Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
O que é o transtorno obsessivo compulsivo e a quem ele afeta?

O que é o transtorno obsessivo compulsivo e a quem ele afeta?

Todo mundo já ouviu falar em transtorno obsessivo compulsivo, o famoso TOC, mas pouca gente sabe o que exatamente ele é e a quem ele pode afetar.

Eles são mais frequentes do que imaginamos e é possível que você ou algum conhecido seu já tenha sofrido ou tenha tendência a sofrer algum ou alguns episódios.

O TOC é um transtorno de ansiedade caracterizado por pensamentos que causam repetição de ações e de outros pensamentos. Quando alguém sofre desse distúrbio existe uma frequente preocupação, medo e outros sentimentos que fazem com que a pessoa tenha uma atitude repetitiva, uma compulsão. Elas procuram reduzir a ansiedade, mas, paradoxalmente, contribuem para que aumentem.

Visto dessa forma, parece algo que apenas um paciente de uma clínica psiquiátrica poderia sofrer, mas o TOC está presente na vida de muitas pessoas. Estima-se que mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo sofram de algum tipo de TOC.

Estatisticamente falando, você ou as pessoas com quem você se relaciona provavelmente já sofreram algum episódio - estatisticamente! Mas é importante tomar cuidado. Ainda que tenhamos episódios de TOC, a maioria não apresenta um grau muito forte, ou seja, não nos impedem que tenhamos uma vida normal, em sociedade e com funções 'normais'. Não obstante, algumas pessoas veem suas vidas afetadas. É por isso que vale a pena saber o que está acontecendo para evitar que a repetição se transforme em um incômodo para o dia a dia.

Você sente que alguns pensamentos do passado ou preocupações antigas reaparecem na sua mente? Tende a sentir repulsa ao usar coisas que não te pertencem ou que não foi você que limpou, como banheiros públicos, latas de lixo ou talheres? Você tem algum hábito muito específico e que, se não for realizado, te deixa nervoso? Arruma a mesa sempre da mesma maneira? Você comprova que fechou a porta muitas vezes? Apaga e acende a luz algumas vezes? Bom, se faz alguma dessas coisas, é bom continuar lendo ete texto, porque, aparentemente, seus pensamentos tendem a te levar a alguns comportamentos compulsivos.

O primeiro sinal de alerta são os pensamentos recorrentes. Se durante a noite você não consegue conciliar o sono porque 'pensamentos boomerang' carregados de preocupação e dúvida não param de voltar, você tende a ser ansioso. A ansiedade em excesso pode transformar esses pequenos pensamentos em obsessões que não te deixam pensar com clareza. E eles aparecem quando você menos espera, impedindo que o presente seja vivido plenamente.

Além disso, pode acontecer da pessoa gerar mecanismos de verificação para acalmar a sensação de angústia gerada por esses pensamentos recorrentes. Neste caso, a pessoa começa a criar gestos repetitivos, como olhar o celular várias vezes, lavar as mãos com muita frequência, revisar se a porta está trancada. Seu cérebro cria a sensação de segurança cada vez que você repete o comportamento, mas o alarme de ansiedade volta a ligar, cada vez com mais frequência, e é neste momento que se inicia um círculo vicioso que nunca termina.

Se você se identifica com essas informações, fique de olho, mas não se desespere. Se o seu caso não for grave, ter consciência do que está acontecendo é meio caminho andado. Observe o que você faz no dia a dia e tente evitar comportamentos compulsivos. Quando você tiver vontade de limpar ou verificar alguma coisa, lembre-se que isso só irá aumentar a sua ansiedade. Tente combater os pensamentos obsessivos focando na tarefa presente. Os transtornos obsessivos compulsivos são mais comuns do que você imagina, mas é possível combatê-los.

Na dúvida, procure um profissional especializado.

Foto de apresentação: pexels

Tradução e adaptação Incrível.club