16 Histórias de colegas de trabalho muito sensíveis, que incomodaram mais que o cheiro de peixe no micro-ondas do escritório

É ótimo quando há uma atmosfera agradável e amigável no ambiente de trabalho. Mas, às vezes, um colega ou outro não sabe lidar bem com o senso de humor, talvez por estarem estressados com as tarefas diárias, e se chateiam por coisas bobas. Ao lado de tais pessoas, até o emprego mais querido pode se tornar uma experiência intolerável.

Decidimos compartilhar com nossos leitores as histórias de internautas, e até de funcionários do Incrível.club, que um dia tiveram de dividir o escritório com colegas muito sensíveis. Confira!

  • Eu trabalhava em uma pequena empresa em que havia uma contadora, uma secretária e dois gerentes. Nossa contadora, que vivia fazendo dieta, sempre se chateava com os outros funcionários, quando levávamos algum doce gostoso para o almoço. O resultado foi que eu e dois colegas passamos a almoçar no café do prédio ao lado, para parar de ouvir essa mulher reclamar e deixá-la aproveitar suas berinjelas sozinha.
  • Uma secretária preparava os documentos para os clientes e sempre cometia algum erro. Um dia, ela me escreveu reclamando que eu a tinha forçado a refazer os documentos pela terceira vez, incomodando-a e atrapalhando o fluxo de trabalho. Na cópia do e-mail, ela ainda marcou todos os chefes. Bem, expliquei todos os erros dela e adicionei prints, que até uma criança de 5 anos entenderia. Pedi a ela para refazer pela quarta vez. Depois disso, minha chefe disse para eu pedir desculpas, pois ela estava chorando e não poderia trabalhar desse jeito. Como se a culpa de fazer um trabalho malfeito fosse minha. Agora, ela está pensando em se demitir e ainda perdemos o cliente por culpa dela. © Jakalo2 / Pikabu
  • Durante a celebração de Ano-Novo, perguntei às minhas colegas: “Meninas, precisam de ajuda para preparar a salada?” Disseram que não precisavam. Bem, tudo bem, fui falar com os rapazes no outro quarto. Meia hora depois, as senhoritas saíram da cozinha dizendo: “Você poderia ter ajudado com alguma coisa, né?! Melhor do que não fazer nada”. Gente, como assim? Nunca senti tanta contradição e sentimentos confusos em um lugar como nesta equipe. © EllenWise / Pikabu
  • Fui à festa de fim de ano do trabalho do meu marido. Logo no início, um rapaz caiu das escadas e ficou tão ferido, que foi preciso chamar a ambulância. Naturalmente, a festa terminou rápido: algumas pessoas foram para casa, outras para o hospital, já que estavam preocupadas com o rapaz. Até o diretor foi junto na ambulância. No entanto, o chefe desse rapaz ficou muito bravo com a situação e, após o feriado, disse que o menino estragou a festa de todos ao cair da escada. E o argumento principal do chefe foi que ele não teve nem tempo de provar a comida.
  • Consegui um novo emprego. Meus colegas passam o dia falando sobre nada, fazem intervalos constantemente e fofocam sobre quem está interessado em quem. Mas eu preciso de dinheiro, então tento fazer tudo o que posso o mais rápido possível e não participo dessas “reuniões”. O que aconteceu foi que eles ficaram chateados comigo, por eu não querer “me integrar” à equipe e por não compartilhar os detalhes da minha vida privada. © Podslushano — Aqui Falam de Você / VK
  • Certa vez, eu discutia com uma colega sobre o tema de pais adolescentes. Nosso trabalho lida com crianças em lares adotivos, por isso sempre vemos as consequências de tornar-se pai ou mãe cedo demais. Então, debatíamos sobre o porquê de haver uma idade mínima para dirigir e não haver uma para ter filhos. Uma funcionária escutou nossa conversa e ficou bravíssima. Descobrimos que ela se tornou mãe ainda na adolescência. Nos desculpamos e tentamos explicar que estávamos apenas debatendo o tema. Ela nem quis escutar a resposta e, pouco tempo depois, se demitiu. © danthemanaus / Reddit
  • Sou o único homem em uma pequena empresa só de mulheres. Minhas colegas estão sempre bajulando nossa chefe, dizendo como ela está bonita e como seu cabelo está tão lindo. Eu não estou acostumado a esse tipo de dinâmica. Sou reservado e educado no ambiente de trabalho, mas não elogio ninguém, nem mesmo minha chefe. Como todos fazem isso, menos eu, acabo parecendo antipático de alguma forma. Às vezes, minha chefe me critica indiretamente, como “Você precisa ter mais tato com as pessoas e ser mais comunicativo”. Eu só concordo e digo: “Tudo bem”. Acho que ela quer que eu a bajule tanto quanto os outros, ou que simplesmente eu me demita. © cherryapp / Reddit
  • Há uma mulher no meu trabalho que pede folga por qualquer mínima desculpa, sempre por conta do filho. Assim, ela joga o próprio trabalho para os outros e nunca fica até mais tarde no escritório, porque “tem família”. Meus colegas e eu aguentamos por muito tempo, mas depois paramos de fazer o trabalho dela. Ela ficou chateada, alegou que era nossa culpa e saiu bufando às 18h. No dia seguinte, levou uma repreensão deliciosa do chefe. E, na próxima vez que tentou se safar e jogar as tarefas nos nossos ombros, foi barrada e precisou ficar até tarde trabalhando. Após algumas vezes, ela aprendeu a tirar folgas oficiais e não deixar tudo nas nossas mãos. Desde então, não conversamos mais e não sinto que foi uma grande perda. © Palata nº 6 / VK
  • Eu tinha uma renda extra: aluguel de decorações de casamento para carros. Uma colega ia se casar, pediu para ver o catálogo e escolheu o conjunto mais caro e procurado. Decidi oferecer a ela um desconto de 50%, considerando que era alta temporada para casamentos. A mulher ficou revoltada e decidiu encomendar com outra empresa sem desconto. Além disso, não me convidou para o evento, e eu ainda dei dinheiro para a vaquinha dos noivos. Já se passaram anos e até hoje não consigo entender o que aconteceu. © Podslushano — Aqui Falam de Você / VK
  • Eu trabalhava como designer em uma empresa de móveis e tínhamos uma gerente que adorava gritar com os funcionários: com os montadores, porque não ligaram após a instalação da cozinha; com os motoristas, que paravam no caminho para comer algo. Uma vez, recebemos um pedido complicado e não pudemos atender aos requisitos do cliente por questões técnicas. Eu expliquei a situação e ofereci uma alternativa. Pronto, minha chefe começou a gritar e a dizer que se perdêssemos esse cliente, ela retiraria o valor do meu salário. Nessa hora, não aguentei e disse que ela não poderia levantar a voz para mim; que todos os funcionários eram adultos e precisavam ser tratados com respeito; e que ela podia gritar em casa, se quisesse. Ela saiu da sala bufando e não disse uma palavra mais pelo resto do dia.
  • Minha colega e eu trabalhamos juntas por 10 anos. Tínhamos o mesmo nível na empresa, mas nos últimos três anos, fui promovida duas vezes, e ela ficou na mesma posição. Depois disso, nossa relação mudou, ela se afastou de mim e hoje não conversamos mais. A verdade é que eu acho ela ficou com inveja e chateada. © Maraschino-Cherry / Reddit
  • Tenho 41 anos, minha esposa 36. Não temos filhos, pois foi nossa escolha e funciona para nós. Porém, ao que parece, isso não agrada muito meu colega, que começou a me dar dicas estranhas assim que descobriu que não tenho filhos. Ele disse que eu e minha esposa precisávamos nos apressar, e que crianças não são um bicho de sete cabeças e basta apenas tentar. Depois, ainda nos chamou de irresponsáveis e jurou que nos arrependeríamos da decisão. Preferi cessar a conversar por ali, e ele ficou chateado. Após esse dia, quase não conversamos mais no trabalho. E, quer saber, fiquei até feliz. © belovirus / Reddit
  • Havia um rapaz na empresa que era o clássico “romântico”. Ele flertava com todas as meninas e fazia piadas ridículas. Assim que alguém deu uma bronca nele, ele se fez de coitado. Por fim, as funcionárias reclamaram do comportamento dele para o chefe, e o bonitão recebeu uma repreensão. Ele acabou se demitindo, dizendo que estava sendo humilhado no trabalho.
  • Hoje, no horário do almoço, peguei minha comida e sentei à mesa. Uma funcionária se sentou ao me lado e começou o questionário:
    — Oba, pegou comida?
    — Sim — respondi.
    — Parece gostoso.
    — Aham.
    — Isto é o quê?
    — Sopa.
    — Que sopa? — não desistiu a colega.
    — Com o quê?
    — Com massa.
    — Ai, não gosto de massa.
    Nesse momento, comecei a perder a paciência.
    — E isto é o quê? — continuou ela.
    — Carne.
    — De quê?
    — De frango.
    — Gostosa?
    — Sim.
    — E esta salada vem com o quê?
    — Com nozes.
    — Ai, não gosto de nozes. E o que mais de gostoso tem lá?
    Não aguentei:
    — Será que você não pode levantar da cadeira e ir lá ver...
    — Nossa, que grosso.
    Ela se chateou, levantou e foi embora. Por que ela não podia levantar e andar 10 m até o balcão para ver a comida do dia? Pelo jeito, achou melhor incomodar o colega durante a refeição. © Connytsy / Pikabu

E você já teve colegas de trabalho assim, que se chateavam por pequenas coisas? Compartilhe conosco a sua história!

Imagem de capa EllenWise / Pikabu
Compartilhar este artigo