Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Saiba se a sua pele é seca ou desidratada e como cuidar dela

1-6-
959

Nossa pele diz muito sobre nós e nossa saúde, por isso é importante saber qual é o nosso tipo para cuidar dela corretamente. Embora a pele desidratada e a pele seca possam ser frequentemente confundidas, ambas apresentam sintomas que as diferenciam e precisam de tratamentos distintos.

O Incrível.club mostra alguns aspectos da pele desidratada e da seca, para evitar confundir os sintomas e facilitar sua distinção, além de indicar os cuidados adequados.

Para começar, existe um tipo de pele seca, mas não desidratada

Normalmente, a pele é classificada de acordo com os seguintes tipos: normal, seca, mista e oleosa. Todos nascemos com um deles e, por diversos fatores, podemos mudar com o passar dos anos. Porém, não existe o tipo de pele desidratada, já que esta é uma condição gerada por hábitos pouco saudáveis, que afetam qualquer pele.

Fatores que podem ressecar a pele

pele seca carece de componentes gordurosos e muitos podem nascer com a ela assim, mas existem fatores responsáveis por desenvolvê-la. Suas causas podem ser a idade e as mudanças de estação, já que no outono e no inverno os níveis de umidade são baixos. Também, em épocas frias do ano, o uso excessivo de água quente nos banhos pode provocar o ressecamento da pele.

Sintomas da pele seca

pele seca geralmente afeta as mãos, os braços e as pernas, mas pode igualmente afetar o rosto. Seus sintomas são notórios: a pele começa a descamar, coçar, parece repuxar e facilmente se fere. Outros sintomas são pontos brancos ao redor dos olhos, pele escamosa ou áspera, irritação, vermelhidão e sangramento.

O que fazer e o que não fazer quando se tem pele seca

Quando se trata dos cuidados com a pele, o importante é consultar um profissional e saber qual é o melhor tratamento para o seu caso específico. Mas algumas coisas você pode fazer diariamente: evite tomar banho com água muito quente; como já dissemos, isso aumenta o risco de desenvolver pele seca. Além disso, os banhos diários podem ser prejudiciais para pessoas com essa tendência de pele, por isso é recomendável não exceder 10 minutos.

Lave o rosto todas as noites, usando apenas as pontas dos dedos, sem esfregar a pele com esponjas ou panos que possam irritá-la; opte por uma toalha macia. Caso sinta coceira, evite coçar, sabemos ser difícil, mas isso só piora as coisas. Você pode usar hidratante e umectante após se higienizar e umidificar os cômodos onde normalmente fica, para que a umidade do ar evite o ressecamento da pele. Em climas frios, não use tecidos ásperos para se agasalhar e lave as roupas com sabão hipoalergênico, sem corantes ou fragrâncias.

Fatores que desenvolvem a pele desidratada e os sintomas para detectá-la

Na verdade, quando falamos de pele desidratada, nos referimos somente a um motivo: a falta de líquido. Portanto, não importa o seu tipo de pele, se você não tomar a quantidade de água exigida por seu organismo, muito provavelmente sofrerá com isso... e poderá desenvolver outros problemas de saúde também. A água é importante, hidrate-se!

Assim como a pele seca, a desidratada pode causar coceira, mas existem outros sintomas: olheiras, olhos fundos, surgimento de linhas finas de expressão e rugas superficiais. Além disso, a cor da pele ficará mais opaca. Um teste para detectá-la é beliscar sua bochecha e, após apertá-la levemente por alguns segundos, soltá-la. Se notar alguma ruga ou se a pele não se recuperar após soltá-la, é possível que esteja desidratada.

Como pode perceber, a pele seca e desidratada precisam de tratamentos diferentes

Ainda que alguns sintomas as façam parecer semelhantes, elas requerem diferentes cuidados. A pele desidratada exige mudanças na dieta e, simultaneamente aos cuidados com a sua saúde, você pode usar hidratantes. A pele seca, em contraste com a desidratada, não precisa de hidratantes, mas sim de umectantes.

É importante tomar cuidado com os ingredientes dos produtos utilizados na pele, pois alguns podem ajudar os que a tem seca, enquanto outros são benéficos para a pele desidratada.

Seja qual for seu caso, ainda que os hábitos alimentares corretos possam sempre ser úteis, é melhor consultar um médico para saber qual é o tratamento adequado à sua pele.

De qual tipo é a sua pele? Você segue algum tratamento especial que deseja compartilhar conosco?

1-6-
959
Compartilhar este artigo