Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20 Alimentos que devemos evitar aquecer no micro-ondas

O micro-ondas é um eletrodoméstico maravilhoso que nos permite economizar tempo, algo tão precioso. Ele aquece os produtos mais rápido do que o fogão ou o forno, e você não precisa monitorar o processo. Basta escolher a potência e o tempo para sua refeição ficar pronta. No entanto, nem todos os alimentos podem ser aquecidos no micro-ondas. Alguns deles podem se estragar durante o processo; em outros, surgem substâncias prejudiciais à saúde.

Nós, do Incrível.club, preparamos uma lista de alimentos para os quais o micro-ondas é um verdadeiro inimigo. No final do post, oferecemos outra lista de pequenas dicas de culinárias, nas quais esse eletrodoméstico é indispensável.

Carnes, peixes e aves

  • Se armazenar incorretamente a carne cozida, mesmo por duas horas, podem surgir bactérias perigosas, como a salmonela. O modo errado de aquecimento no micro-ondas pode ser ineficaz contra esses micro-organismos.

  • Além disso, alguns pratos prontos de carne contêm conservantes. A influência do campo eletromagnético pode os transformar em compostos químicos perigosos, como a lipoproteína oxidada.

  • A pele crocante do frango assado, no micro-ondas pode virar um alimento de textura desagradável, enquanto a carne se aquece de maneira irregular.

  • Quem já tentou reaquecer um prato de peixe no micro-ondas sabe que essa é uma experiência inesquecível. Primeiro, toda a casa é inundada por um cheiro “fantástico”. Em segundo lugar, o peixe se torna algo que não dá para comer. Ao aquecer o salmão no micro-ondas, ele perde a umidade, fica seco e duro.

Alguns legumes, frutas e cogumelos

  • Preparados no micro-ondas, os brócolis perdem a maior parte das suas características benéficas. O melhor é cozinhá-los no vapor. Assim, são preservados tanto o sabor, quanto a maioria das vitaminas e nutrientes.

  • Verduras (as folhas de beterraba, por exemplo) têm certas caraterísticas e podem pegar fogo durante o processo no micro-ondas. Como resultado, em vez de uma refeição deliciosa, o que estará na mesa é a comida queimada, além do eletrodoméstico estragado.

  • A radiação eletromagnética pode provocar a síntese das nitrosaminas nocivas no espinafre e na beterraba, substâncias que podem ser cancerígenas.

  • A capsaicina, substância encontrada nas pimentas e responsável por sua ardência, se evapora durante o aquecimento no micro-ondas. Assim que a porta do eletrodoméstico é aberta, a cozinha se enche de fumaça ácida.

  • As uvas e groselhas frescas no micro-ondas tornam-se pedaços de plasma. Um experimento pitoresco, porém, bastante arriscado.

  • Quanto aos cogumelos cozidos, é melhor nem os aquecer. Vale para todos os métodos de aquecimento, inclusive no micro-ondas. Trata-se de um alimento amado não apenas pelos humanos, como por micro-organismos de todos os tipos. Em temperatura ambiente, eles contaminam o prato a uma velocidade incrível. Cogumelos estragados, no mínimo, causarão uma indigestão e, na pior dos casos — uma intoxicação alimentar grave.

Pizza, comida chinesa e arroz

  • É difícil imaginar um prato menos apetitoso do que a pizza de micro-ondas. A massa crocante vira algo úmido e pegajoso; o queijo ganha a textura de borracha. Não há nada nocivo na comida, mas também nenhuma alegria em saboreá-la. Muito melhor aquecer em uma frigideira ou no forno.

  • Não se pode levar a comida ao micro-ondas, no recipiente em que foi entregue. Muitas vezes, os elementos metálicos das embalagens, à primeira vista são imperceptíveis. No entanto, podem provocar incêndios.

  • Os pratos chineses mantêm o sabor e o charme mesmo quando esfriam. Eles podem ser aquecidos, mas não no micro-ondas. O problema se esconde nos próprios ingredientes. O micro-ondas transforma essa comida deliciosa em algo mucoso, úmido e desagradável.

  • Aquecer arroz no micro-ondas sempre tem um resultado imprevisível. Se foi armazenado à temperatura ambiente por um tempo ou ficou mais de um dia na geladeira, é melhor jogá-lo fora imediatamente. Nos grãos de arroz vive uma bactéria Bacillus cereus, que pode persistir mesmo após o primeiro cozimento. O micro-ondas não desenvolve temperatura suficiente para matar esses organismos patogênicos, o que pode causar uma intoxicação alimentar grave. O mesmo se aplica a outros alimentos que contenham amido.

Líquidos, óleos e sopas grossas

  • Uma sopa aquosa pode ser aquecida no micro-ondas sem problema algum. Outra coisa é uma sopa grossa ou cremosa. Em algum momento, o prato começa a explodir feito um gêiser e inevitavelmente mancha todo o eletrodoméstico. Isso acontece porque o líquido na sopa se aquece de forma irregular. Para evitar o efeito, é preciso mexer a sopa uma vez a cada minuto e deixar no recipiente uma colher de madeira ou um palito.

  • O micro-ondas destrói de forma inevitável o sabor do café. Nenhuma substância nociva surge na bebida, porém só vai apreciar quem gosta de café amargo. Se você realmente quer terminar sua xícara de café que esfriou, vale a pena adicionar gelo em vez de esquentar.

  • As papinhas, comida de criança ou leite materno também se aquecem de forma irregular no micro-ondas. Portanto, no líquido, podem se formar bolhas quentes, que queimarão a língua, boca ou garganta do bebê.

  • Até a simples água pura em um copo também pode ser uma surpresa. No micro-ondas, a temperatura do líquido sobe para 100 °C, mas as bolhas, que são normais na fervura, nem sempre aparecem na superfície. Se colocar um sachê de chá ou uma colher nessa água, o líquido ferve instantaneamente e o copo pode explodir.

  • Vários óleos (de uva, canola, gergelim) ou azeite, não são líquidos, mas gorduras. Portanto, o óleo no micro-ondas simplesmente não atinge a temperatura necessária.

Bônus: micro-ondas mágico

Tendo estudado toda a lista de produtos que não devem ser aquecidos no micro-ondas, não vale a pena se livrar desse eletrodoméstico imediatamente. O micro-ondas é um aparelho útil e pode ser usado para fins completamente inesperados.

  • Descasque rapidamente o alho. Para não sofrer, descascando os dentes, é só colocar o alho no micro-ondas por 15 segundos.

  • Prepare suco espremido na hora. Se colocar laranjas ou limões por 10 segundos no micro-ondas, será muito mais fácil espremer o suco. A radiação eletromagnética destrói as membranas internas das frutas cítricas.

  • Frite sementes e nozes. Coloque esses produtos em um recipiente de cerâmica adequado para uso em micro-ondas, despeje uma gota de óleo e coloque no forno. É necessário processar as sementes e as nozes por cinco minutos, fazendo pausas a cada 60 segundos para mexer.

  • Amoleça o açúcar mascavo. Se o açúcar grudar e formar uma pedra dura, difícil de separar, é necessário envolvê-lo em um papel-toalha úmido e mantê-lo no micro-ondas por 25 segundos.

  • Derreta o mel cristalizado. Se o mel ficar na prateleira por muito tempo e parecer mais uma manteiga com grãos de açúcar, em vez de doçura viscosa, o micro-ondas ajudará. Importante: o mel não pode ser reaquecido em um recipiente de plástico. Agite o produto a cada 30 segundos, até recuperar a sua textura original.

  • Descasque os legumes. Às vezes, abobrinha e os tubérculos dão trabalho para descascar. Para a tarefa ser mais simples e rápida, basta deixá-los por dois a três minutos no micro-ondas, na potência menor. Depois, a casca se solta muito mais fácil.

  • Pique as cebolas. Para evitar as lágrimas, mantenha a cebola no micro-ondas por apenas 30 segundos. Isso inibe as enzimas responsáveis pela liberação dos compostos sulfurados, o que irrita os olhos.

  • Bata a espuma de leite. Um cappuccino pode ser preparado sem uma cafeteira cara. Despeje o leite em um frasco de vidro ou cerâmica com uma tampa (enchendo o recipiente até a metade) e agite bem. Serão suficientes uns 30 ou 60 segundos para que se forme espuma. Em seguida, coloque o recipiente no micro-ondas por mais 30 segundos, para que a espuma suba. Depois, é só adicioná-la ao café e o cappuccino está pronto.

  • Deixe o feijão de molho. Se você esqueceu de deixar o feijão de molho durante a noite, não se preocupe. Coloque-o em uma tigela de cerâmica e despeje água na proporção de 1/3 (3 copos de água para cada 1 copo de feijão). Em seguida, coloque o recipiente no micro-ondas e deixe aquecendo por 12 a 15 minutos, até o líquido ferver. Deixe descansar por uma hora em temperatura ambiente, escorra e lave com água gelada.

  • Os especialistas recomendam não aquecer nenhum prato mais de uma vez. Quanto mais tempo os alimentos são armazenados, maior o risco de contaminação por micro-organismos e bactérias patogênicas. Quando preparada do modo certo, a comida não causará nenhum dano à saúde. Vale a pena comprar um termômetro de cozinha para medir a temperatura do prato após o tratamento térmico. É importante também mexer cuidadosamente os alimentos para que não haja ’’ilhas’’ de ingredientes frios — elas podem se tornar um viveiro para infecções. Outra coisa, quanto mais você reaquece os alimentos, menos saborosos eles ficam: os vegetais viram um mingau e a carne, uma borracha.

Você adicionaria algo à primeira ou à segunda lista, tomando como base a sua experiência pessoal?

Compartilhar este artigo