Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

O que é “capacitismo” e como atitudes aparentemente inocentes podem ferir os outros

O termo ’capacitismo’ foi traduzido de uma forma inglesa, ableism. Ele é usado para descrever a discriminação, o preconceito e a opressão contra pessoas com deficiência, mas não apenas isso. Quando você oferece um pedaço de bolo a uma pessoa que está fazendo dieta e afirma que apenas uma mordida não mata ninguém, está cometendo uma ação parecida. Ou quando estaciona em uma vaga destinada a pessoas com deficiência e pensa que “serão apenas 5 minutinhos”. Ou ainda quando diz ao amigo que sofre de depressão para ele se animar, porque “está tudo na cabeça dele”. Todas essas ações ferem os sentimentos dos outros e ignoram completamente as suas necessidades.

Hoje, o Incrível.club quer falar um pouco sobre capacitismo e sobre as diferentes formas por meio das quais ele pode se manifestar. É importante reconhecer que essas ações podem prejudicar os outros mesmo quando elas parecem completamente inocentes.

O que é capacitismo e quem são os capacitistas

O termo ’capacitismo’ é usado desde 1981 e significa “discriminação e preconceito social contra pessoas com alguma deficiência”. Na prática, o capacitismo é um conjunto de crenças, palavras e ações que discriminam pessoas com deficiência física ou psiquiátrica; além disso, a deficiência é vista como algo a ser superado ou corrigido.

O capacitismo se manifesta todos os dias de diferentes maneiras: quando você usa um banheiro para pessoas com necessidades especiais ou quando questiona a necessidade de que um banheiro especial seja instalado em uma empresa ou mesmo em um espaço público; quando diz ao colega (que você sabe ser portador de alguma deficiência) que ele parece bem; ou ainda quando admira as pessoas com deficiência que vivem a vida como se fossem “normais”. Independente da forma como essas ações de manifestam, todas elas ferem os outros.

A importância de conhecer exemplos de pessoas que praticam o capacitismo

Há alguns meses foi criada a hashtag #YouMightBeAbleistIf (“você pode ser um capacitista se”, em tradução livre), usada para descrever situações da vida em que podemos estar prejudicando os sentimentos de pessoas com deficiência, intencionalmente ou não. Pesquisamos algumas postagens com essa hashtag e escolhemos as que ilustram muito bem o conceito e suas diferentes formas. Esperamos que essas postagens consigam mostrar a importância de respeitar os sentimentos e as necessidades dos outros.

“Se você fica chocado ou surpreso quando uma pessoa com deficiência tem um diploma profissional, é casada, tem filhos, tem um emprego ou um negócio, ou basicamente faz/tem algo que os outros fazem/têm”

Uma caminhonete com elevador para motoristas cadeirantes

“Se você acha que acomodações (espaços adaptados) são apenas um tratamento especial, e não o que elas realmente são: um equalizador”

“Se você ignora completamente o seu filho, explicando que ele está tendo problemas para socializar/aprender/entender alguma coisa/manter o foco/pensar direito, e que isso acontece por ele ser preguiçoso ou não ter autocontrole”

“Se você costuma ignorar os limites de pessoas com deficiência na hora de ’ajudar’. Você não está fazendo isso por nós; se você não pode perguntar primeiro, você está apenas fazendo isso para se sentir um herói”

“Se você diz que a deficiência do outro, que afeta praticamente tudo que essa pessoa faz, não deveria fazer parte da identidade dela; diferentemente do seu esquema de saúde/treino/dieta, que é parte da sua identidade”

“Se a primeira resposta a alguém que está se abrindo para você sobre suas lutas é dizer que existem muitas outras pessoas que estão em situação muito pior”

“Se você acha que ’comer de forma saudável’ vai curar os problemas médicos. Comer legumes não vai me curar, Karen!”

“Se você não me vê como portadora de deficiência. Isso não é um elogio. Quero que você me veja como portadora de deficiência, porque eu sou assim. Quando você não vê a deficiência, você apaga um aspecto fundamental da minha identidade”

“Se você acha que tem o direito de interagir com meu cão-guia sem consentimento”

“Se você parabeniza todo adolescente que leva uma pessoa portadora de deficiência para o baile de formatura. Eles não precisam de medalhas por tratar as pessoas como seres humanos”

Você consegue pensar em outros exemplos de situações que mostram capacitismo? Depois de ler este artigo, acha que já se comportou como um capacitista alguma vez? Conte nos comentários.

Imagem de capa BUDdy215 / Reddit