19 Pessoas que, mesmo enfrentando desaprovações, conseguiram desafiar estereótipos com sucesso

Curiosidades
há 1 mês

Todo mundo, certamente, já se viu reproduzindo um pensamento estereotipado no dia a dia. Seja ao ver um carro pequeno e já associá-lo a uma motorista mulher, esperar que todos os recém-casados tenham condições de se mudar imediatamente para sua casa própria ou mesmo associar atividades e gostos a determinado gênero.

  • Tenho uma loja hortifruti de bairro e uma barraca de verduras. Sou um empresário. Possuo uma van que adaptei para a entrega de mercadorias. Para evitar que o carro fique parado entre as entregas dos produtos, eu o disponibilizo para serviços de táxi e frete: para levar um sofá, uma geladeira, uma pequena mudança. Não é lá um negócio sério, mas dá alguma renda extra. Os clientes sempre costumam conversar sobre tudo, e já estou farto do olhar descrente das pessoas pensando que os taxistas não podem ter outro emprego. Os passageiros não acreditam em mim quando digo que sou empresário e acham que eu só trabalho atrás do volante. © radj013 / Pikabu
  • Minha esposa tem um carro pequeno, que eu chamo carinhosamente de Pulka. Adoro ele, porque quando param ao lado no trânsito e olham para dentro, esperam ver uma mulher, não um homem de 1,85 m de altura e 110 kg. A cara das pessoas ao perceber que não sou o que esperavam ver é impagável. Os colegas brincam que eu não vivo sem esse carro, e, para mim, ele é um automóvel incrivelmente confortável para a cidade: é possível estacioná-lo literalmente em qualquer vaga minúscula, e no porta-malas cabe tudo que precisa. Eu adoro a Pulka! © Nagibator9999 / Pikabu
  • Não, não estou me vestindo bem para ir a um encontro ou a uma entrevista de emprego. Só gosto de usar uma camisa de botão e me sinto confortável com um moletom. Não, não gosto de jeans e camisetas. Prefiro chá a outras bebidas não saudáveis. E simplesmente não preciso de tais coisas como: café, refrigerantes ou bebidas do tipo. Eu danço um pouco de salsa, um pouco de tango também. Gosto delas — é uma maneira interessante de me manter ativo quando não estou na academia. Sei que são danças consideradas como «femininas», mas quem se importa? Certamente não eu. © codesharp / Reddit
  • Meu pai sempre ria de mim quando eu assistia ao desenho animado Sailor Moon na TV a cabo. Agora parece um pouco estranho que eu, um homem adulto e que trabalha na construção civil, continue gostando de Sailor Moon. © decendingvoid / Reddit
  • As propagandas nos mostram que os homens não podem lavar roupa, cozinhar, criar os filhos ou fazer qualquer outra coisa até que nossas esposas apareçam e apontem o dedo mostrando como fazer isso ou aquilo. Sou solteiro e faço a limpeza, lavo roupa, louça, etc. Nunca vi um esfregão como uma espécie de monstro e nunca tive de comprar um jantar porque o meu não ficou bom. Também sou capaz de cuidar de uma criança sem precisar pedir conselhos a uma mulher. Posso facilmente trocar uma fralda e alimentar um bebê com uma mamadeira. © Kiyohara / Reddit
  • Meu marido e eu também destruímos alguns estereótipos. Hoje em dia, ter um sentimento verdadeiro não é a coisa mais importante, o principal é que as pessoas tenham muito em comum: interesses, hobbies, pontos de vista sobre a vida e assim por diante. Meu marido e eu estamos oficialmente casados há 31 anos, não temos interesses em comum, crescemos em países diferentes, com tradições diferentes e falávamos idiomas diferentes antes de nos conhecermos. No geral, para ter um casamento sólido, é preciso ser diferente. E interesses em comum é coisa de amigos. © Elena Amira
  • Tem um homem que faz tricô no trabalho. Ele tricota meias para muitos colegas. Somos carregadores. Ele tem 45 anos e não se preocupa com o que os outros vão pensar sobre isso. © holden321 / Pikabu
  • A avó do meu marido permitiu que morássemos no apartamento que ela aluga depois do casamento. No fim, não nos deixou sair de lá por quatro anos dizendo: «Se forem se mudar, então só para a casa própria. Por que pagar a estranhos se aqui vocês moram de graça?» Mesmo assim, nos mudamos para um apartamento alugado de dois cômodos e, pouco depois, descobrimos que esse tempo todo meus avós não estavam em uma situação confortável sem a renda do aluguel do apartamento. Vovó pediu a vovô para trabalhar para completar a aposentadoria nos primeiros meses e só ficaram mais tranquilos financeiramente depois que saímos. © Usernamekoteyka / Pikabu
  • Um dia, parei em um posto de gasolina para trocar o pneu do meu carro e um rapaz se aproximou oferecendo ajuda insistentemente. Recusei, mas ele continuou insistindo. Eu poderia ter feito tudo sozinha em 10 minutos, porém acabei tendo de esperar o sabichão trocar a roda por meia-hora, e ainda tendo de explicar como manusear cada etapa porque ele não tinha ideia do que fazer. © iowan / Reddit
  • Minha avó me ensinou a fazer crochê quando eu era criança. Agora tenho 50 anos e ainda gosto de fazer cobertores de crochê quando assisto TV. Além disso, as pessoas gostam de receber minhas criações caseiras de presente. Há muito preconceito por aí. Isso porque é mais comum ver uma mulher tricotando ou fazendo crochê em lugares públicos. © Jeremy Bolanos / Quora
  • No meu aniversário, meu marido me deu um carro caro. Descobri que, pelas minhas costas, as «amigas» comentam que me casei com ele por causa do seu dinheiro. Porém, mal sabem elas que ele já foi um estudante pobre e de curso em tempo integral, e eu trabalhava para sustentar nós dois, pagava tudo. E, no fim, ainda dei dinheiro a ele para abrir seu próprio negócio. Meu marido diz para ignorarmos, e eu me sinto ofendida com o fato de ainda existirem esses estereótipos hoje em dia. © Overheard / Ideer
  • Uma vez, no verão, fiz um vinagrete e o levei para o trabalho. Duas funcionárias zombaram do meu almoço o dia todo, dizendo que ninguém preparava vinagrete no auge do calor do verão. © Galina Mironchenko
  • Não presto atenção às críticas e não dou importância a elas. Entretanto, realmente não gosto de suposições tolas e incorretas. Seria ótimo se as pessoas parassem de me falar que procurar ideias para meu futuro casamento não é «coisa de homem». O dia do casamento não é apenas da noiva, mas também do noivo. © Autor desconhecido / Reddit
  • Sempre senti que seria julgado por chorar se alguém me visse ou ouvisse. É triste que seja comum dizer aos homens para ficarem quietos e lidarem com seus problemas como os «homens de verdade» fazem. Contudo, nós também temos emoções! © PatriotsFan1014 / Reddit
  • Tenho um colega gerente de marketing no trabalho que costura sutiãs. Cobra centavos por eles. Ele fez um para mim com base em seus modelos — nunca usei nada mais confortável. No entanto, não quer abrir seu próprio negócio ou, pelo menos, uma pequena loja on-line. Sua esposa o apoia, mas ele tem medo de que as pessoas falem que não é um negócio de homem ou estereótipos do tipo. E apesar de estarmos no século XXI, seus amigos e os pais não aprovaram a ideia, e até mesmo o chamaram de pervertido. Decepcionante. © Overheard / Ideer
  • Meus filhos estudaram em uma escola de bastante prestígio no centro da cidade. O diretor, sabendo dos estereótipos que os pais propagavam («os alunos mais fortes estudam na classe „A“ junto com os melhores professores»), bolou um plano. Ele reuniu os alunos mais dedicados na classe «C», os que tinham mais dificuldade na «B» e os demais na «A». Quando os pais que não sabiam nada sobre a escola levavam uma criança para se matricular no colégio, na entrevista, o diretor perguntava em que classe eles queriam colocar o filho. E todos respondiam imediatamente: «Claro que na „A“!» «Bem, na „A“, então na „A“» — concordava o diretor. © DedX5 / Pikabu
  • Eu adoro cantar músicas da Disney, especialmente as de A Pequena Sereia. Foi a primeira coisa que assisti no cinema, então o desenho animado é especial para mim. As pessoas me julgam por isso, mas de certa forma não me importo. Entretanto, quando começo a cantar, todos ficam em silêncio e depois cantam junto. Que hipócritas! © iamnuts_ / Reddit
  • Eu realmente gosto de tricotar. Fazia quando era criança e agora, como adulto, adoro criar gorros. Trabalho em uma fábrica com um grupo de homens mais velhos, e eles sempre me julgam por causa das minhas toucas feitas em casa. Bem, tenho peças novas a cada inverno. © Te55_Tickle5 / Reddit
  • No ano passado, uma menina cujos pais são pessoas muito ricas entrou para a turma do meu filho mais novo, eles são donos de uma grande construtora. Não sei por que o filho deles foi parar no meio de meros mortais. Os dois aparentam como o esperado: bem arrumados, elegantes, um carro sempre esperando na entrada do colégio. Até que chegou o dia em que as mães e os pais vão à escola para lavar e limpar tudo, uma tradição cultural de onde moro. Alguns pintam, outros mudam os móveis de lugar. Eu entrei na sala de aula e fiquei impressionada: havia uma mulher loira linda lavando as janelas. Então, notei que o marido dela e o meu estavam mudando os móveis de lugar. Meu esposo ficou tão pensativo depois daquela faxina. Disse: «O cara é tão normal, realmente não esperava por isso!» © Jasmyne75 / ADME

Quebrar os estereótipos, certamente, não é nada fácil, principalmente quando estão tão enraizados na nossa sociedade. No entanto, sempre há internautas que não se deixam abalar pelo pensamento alheio, e, às vezes, até os animais nos surpreendem.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados