Incrível
Incrível

O que é a dieta 5:2 e como ela ajuda a emagrecer

Dieta: uma palavra com apenas 5 letras e um número infinito de possibilidades. No passado, por exemplo, as pessoas comiam cestodas vivas (uma espécie de verme) para perder peso. Em 1925, os cigarros eram vendidos como supressores de apetite. Mas não pense que a dieta 5:2 é assim tão radical. Ela não apresenta nenhum risco para a saúde, mas também não é muito comum.

A restrição alimentar está diretamente relacionada com a perda de peso. Em 2004, os americanos gastaram 46,3 bilhões de dólares em produtos ou dietas para emagrecer. Elas variam muito e podem agir mais fortemente em uma parte determinada do corpo, mas, em geral, costumam ter um maior impacto na cintura.

Hoje, vamos compartilhar com você uma dieta que não serve apenas para perder o excesso de peso, mas que ajuda também a combater algumas doenças.

Do que se trata?

Para ele: 528 calorias.

Para ela: 382 calorias.

A dieta 5:2 implica um jejum intermitente, mas não tenha medo de ficar sem comida. A ideia é que a pessoa coma uma quantidade normal de alimentos 5 dias por semana e reduza a quantidade diária nos outros 2 dias (500 calorias para as mulheres e 600 calorias para os homens).

Desta forma, o corpo não fica estressado com a dieta o tempo todo e não se abastece de calorias adicionais. Nos dias de fome, o corpo queima tudo o que foi ingerido em dias que não houve jejum. A energia que o corpo recebe durante o jejum se prolonga por 2 dias. O metabolismo acelera e a perda de peso ocorre de maneira sutil.

Preste atenção nos dias em que você vai comer normalmente para não comer demais. Você deve recusar pães, comida do tipo fast food e alimentos com muito açúcar. É melhor dar preferência a alimentos sem muitas calorias e com pouca gordura. Caso contrário, os resultados não serão bons.

Além disso, tome cuidado para não comer pouco ou mesmo ficar sem comer. Coma o que você quiser, desde que sejam alimentos saudáveis.

Benefícios da dieta 5:2

  • Não existe um cardápio rígido; você escolhe o que quer comer. O mais importante é que nos dias de jejum você coma uma quantidade limitada de calorias.
  • Não há necessidade de morrer de fome ou dizer ’não’ a tudo.
  • Com essa dieta, o risco de desenvolver estresse em função de restrição alimentar é muito menor.
  • O jejum intermitente tem um efeito positivo na saúde. Ele leva a uma diminuição do açúcar no sangue, diminui a pressão arterial e equilibra o nível de colesterol. Essa dieta também ajuda a diminuir o risco de Alzheimer, câncer, diabetes e algumas doenças do coração. Além disso, o cérebro passa a funcionar melhor, o que leva a um maior poder de concentração.
  • E, claro, a dieta ajuda a emagrecer.

Como seguir a dieta?

Agosto

Jejum

Jejum

Se você consegue planejar o cardápio e o horário das refeições com antecedência, vai se sentir mais seguro. Ao fazer isso, sempre estará mais prevenido, seja no trabalho ou em qualquer outro lugar.

Divida a alimentação em duas a três refeições nos dias de jejum. É melhor alternar os dias de jejum com os outros dias. É preciso que passem 12 horas entre a última refeição da tarde e a primeira do dia seguinte.

É importante não excluir grupos de alimentos integrais da sua dieta. O seu corpo precisa de minerais, proteínas, carboidratos e gorduras. Os pratos devem sempre estar equilibrados. Para os dias de jejum, os seguintes produtos são adequados: carne e peixe com pouca gordura, clara de ovo, frutas com pouco açúcar, ricota, iogurte, saladas, carnes no vapor, cereais e verduras.

Não se esqueça de beber muita água. Ela ajuda a evitar a desidratação, cansaço e dores de cabeça. Se quiser, você também pode beber chá. Para conseguir melhores resultados, você pode começar uma rotina de exercícios. O principal é não trabalhar demais nos dias de jejum.

Se você fizer a dieta 5:2 durante várias semanas e não perder peso, tente fazer 3 dias de jejum (4:3). Se você emagrecer demais, você pode optar pela dieta 6:1 e comer menos calorias apenas uma vez por semana. Quando você chegar no peso que havia planejado, volte para a sua dieta habitual.

Se for difícil demais para você comer de 500 a 600 calorias nos dias de jejum, aumente para 800. Mas, neste caso, é preciso que a dieta seja baixa em carboidratos durante os 5 dias normais. Você pode usar um aplicativo para contar as calorias que está comendo.

Clique aqui para encontrar deliciosas receitas de comida para a dieta 5:2.

Antes de começar essa dieta, não deixe de conversar com o seu médico. Ela nem sempre é recomendada para adolescentes, pessoas que sofrem ou sofreram com transtornos de alimentação e mulheres grávidas ou em período de lactância. Pessoas diabéticas ou com outras doenças crônicas também devem tomar cuidado.

Então, está pronto para a dieta 5:2? Ou você já tentou e pode recomendar outro tipo de dieta? Esperamos a sua opinião nos comentários!

Incrível/Dicas/O que é a dieta 5:2 e como ela ajuda a emagrecer
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos