quase todos os recipientes de alimentos, incluindo garrafas e latas de bebidas. Na Noruega, os preços bastante elevados nas etiquetas dos produtos, em geral, é o valor indicado separadamente da embalagem. O preço somente de uma garrafa pode ser mais alto do que o conteúdo dentro dela. Nas lojas e supermercados existe um sistema de recolhimento de embalagens. Se levar consigo alguma embalagem ou frasco, pode colocá-la na máquina e isso dará a você um recibo com um valor. Depois de fazer as compras, então, mostre o recibo no caixa e o valor será descontado da sua compra. As garrafas e latas são recolhidas normalmente por pessoas de baixa renda. Em muitas latas de lixo pelas cidades há suportes especiais (na foto) para tais embalagens. Isso evita que as pessoas procurem por elas dentro do lixo.
  • Na isenção de impostos (Tax Free). Você pode pedir a devolução do valor agregado (impostos) às compras que tenha feito no país e que sejam equivalentes a 50 euros. Dessa forma, você consegue recuperar até 30% do dinheiro gasto.

Cestas de compras para solteiros

Alguns mercados noruegueses têm cestas de compras de uma cor diferenciada das demais, cinza, com a mensagem “Para pessoas solteiras”. A ideia é que se você está solteiro ou solteira e quer conhecer alguém interessante, você pode escolher por uma dessas cestas e todos à sua volta poderão te identificar como tal. Afinal, a pessoa amada pode estar mais perto do que se imagina, incluindo fazendo compras no mercado que você frequenta. Se estiver sozinho ou sozinha e tem o desejo de conhecer alguém, mas tem medo de se expor, esta cesta pode te ajudar. Na última vez que fui à um mercado, vi vários homens e mulheres as usando.

Bônus: melhor época para visitar o país dos fiordes

  • Janeiro. Ótimo mês para ir ao norte (por exemplo, para Tromsø) e admirar a aurora boreal. A probabilidade de conseguir vê-la nessa época é bastante alta.
  • Fevereiro e março. Melhores épocas para esquiar. Tempo incrível, neve cintilante, muito sol e dias bastante longos.
  • Abril (no início do mês). Vá até as Ilhas Lofoten para admirar a beleza da região e ver qual é provavelmente a melhor pesca do mundo. É quando milhões de bacalhaus aparecem na região.
  • 17 de maio. Na Noruega celebra-se o Dia da Constituição. Venha ver milhares de noruegueses em trajes tradicionais, desfiles coloridos e muitos eventos interessantes.
  • Junho. Visite diferentes cidades norueguesas (Bergen, Stavanger, Trondheim). Cada uma delas tem seu próprio charme e belezas particulares.
  • Julho. Momento para fazer alguma viagem aos fiordes. Com certeza, será uma experiência inesquecível.
  • Agosto. Melhor época para caminhadas nas montanhas e passeios turísticos (Troll Language, Prekestulen, Goroshina).
  • Setembro. Admire o Outono dourado e passeie de bicicleta.
  • Outubro e novembro. Únicos 2 meses que eu não aconselharia vir à Noruega. Nessa época, o tempo é muito ruim, cinzento, chuvoso, muita neve e pouco sol. Muitos dos meus amigos que vieram para cá em novembro ficaram decepcionados.
  • Dezembro. Começa a temporada de esqui e, normalmente, vamos até Bergen para ver a maior “cidade” de biscoitos de gengibre do mundo.

E você, gostaria de visitar a Noruega? E caso já tenho passado por lá, do que mais gostou? Comente!

3-14
639