7 Sinais de infidelidade quase invisíveis que não devemos ignorar

Psicologia
há 5 anos

Infelizmente, algumas pessoas simplesmente não conseguem ser fiéis. Mesmo assim, todo mundo — e até mesmo elas — quer encontrar a sua cara metade para ter uma vida feliz a dois. Mas claro que, quando há suspeitas, o melhor é sempre descobrir a verdade o quanto antes.

Para o Incrível.club, não importa o quanto você ama o seu companheiro; o importante é nunca perder a sua autoestima. Por isso, juntamos sete sinais em que devemos prestar atenção se algo parece não encaixar no nosso relacionamento.

1. Mudanças drásticas de preferências

Não há nada de errado em uma pessoa querer experimentar algo novo. Mas se as mudanças surgem de maneira inesperada e radical, talvez esse estilo tenha sido assimilado de outra pessoa. Quando uma pessoa está apaixonada, a troca de interesses e passatempos costuma acontecer de maneira bem mais sutil.

2. Transformar-se em uma pessoa atenta de repente

Se antes a outra pessoa não dava flores ou presentes, não ligava e não dava mostras de afeto, mas de repente passa a fazer isso (e com frequência), talvez este seja um bom momento para refletir. Se o seu companheiro fizer isso, ele pode estar tentando compensar algum sentimento de culpa.

3. Durante uma discussão a pessoa disser algo como “Então vamos nos separar”

Se antes as discussões acabavam de maneira pacífica e tranquila e agora se repetem com mais frequência e com frases como “Se eu sou tão mal, vamos nos separar!”, é melhor prestar atenção. A pessoa pode estar transferindo a responsabilidade para você.

4. Mudanças muito visíveis na aparência

Se a pessoa amada de repente começa a se preocupar com a aparência, emagrece, muda o corte de cabelo, passa a cuidar que a roupa esteja sempre perfeita ou muda alguns comportamentos, é preciso tentar descobrir de onde surgiram essas reviravoltas. É pouco provável que uma pessoa que sempre se comportou de uma maneira passe a se comportar de outra inesperadamente. Em geral, isso acontece de maneira gradativa.

5. Falar mal da infidelidade

Outro sinal: o seu companheiro condena energicamente as pessoas que foram infiéis. Este é um mecanismo de proteção usado para que a outra pessoa não tenha ideia de que alguém a está traindo. Portanto, se seu parceiro julgar de maneira emocional demais um traidor, talvez não seja tão honesto quando você imagina.

6. Mudança no tom da conversa

Uma pessoa que está sendo infiel cedo ou tarde começa a ficar estressada porque se vê presa na sua mentira, ou mesmo sem saída na sua infidelidade. Nesses casos, começa a evitar respostas a perguntas diretas, não fala as mesmas frases de antes sobre sentimentos e procura falar apenas sobre temas neutros ou cotidianos.

7. Os imprevistos começam a aparecer

Vocês planejam um momento a dois, mas de repente ligam do trabalho do seu companheiro e pedem que ele vá a uma reunião de emergência. Se isso acontece uma ou outra vez, tudo bem, mas se ocorre com frequência, é melhor suspeitar. Sobretudo se você não faz perguntas demais ou se passa a escutar frases como “Se não acredita em mim, pode perguntar para o meu colega”.

Claro que esses são apenas sinais e podem ser somente sinais, mesmo. Devemos olhar para as situações com calma e sempre conversar. Mas e você, seria capaz de perdoar uma infidelidade? Que outros sinais acha que deveriam entrar nesta lista?

Ilustradora Natalia Breeva exclusivo para Incrível.club

Comentários

Receber notificações

Colocar a mulher como vítima em todas as situações seja na esfera de relações conjugais, profissionais, é a maior obra prima sobre a doutrinação feminista e misandrica. Eu preciso de sua autorização para divulgar em minha pesquisa os descalabros que o ódio pelo sexo masculino e a busca pela emasculação na ideologia feminista está cometendo contra a sociedade. Essa doença precisa ser erradicada.

-
-
Resposta

Nunca imaginei encontrar um site tão escancaradamente misandrico e pernicioso na questão de relações humanas. É um excelente exemplo sobre o plano de não querer igualdade mas supremacia feminista. Preciso de sua aprovação para utilizar isso no meu trabalho sobre a lei Maria da Penha, feminicidio, alienação parental, sob o olhar da constituição de 1988 que diz que todos são iguais perante à lei.

-
-
Resposta

Artigos relacionados