Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Com trabalho em equipe, dentista brasileiro resgata o sorriso de pessoas de baixa renda

Uma coisa é fato: o mundo seria um lugar bem melhor se cada um fizesse a sua parte! E ainda bem que existem pessoas que fazem o possível e o impossível para ajudar os outros a ter uma vida mais feliz e espalham sementinhas de amor por onde passam.

O Incrível.club vai contar um pouco sobre o trabalho realizado pelo jovem dentista brasileiro, Felipe Rossi, fundador da ONG Por1sorriso, que vem despertando o sorriso de muitas pessoas humildes mundo afora.

O projeto

Ter uma boa saúde bucal é um passo importante para uma vida saudável e com qualidade, mas sabemos que os tratamentos normalmente são caros e inacessíveis para grande parte das pessoas. Uma pesquisa realizada pelo Conselho Nacional de Odontologia no ano de 2014, identificou que 20% dos brasileiros não vai ao dentista por falta de dinheiro, e que quase metade da população considera difícil ter acesso a um dentista.

Esse cenário somado a uma missão realizada por Felipe, na África, há alguns anos foi o que o motivou a oferecer tratamentos dentários gratuitos para pessoas de baixa renda. O projeto, que começou de forma bem simples, hoje conta com uma boa estrutura física e com uma rede de 4.000 profissionais voluntários para rodar o país.

No entanto, mesmo com uma grande base de voluntários, em entrevista recente ao portal R7, Felipe ressaltou que ainda encontra dificuldades para realizar as ações, pois quando os cadastrados veem que terão que arcar com alguns custos, muitos acabam desistindo.

Mesmo com as dificuldades, a missão do projeto Por1sorriso é oferecer tratamentos completos aos contemplados, que vão desde restaurações, implantes, dentaduras ou qualquer outro procedimento necessário.

A gente cuida da boca inteira do paciente de acordo com o que ele precisa, com atendimento gratuito. O objetivo é fazer atendimento no nível de consultório odontológico em comunidades que não têm acesso a esse serviço.
Felipe Rossi

Os recursos para tornar tudo isso possível provêm de duas empresas de amigos de Felipe e, mais recentemente, da Colgate, e pessoas em geral podem contribuir com doações que variam de R$ 10 a R$ 200. O grande diferencial de um projeto como esse são os tratamentos oferecidos e a possibilidade de uma vida nova aos beneficiados. Eles circulam pelo Brasil e até por alguns outros lugares do mundo com ações que duram cerca de 5 dias, com 1.500 atendimentos (em média) em cada uma delas.

Mais algumas imagens inspiradoras do “antes e depois” de pessoas que passaram pelo projeto

Atitudes como essa nos mostram o quanto pequenas mudanças podem impactar significativamente a vida de tantas pessoas e melhorar o mundo em que vivemos. Você já fez uma boa ação hoje? Conte para a gente nos comentários. :)

Imagem de capa Por1sorriso/Instagram