Incrível
Incrível

10+ Alimentos que parecem saudáveis, mas não são, e dicas de como substituí-los

Pessoas preocupadas em manter uma alimentação saudável têm uma variedade enorme de produtos no supermercado para ajudar em seus objetivos. Mas será que tantos alimentos que pensamos ser saudáveis, sem gordura, ricos em nutrientes, realmente são? Ou será que existem opções bem na nossa frente que nunca imaginávamos ser ainda mais nutritivas e mais baratas?

Nós, do Incrível.club, pesquisamos alguns alimentos que, à primeira vista, parecem muito saudáveis e nutritivos, mas que podem esconder ingredientes prejudiciais — e ainda adicionamos um bônus intrigante.

1. Pães multigrãos podem esconder ingredientes que o tirariam da prateleira de alimentos saudáveis

Para pessoas que querem uma alimentação mais saudável, os pães multigrãos do supermercado parecem ser uma escolha certeira, e vão direto para o carrinho de compras. Porém, é preciso um cuidado extra: ler a lista de ingredientes. Esse será um conselho recorrente aqui, pois a lista indica o que tem em maior e em menor quantidade na comida que você está comprando. Os primeiros ingredientes da lista são sempre os que estão em maior quantidade.

Pães multigrãos não são vilões completos, é importante dizer. Mas, se você perceber que na lista de ingredientes tem farinha branca, então ele não é tão saudável assim. Também é bom optar por pães que contêm as sementes inteiras, ou seja, integrais, pois elas não perderam nutrientes no processo. Na dúvida, a melhor opção é um pão integral mesmo, desde que não contenha farinha branca nos ingredientes. Os grãos podem entrar na sua alimentação de outras formas, que falaremos à frente.

2. Tortilhas podem ser fininhas, mas geralmente estão recheadas de aditivos químicos

Sabe aqueles discos de pão que você compra no supermercado, que parecem panquecas, e que se comem enroladas com carnes e até legumes? Parecem supersaudáveis, não é? Mas é só ler o rótulo que você descobre quantos aditivos químicos elas têm, além de muito sódio e farinha branca. Mais uma vez, um pão integral bem escolhido, integral de verdade, pode te proporcionar um lanchinho mais saudável.

Mas se você faz questão de comer uma tortilha ou um wrap nota 10 mesmo, faça uma tapioca. Ela é rica em amido, o que te dá bastante energia e, se não comer com alimentos gordurosos, até ajuda na perda de peso. E, como ela tem poucos nutrientes, você ainda pode enriquecê-la, adicionando chia ou linhaça, retardando a absorção do carboidrato. Ah, como sempre, vale a pena ler a lista de ingredientes e optar por uma marca sem sódio na composição.

3. Iogurtes são presença garantida em dietas, mas cuidado com o que mais vem no potinho

Quando nutricionistas indicam o consumo de iogurtes e frutas, as pessoas logo vão ao supermercado e compram um iogurte com frutas. Parece um bom negócio, mas não era essa a intenção. As frutas no fundo do seu iogurte contêm açúcares naturais e, por vezes, o fabricante adiciona ainda mais açúcar à mistura. O ideal mesmo é ingerir o iogurte natural, muito menos calórico, com frutas que contêm menos calorias ou açúcares. Nutricionistas podem indicar os melhores acompanhamentos para o iogurte.

4. Quanto às barrinhas de cereal, vale aquela regra de ouro: menos é mais

As barrinhas de cereal também podem parecer, à primeira vista, lanchinhos rápidos, práticos de levar a qualquer lugar e saudáveis. De fato, elas são, mas não todas. Como sempre, confira os ingredientes na embalagem, pois muitas delas têm açúcar adicionado. Isso sem falar naquelas que têm chocolate: como isso pode ser saudável? Sendo assim, escolha aquelas que não contêm nada mais que cereais na composição. Ou faça a sua própria, assim você sabe exatamente o que tem nela!

5. Frutas são sempre saudáveis — mas as secas precisam de uma atenção maior antes de serem consumidas

Aqui temos de admitir que as frutas secas não são tão vilãs assim. As frutas secas e as frutas in natura são iguais em quantidade de nutrientes. Então, qual é o problema? Em primeiro lugar, você precisa tomar cuidado com a fruta seca que está comprando, pois o fabricante pode ter adicionado açúcar refinado a ela, o que é ruim. Prefira comprar as suas em feiras ou casas de produtos naturais.

O segundo ponto de atenção está na quantidade, já que as frutas secas são menores em volume que as in natura. Você conseguiria consumir uma ou duas ameixas in natura, mas quantas ameixas secas você é capaz de comer? Provavelmente umas cinco ou seis. Ou seja, você estaria ingerindo até três vezes mais frutas que o normal, o que não é legal, considerando que as frutas também possuem açúcares.

6. É melhor deixar os leites à base de plantas para as pessoas veganas ou intolerantes à lactose

Antes de qualquer coisa, se você é intolerante à lactose ou não consome alimentos de origem animal, pode pular essa parte. Mas se você pode escolher entre os leites vegetais e animais, vale a pena saber isso. Claro que a quantidade de opções é muito grande para falarmos de uma por uma, mas em geral os leites vegetais não contêm nutrientes suficientes para substituir os laticínios. Aliás, muitos leites vegetais são adoçados ou saborizados, o que aumenta as calorias.

7. Chips de vegetais são assados e gostosos — mas o rótulo pode trazer informações bem reveladoras

Chips de qualquer coisa são ótimos para um lanchinho, principalmente assistindo a uma série ou um jogo. Algumas pessoas podem pensar que chips de mandioca, batata doce, banana e outros legumes são mais saudáveis por serem assados, mas o buraco é mais embaixo. Mesmo os chips assados também têm a sua cota de sódio e gorduras. Os chips de mandioca da foto, por exemplo, contêm óleo de palma e gorduras saturadas em sua composição.

Você ainda pode comer com moderação, se quiser uma alimentação saudável, mas se pretende comer bastante, bote a mão na massa e asse os seus! Assim você pode controlar a quantidade de óleo e sal que coloca no seu lanchinho. Mas, se você quiser mesmo um snack nutritivo, rico em fibras, saboroso, feito da semente integral e barato, faça pipoca! Ainda assim, controle a gordura ou use uma pipoqueira elétrica, que funciona a ar quente e dispensa o uso de óleo.

8. Não é qualquer atividade física que exige uma hidratação com bebidas isotônicas

Mais um exemplo do que pode parecer supersaudável são as bebidas isotônicas. Sim, elas são muito importantes para atletas de alto desempenho, em especial aqueles que praticam exercícios muito prolongados e sem descanso. Não é o caso da maioria das pessoas, mesmo que sejam ativas, praticando esportes ou musculação.

Os isotônicos são ricos em sódio e carboidratos na forma de açúcar, para ajudar na reposição dos atletas de alta performance. Sendo assim, se você não se exercita o suficiente, provavelmente essas bebidas não são para você, pois podem te dar calorias em excesso. Mantenha seu corpo hidratado bebendo água, simplesmente.

9. Até mesmo o adoçante tem segredos que podem afetar a sua saúde — mas o açúcar não fica atrás

Sendo um substituto para o açúcar, era de se esperar que o adoçante fosse saudável, não é? Mas um relatório encomendado pela Organização Mundial de Saúde concluiu que não é bem assim. Após os estudos, o único efeito observado com o uso dos adoçantes foi uma ligeira perda de peso. A longo prazo, ainda não é possível afirmar quais são os benefícios, como apontou o estudo.

Além disso, Susan Swithers, uma pesquisadora que estuda há anos a relação entre nutrição, metabolismo e cérebro, afirma que o consumo prolongado de adoçantes leva a resultados menos saudáveis que os de quem não os usa. Eles podem alterar o equilíbrio da macrobiota intestinal. De qualquer forma, há um consenso de que tanto os adoçantes quanto os açúcares podem ser consumidos com moderação, mas o melhor mesmo é não usar nenhum deles.

10. Granola é saudável, mas nem todas — sempre confira a lista de ingredientes

Você deve estar pensando que é uma crueldade dizer que nem mesmo a granola é saudável. Pois saiba que ela é sim, mas depende da marca que você escolher. Algumas podem incluir açúcar, sal, gordura e até chocolate escondidos em seus ingredientes, então, como sempre, leia o rótulo com atenção. Sua granola está livre desses “vilões”? Ainda assim, não exagere no consumo, pois elas geralmente contêm uma quantidade de calorias bem alta.

Para não se cansar de comer granola todos os dias, você pode adicionar o muesli como opção de café da manhã saudável. Esse é um prato desenvolvido por um médico suíço para os seus pacientes por volta de 1900 e, hoje, é um café da manhã ou ceia bem comum em vários lugares. A receita tradicional levava maçã, algumas sementes (nozes, amêndoas, entre outras), aveia, suco de limão e creme de leite adoçado com mel. Mas existem outras versões, igualmente nutritivas.

Bônus: cuidado com o sushi

Algas, peixe cru, pepino e um pouquinho de arroz, parece tudo muito natural e saudável, certo? Quase tudo! Exagerar no sushi pode aumentar a quantidade máxima diária de sódio recomendada pois, para manter o arroz juntinho, tradicionalmente é usada uma mistura de vinagre, sal e açúcar. Sem falar no shoyu, um molho de soja que em geral contém muito sódio. Para manter o seu jantar japonês saudável, basta maneirar no arroz, no shoyu e evitar os alimentos gordurosos que acompanham o sushi.

Como vimos, é preciso cautela ao cuidar da alimentação e sempre se informar sobre o que tem em cada alimento. Mas queremos saber, mesmo estando de dieta, de qual alimento você nunca abriria mão?

Incrível/Receitas/10+ Alimentos que parecem saudáveis, mas não são, e dicas de como substituí-los
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos