Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

8 Razões pelas quais deixar de se depilar não é anti-higiênico, nem sinônimo de descuido ou preguiça

4232
378

O corpo humano possui cerca de cinco milhões de folículos pilosos, estruturas dérmicas capazes de produzir os pelos do corpo. Embora possa parecer um exagero, eles ajudam a regular a temperatura corporal e a proteger o organismo de elementos externos como, por exemplo, a sujeira. Ou seja, além de natural, o pelo tem a sua utilidade. Então, por que as pessoas insistem em eliminá-los com métodos cada vez mais avançados?

O Incrível.club quis saber um pouco mais sobre os benefícios de parar a depilação por um tempo. Confira o que descobrimos.

1. Ajuda a prevenir a transmissão de bactérias e outros patógenos

A primeira coisa a ser dita é que a depilação é uma questão de estética, não de higiene. O pelo não provoca doenças; pelo contrário, ele ajuda a proteger o organismo de muitos problemas.

Por exemplo, os pelos dos braços e das pernas são uma das muitas formas que o organismo tem de se defender de coisas desconhecidas. Eles estão conectados a receptores táteis na pele que agem como uma ferramenta de aviso contra tudo o que possa fazer mal, como insetos e outros parasitas.

Outro bom exemplo são os pelos do nariz, que ajudm a filtrar os germes e evitam que eles cheguem aos pulmões. Já os pelos da área púbica auxiliam na proteção do organismo contra infecções e doenças. Foi comprovado que pessoas que se depilam com maior frequência têm um risco maior de contrair vírus e bactérias.

2. Ajuda a proteger contra o sol

Segundo um estudo da American Society for Photobiology, o pelo cria uma barreira contra os raios solares prejudiciais à pele, tanto os raios ultravioletas (UVA) como os invisíveis, integrantes da energia proveniente do Sol (UVB).

Existem algumas características que determinam o fator de proteção do pelo, entre elas a densidade, a espessura e a presença de melanina. Portanto, os pesquisadores são bastante claros e afirmam que os pelos do corpo são uma barreira importante de proteção contra o Sol e funcionam como uma força natural contra o câncer de pele.

3. Evita os pelos encravados

Os pelos encravados são muito comuns após a depilação, e eles podem aparecer independente do método usado.

Por que eles aparecem? Acontece quando o pelo volta a crescer e as escamas da pele morta obstruem o folículo, fazendo com que cresça lateralmente e não para cima. Quando isso acontece, o corpo reage como se houvesse um objeto estranho, então surgem a dor, a vermelhidão e o inchaço.

Normalmente, os sintomas desaparecem com o tempo; no entanto, continuar depilando ou raspando áreas sensíveis pode agravar a situação, levando a infecções ou deixando uma cicatriz.

4. Evita a irritação

A depilação pode causar pequenos ou grandes incômodos. Um dos problemas mais frequentes é sentir uma irritação em áreas que depilamos com frequência.

Outro efeito comum são as chamadas “pernas de morango”. Ao raspar os pelos com lâminas desgastadas ou sem o creme correto, o tecido em volta do folículo piloso fica irritado e é comum o aparecimento de pontos pretos. Para evitar que esses problemas continuem aparecendo, o ideal é ficar algum tempo sem se depilar.

5. Ajuda a regular a temperatura corporal

Quando sentimos frio, ou os pelos ficam arrepiados, ou formam uma camada para reter o calor na epiderme. Quando sentimos calor, eles facilitam o suor, o que ajuda a refrescar. Ou seja, os pelos são uma ótima ferramenta para regular a temperatura corporal.

6. Evita a fricção

O pelo das axilas evita o contato de pele com pele quando realizamos determinados movimentos, como correr e caminhar. O mesmo acontece com os pelos pubianos, que diminuem a fricção durante as atividades diárias.

7. Economiza dinheiro e tempo

A maioria das pessoas gasta muito dinheiro todos os anos com produtos para depilação, incluindo máquinas, cremes, lâminas e muito mais.

Segundo um estudo, durante a vida as pessoas gastam em média dez mil dólares com depilação. O estudo também mostrou que as pessoas perdem mais de 58 dias inteiros de suas vidas eliminando os pelos do corpo. Imagine o que você poderia fazer com esse tempo e esse dinheiro. Seria possível viajar para a Europa ou até mesmo viver por lá durante um mês.

8. Pode ser libertador

Para evitar problemas relacionados à depilação, o melhor é para de se depilar. Aceitar os pelos do corpo ainda é um tabu para muitas pessoas, mas algumas mulheres cada vez mais mostram autoconfiança em deixar os pelos das axilas, das pernas e de outras partes do corpo. A lista de celebridades que não mostra tanta preocupação com os pelos inclui Sophia Loren, Grace Jones, Julia Roberts, Madonna, entre outras.

Recentemente, surgiram nas redes sociais alguns movimentos que reivindicam os pelos. Um deles é o #JanuHairy. A cada ano, mais pessoas entram em campanhas pelo fim da depilação, do uso de cera e de outros produtos. A ideia é valorizar o aspecto natural do corpo, o que inclui os pelos.

Pouco a pouco a depilação está se transformando em uma decisão pessoal, sem vergonha alguma ou pressão social. A criadora da hashtag e da conta oficial de “JanuHairy” (em que as mulheres compartilham fotos sem medo e com orgulho) disse em uma entrevista que parar de se depilar é muito libertador e realmente nos faz pensar “na maneira como queremos tratar o nosso corpo”.

Como você enxerga essa nova tendência? Acha que vale a pena abrir mão da depilação como um sinal de libertação? Deixe a sua opinião nos comentários.

4232
378
Compartilhar este artigo