Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Grupo de surfistas cultiva corais para salvar recifes em risco de extinção

5-22
158

A paradisíaca ilha de Moorea, na Polinésia Francesa, abriga um impressionante recife de coral que atrai uma grande diversidade de vida marinha e também turistas. Infelizmente, nos últimos anos, o recife está sendo vítima das mudanças climáticas. Como consequência, parte dele está morrendo. Por isso, um grupo de jovens que vive na ilha e surfa nas suas ondas, vem se dedicando totalmente a encontrar uma solução: plantar corais para que o recife volte a ser o que era. O grupo se autodenomina “jardineiros de corais”.

Incrível.club apoia toda iniciativa para tentar conter as consequências das mudanças climáticas. Por isso, vai falar da importante missão desses jovens.

O que são corais e por que são importantes?

Os recifes são formados por corais, animais pequenos e complexos, parentes das águas-vivas e das anêmonas. O coral que vemos é o resultado de uma grande colônia de pólipos minúsculos e pouco visíveis. Os pólipos possuem um esqueleto calcário. No interior, eles carregam uma zooxantela ou alga que lhe dá cor, fornece energia, oxigênio e alimento. Tudo isso em troca de proteção.

Embora à primeira vista pareçam plantas marinhas, na realidade os recifes de coral são enormes comunidades de seres que se unem para sobreviver. Ao mesmo tempo, dão abrigo a animais marinhos. Comparados a outras formas de vida, os recifes podem ser considerados uma floresta tropical subaquática. São ecossistemas maravilhosos que não só embelezam o fundo do mar, mas também são importantes para o restante do Planeta pelos seguintes motivos:

  • Eles ajudam a combater as mudanças climáticas: absorvem dióxido de carbono e liberam oxigênio.

  • Protegem a costa: são como paredes que desaceleram a força das ondas e das tempestades.

  • Fonte de renda: somente na Polinésia Francesa, os recifes representam alimento, trabalho e renda para mais de meio milhão de pessoas.

  • Valiosos para a ciência: os cientistas utilizam as riquezas dos recifes para produzir medicamentos para artrite, asma e certos tipos de câncer. E mais usos continuam a ser descobertos a cada ano.

  • Grandes cidades: os recifes são ecossistemas impressionantes, que abrigam 25% da vida marinha. Isso ocupando apenas 0,1% da superfície terrestre.

Os jardineiros dos corais

Para os moradores da ilha de Moorea, essas qualidades do recife não passam despercebidas. Nem o desastre causado nesse ecossistema pelo aquecimento global há alguns anos. Os corais morrem e ficam brancos. E com eles desaparece a vida marinha que contribui com tantos recursos para a vida humana e para o Planeta.

Por isso, um grupo de jovens locais decidiu trabalhar. A tarefa deles é transplantar mudas de coral saudáveis ​​em áreas onde o recife está desaparecendo. Quando o coral cresce, a vida surge novamente.

Fazendas submarinas

Há aproximadamente um ano e meio os jardineiros de corais têm trabalhado lado a lado nesse empreendimento ousado, mas importante. Primeiro, procuram áreas do recife onde o coral cresce saudável. Então, extraem fragmentos cuidadosamente e os cultivam em fazendas subaquáticas. Quando acham adequado, levam esses fragmentos para os recifes que sofreram branqueamento, “plantando-os”.

Além desse trabalho, os jardineiros de corais também se dedicam à conscientização de crianças e adultos com palestras educativas. O grupo, formado por cientistas, ecologistas, fotógrafos e moradores locais, realiza um trabalho impressionante, que aos poucos rende frutos, salvando esses organismos.

Como ajudar a salvar recifes de coral

Para arcar com as despesas de tanto trabalho, os jardineiros de coral têm um programa de adoção. Como é isso? Qualquer pessoa no mundo pode adotar um coral em crescimento.

Além disso, convidam as pessoas a visitarem as belas costas de Moorea e conhecer as fazendas subaquáticas em um tour ecológico. É possível até participar como voluntário. Quanto mais jardineiros, melhor!

Conscientização

Os jardineiros de coral acreditam que, com seu programa de adoção de corais, serão capazes de salvar todo o recife. Se isso acontecer, mais de 4 mil espécies de peixes e outras formas de vida marinha terão um lar novamente.

Mas ainda é urgente que todos nós percebamos os danos que a poluição está causando ao Meio Ambiente. Estima-se que, até 2050, todos os recifes de coral estarão mortos se não fizermos algo para salvá-los.

Você sabia da importância dos recifes de coral para a vida? Faria parte do grupo de “jardineiros” voluntários? Estamos interessados em saber o que você pensa sobre o assunto, por isso pedimos que deixe a sua opinião nos comentários.

5-22
158
Compartilhar este artigo