Rapaz chamado de “Homem Árvore” conseguiu segurar sua filha novamente após muitas cirurgias

Gente
há 1 mês

“The Tree Man” (O Homem Árvore) é um sujeito cuja vida foi definida por uma rara malformação em suas mãos. Apelidado por sua condição distinta, foi submetido a várias cirurgias e superou desafios enormes em sua jornada. Agora, com determinação inabalável e as mãos habilidosas de profissionais da área médica, conseguiu recuperar uma alegria simples, porém profunda: segurar e abraçar novamente sua filha.

Abul Bajandar tem uma doença genética rara chamada Síndrome do Homem Árvore

AFP / East News

Abul Bajandar, um homem de Bangladesh, sofre de uma doença rara conhecida como Síndrome do “Homem Árvore”. Essa condição hereditária, embora não seja contagiosa, infelizmente não tem cura e as intervenções cirúrgicas oferecem apenas um alívio temporário. Abul não está sozinho em sua luta, pois outras pessoas em todo o mundo também enfrentam os desafios impostos por essa síndrome.

Essa síndrome se manifesta por meio de infecções cutâneas espalhando verrugas que apresentam uma semelhança impressionante com o tronco de uma árvore. Embora inicialmente pequenas, essas verrugas têm o potencial de aumentar significativamente de tamanho, resultando em uma incapacidade considerável para as pessoas afetadas.

Abul Bajandar apresenta o problema desde muito jovem

O início de sua doença começou na adolescência, com o aparecimento de pequenas verrugas em seu corpo aos 13-14 anos. Infelizmente, com o avanço da idade, a aflição aumentou de maneira rápida, afetando várias partes do seu corpo.

Após 16 cirurgias, ele pôde segurar sua filha novamente

Após se submeter a 16 cirurgias entre 2016 e 2017, no Dhaka Medical College Hospital em Dhaka, Bangladesh, Abul Bajandar alcançou um marco importante e comovente: ele pôde novamente segurar sua filha. Os procedimentos cirúrgicos visavam remover as lesões semelhantes a cascas de árvores de suas mãos e pés, oferecendo um vislumbre de esperança em sua batalha contra a Síndrome do Homem Árvore.

AFP / East News

Bajandar compartilhou sua profunda alegria de passar mais tempo com sua filha, enfatizando: “Se me recuperar, quero voltar a trabalhar, construir um pequeno negócio para ajuda minha menina nos estudos e lhe dar uma boa vida”. Essas palavras refletem não apenas sua determinação em superar os desafios impostos por sua condição rara, mas igualmente seu compromisso inabalável de proporcionar um futuro melhor para sua família.

AFP / East News

Ao longo de sua desafiadora jornada com a Síndrome do Homem Árvore, Abul Bajandar se fortalece com o apoio efetivo de sua esposa e de sua mãe. Diante da recorrência da doença, a presença inabalável das duas lhe dá conforto e encorajamento. Bajandar reflete sobre o poder transformador da paternidade, compartilhando: “O nascimento da minha filha me trouxe a esperança de vida novamente. Não queria deixá-la órfã. Senti que precisava viver por ela”.

AFP / East News

A condição de Abul Bajandar retornou, mas ele continua esperançoso

MUNIR UZ ZAMAN / AFP / East News

Apesar de enfrentar a desanimadora recorrência de sua doença, Abul Bajandar mantém um senso de esperança resiliente. Os médicos, inicialmente incertos sobre a possibilidade de retorno do quadro, testemunharam seu reaparecimento. Sem se deixar abater, Bajandar expressa seu otimismo inabalável, declarando: “Meu único sonho é me recuperar dessa situação e ter uma vida saudável”.

Suas comoventes palavras refletem não apenas os desafios pessoais enfrentados, mas também um desejo universal de saúde e bem-estar. A esperança contínua de Bajandar transparece quando afirma: “Tudo o que posso dizer é que realmente acredito e espero que exista uma cura para essa doença”. Diante da adversidade, seu espírito permanece inquebrantável, personificando a força das pessoas que enfrentam condições médicas raras e desafiadoras.

MUNIR UZ ZAMAN / AFP / East News

Outra pessoa que nasceu com uma condição rara desafiou as normas da sociedade e surgiu como um símbolo de extraordinária resiliência. Conheça a garota chamada de “Voldemort” por ter nascido sem nariz.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados