17 Histórias malucas que os pais contam aos filhos pequenos

Histórias
há 11 meses

Quase todo mundo já passou pela experiência de ouvir os pais contando coisas absurdas só para nos motivar a fazer algo, como comer direito ou estudar, por exemplo. Você lembra de ter ouvido algo assim na infância?

Neste post, o Incrível.club compartilha com você algumas histórias divertidas que alguns internautas publicaram online só para mostrar toda a criatividade paterna.

***

Meu pai disse que kiwi era, na verdade, o ovo de macaco. Por isso, acabei levando uma pilha de frutas podres para debaixo da minha cama. @DoctorStein

***

Quando eu tinha 6 ou 7 anos, tinha medo da atração “Piratas do Caribe”, na Disneylândia. Só que meu pai adorava. E para que eu e minha irmã não tivéssemos medo, sempre que íamos, meu pai nos dava um dólar. Ele falava que os piratas estavam dividindo o tesouro conosco. @ederpin

***

Eu adorava correr pulando em poças d’água, e para evitar que fizesse isso, me disseram que monstros habitavam as poças, arrastando todos que pulavam nelas.

É claro que fiquei muito assustado, mas a técnica funcionou. Não me aproximei mais de nenhuma poça. @martin8989

***

Meu pai uma vez disse ao meu irmão que quando cresce cabelo no peito, dói muito. Uns dias depois, quando meu irmão passava pela sala de estar, meu pai agarrou o próprio peito e gritou: “AAAAAAAAAAAAAH! Saiu mais um!” O susto foi grande. Meu irmão continuou acreditando nisso até que seu peito começou a ter pelos também. @OneEyedWilson

***

Minha mãe é costureira. Quando eu estava no jardim de infância, durante o cochilo depois do almoço, minha professora levava roupas para minha mãe costurar e, obviamente, comentava sobre meu comportamento na escolinha. À tarde, minha mãe ia me buscar e contava o que eu tinha feito durante todo o dia. Eu ficava em choque. Minha mãe dizia que tinha um terceiro olho que via tudo e que ficava guardado em seu local de trabalho. Sempre que podia, eu tentava encontrar o terceiro olho nos armários do ateliê, mas nunca o encontrei. @Zheniya

***

Meus pais me disseram que eu seria incapaz de assobiar se não comesse pão. Infelizmente, acreditei nisso até mais 15 anos. Sou muito idiota. @SantaIsADoucheFag

***

Quando minha irmã era pequena, odiava comer peixe. Portanto, quando tinha peixe no jantar, eles diziam que era o “frango do mar”. @Frostillicus8711

***

Nossos vizinhos amarravam bananas, abacaxis e laranjas em seus pés de maçã e de pera. Além disso, compravam melancias e as colocavam no lugar de frutos pequenos. Tudo para que seus filhos acreditassem que nascia de tudo naquele jardim.

***

Meus pais me diziam: “Está vendo? Os gatos comem peixe e conseguem enxergar muito bem na escuridão. Os olhos dos felinos brilham porque os peixes possuem fósforo. E sempre depois de comer peixe, apesar de não gostar, eu perguntava: “Então, meus olhos estão brilhando?” E sempre recebia uma resposta afirmativa. @Skipper20

***

Quando pela primeira vez tivemos um telefone fixo em casa, minha mãe nos ligou do seu local de trabalho. Meu irmão caçula atendeu. Minha mãe perguntou se ele tinha ficado jogando bola pela casa. Óbvio que meu irmão mentiu dizendo que não. Mas a mamãe disse que nosso telefone era equipado com uma câmera de vídeo, então ela podia ver tudo o que acontecia em casa. E se meu irmão fizesse travessuras, seria castigado. Dez minutos depois, ela voltou a ligar e disse que iria castigá-lo. Meu irmão suplicou misericórdia e disse que só tinha dado uns chutezinhos na bola algumas vezes.@654rico

***

Quando eu tinha 3 anos, meus pais tomavam leite condensado fazendo caretas e dizendo: “Que nojo!”. Eles me ofereceram, mas eu sempre me negava a colocar aquilo na boca. @nudeoak

***

Eu tinha uns 10 anos na época. Uma noite de muito frio, uma tempestade trouxe muita neve para nossa cidade. Meu pai disse que tinha deixado cair 100 dólares em algum ponto do caminho que levava a nossa casa e que se eu encontrasse, poderia ficar com o dinheiro. Eu limpei todo o caminho, até a calçada. Ele me deu 20 dólares depois, mas ainda assim fiquei muito irritado. @ctennessen

***

Meus pais disseram que eu precisava gritar para a caixa de correio o endereço para onde a carta deveria ir, senão ela não chegaria ao destinatário. Eles ficavam de longe, rindo de como eu, aos 5 anos de idade, conversava com as caixas. @Dang_it_KK

***

Meu filho de 7 anos leu a inscrição “Baumschule” num cartaz. Isso significa literalmente “escola para árvores”: é essa palavra que os alemães usam para “creche”. E ele me perguntou: “Mamãe, o que um ’Baumschule?’”. Eu respondi que era o lugar para onde eram enviadas as crianças que não estudavam bem nas escolas comuns. “Olhe em volta. Os meninos se transformam em belos carvalhos, e as meninas viram bétulas...”. Três minutos depois, meu filho gritou do banco de trás do carro: “Mãe, não quero ir para um Baumschule! Não deixe me levarem!”

***

Meus pais me diziam que era possível dizer se alguém estava mentindo só de olhar para língua da pessoa. E eu acreditei, pois eles SEMPRE sabiam quando eu mentia. Como? Porque quando eu contava uma mentira, inconscientemente me esforçava para esconder a línguia. E quando dizia a verdade, fazia de tudo para mostrá-la, deixando claro que não estava mentindo. A ideia é ótima, e eu definitivamente vou usar a mesma técnica com meus filhos. Esse truque me ensinou a admitir honestamente meus erros em vez de mentir e ser castigado ainda mais por contar coisas que não eram verdadeiras. @lending_ear

***

Quando eu tinha 4 anos e chateava meu irmão sempre pedindo por doces, ele pegou um dos vidros que formavam o lustre da nossa sala, colocou em minha boca e disse: “Toma!”. Comecei a chupar o vidro, e perguntei: “Por que não é doce?” E meu irmão respondeu: “É uma bala especial, que precisa ser chupada por muito tempo para poder se transformar em doce”. E assim eu passei toda a tarde chupando o vidro de um lustre até que minha mãe chegou em casa e tirou aquilo da minha boca.

***

Eu nasci com muito cabelo. Minha mãe dizia que sabia que eu seria cabeludo porque, quando estava grávida, tossia bolas de pelo.

Eu acreditei nisso até o ensino médio. Na aula de anatomia, me dei conta de que não existe uma conexão direta entre útero e garganta, e que as mulheres não tossem bolas de pelo. @tikiwooki

Os seus pais costumavam contar histórias não exatamente verdadeiras nas quais você acreditava sem questionar quando criança? Conte nos comentários!

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados