14+ Pessoas atrevidas que passaram dos limites e não parecem nem se envergonhar disso

Há pessoas que não têm o menor pudor em mostrar o quanto são folgadas, e parece que até se orgulham disso às vezes. Para tais pessoas, é perfeitamente aceitável jogar boliche no corredor do prédio, chegar para visitar o filho querido sem avisar e morar na casa dos outros sem permissão e sem pagar. Afinal, por que, não?!

Os heróis da seleção de hoje do Incrível.club passaram dos limites do atrevimento, e a internet ficou sabendo de tudo. No bônus: uma prova clara de que, às vezes, por trás de um comentário arrogante pode se esconder uma pessoa mais perspicaz do que se imagina. Acompanhe!

Meu namorado tem um apartamento que está vazio. Há um ano, quando fomos lá, a porteira nova não queria nos deixar entrar, dizendo que não nos havia visto antes. Então, no dia seguinte, uns rapazes foram consertar uma tubulação, e foi assim que descobrimos que, enquanto não havia ninguém no apartamento, a porteira estava morando lá. © tk_varya / Twitter

***

Minha vizinha reclamou por eu andar de roupa de banho no meu próprio quintal. Dá para acreditar? ELA não gostava de me ver de biquíni. © Gekko235 / Twitter

***

Eu trabalhava em um mercadinho. Uma vez, chegou um casal com cinco crianças pequenas (na faixa etária de até 8 anos). Os danadinhos estavam literalmente destruindo tudo ao redor: chutavam e jogavam no chão as mercadorias, corriam de um lado para o outro, atrapalhando a passagem no corredor. Os pais olharam para mim e só disseram: “Como têm energia, não é? Não nos cansamos dos nossos pequenos agitados! Eles não são lindos?” Levei meia hora para limpar tudo depois de os “lindinhos agitadinhos” irem embora. © HarryHatP***yWash / Reddit

Logo após nos casarmos, meu marido foi fazer uma entrevista de emprego em outro estado. Fomos juntos e ficamos lá por alguns dias, por isso acabamos conhecendo o potencial chefe e a família dele. A forma como eles tratavam os funcionários era terrível. Não digo que os insultavam e os xingavam abertamente, não. Eles tinham o costume de provocar “na brincadeira”, e isso me tirou do sério. Foi aí que notei: vai ser apenas uma questão de tempo até começarem a ofender o meu marido e eu. © Leaving_a_Comment / Reddit

***

Meu conhecido trabalha com uma mulher muito caprichosa, que ama comida apimentada e põe pimenta e molhos picantes em tudo. No aniversário de um funcionário, ela reclamou que não havia pimenta nem ketchup com Chili. No aniversário de outro empregado, meu conhecido levou uma garrafa de molho marrom picante, que seu amigo havia trazido do México. Até os mexicanos adicionam esse molho com cautela, só gotinhas. Então, essa mulher, ao ver o tamanho da garrafa, teve a audácia de dizer que a achava pequena e pôs uma enorme quantidade do molho em um pedaço de carne logo antes de levá-lo à boca. Em segundos, ela se levantou da mesa, sem conseguir dizer nada, só gritando desesperada e buscando um copo de água gelada para tomar. Essa mulher correu para a rua para respirar ar puro, tomou toda a água do cooler, mas parece que nem isso ajudou. Depois desse dia, ela trabalha em silêncio, sem falar nada sobre pimenta. © MR.PHANTOM / Pikabu

Quando eu morava com meus pais, recebemos uma família com seu filho pequeno de uns 4 anos. Ele não parava de tentar mexer nas estatuetas de porcelana da minha mãe. Para manter a criança longe, tive de me sentar em frente a elas, enquanto os pais a incentivavam dizendo para colocar uma no bolso. Eles ainda pareceram ter orgulho ao dizer que o filho havia destruído as obras de arte da irmã, assim como os telefones dos hóspedes que receberam em casa. Eu me senti muito mal pela criança. © oxomiyawhatever / Reddit

***

Quando eu tinha 18 anos, fui a uma entrevista para trabalhar em uma loja. A única coisa que vendiam lá eram meias. O que eles amavam repetir era: “Precisamos de alguém que não queira apenas um emprego temporário, mas que sonhe em construir uma carreira de longo prazo”. Carreira! Em uma loja de meias. Me escolham, eu imploro! © raccorns / Twitter

***

Meus vizinhos começaram a fazer uns barulhos, como se estivessem rolando algo pelo chão. Por muito tempo, não conseguia entender o que era aquilo, até o dia em que acordei, mais uma vez, de madrugada por conta do barulho. Fui ao andar de cima perguntar, e me deparei com novos inquilinos: estudantes que estavam jogando boliche com bolas e pinos de verdade pelo corredor. © Podslushano — Aqui falam de você / VK

Meu antigo chefe estava entrevistando um candidato para uma vaga de segurança. O homem morava a 45 minutos de transporte do local, não tinha carteira de motorista nem carro. No mais, não havia nenhum ônibus nem outro meio de transporte disponível na hora em que a casa noturna fechava. Quando meu chefe perguntou se ele tinha algum conhecido pela área ou algum lugar onde pudesse ficar, ele apenas disse que encontraria uma menina cada noite de trabalho e dormiria na casa dela. Afinal, sempre há garotas por aí disponíveis para acomodar um segurança em casa, não é mesmo? © TheHellbilly / Reddit

***

Uma vez, um amigo deixou a louça suja na mesinha de centro da sala. Basicamente, ele entendeu a frase “fique à vontade” no sentido literal, pensando que poderia agir como bem entendesse na casa dos outros. Além disso, ele também “atacou” a geladeira, comeu o último pedaço de pizza sem pedir e o último pedaço do bolo de aniversário. Isso ocorreu após eu ter preparado um jantar para ele e para outros convidados. As outras pessoas ficaram tão chocadas com o comportamento dele quanto eu. Quando mostrei meu incômodo, ele apenas olhou para mim e disse: “O que foi?!” Foi nesse momento que decidi que ele nunca mais pisaria na minha casa. © John Gillis / Quora

A família do meu primeiro marido tinha o costume de abrir a porta e entrar sem bater, sempre que queriam nos visitar. Eles nem ligavam antes para avisar que estavam vindo. Então, comecei a deixar a porta da entrada trancada, mas isso não foi suficiente para impedir minha sogra: ela tinha uma cópia da chave e aparecia quando queria — e ainda ficava surpresa em me ver lá. Expliquei para o meu marido que eu gostava da minha privacidade e preferiria que a mãe dele ligasse quando quisesse aparecer. Ele não concordou. Então, um dia, meu esposo e eu estávamos tendo um momento íntimo na cozinha quando ouvimos minha sogra entrar com a filha de 13 anos. Foi a partir desse dia que meu marido entendeu o meu ponto de vista. Desde então, ela passou a ligar antes de ir. © Vicki Ring / Quora

***

Notava com frequência que o tapetinho em frente à minha porta no corredor vivia cheio de sujeira e lama. Então, há pouco tempo, vi a senhora que mora no apartamento ao lado chegar, limpar tranquilamente as botas sujas no meu tapete e depois entrar na casa dela. © Podslushano — Aqui falam de você / Vk

Minha esposa e eu estávamos em um voo saindo da Nova Zelândia em direção a São Francisco. Colocamos as malas nos compartimentos superiores, que estavam lotados e, ao me virar, notei que havia uma caixa no meu assento. Perguntei ao homem ao lado se a caixa era dele, e fui ignorado. Perguntei novamente, ele apenas me olhou e disse que não. A moça da fileira de trás também disse que não era dela. Então, pus a caixa no corredor e me sentei. A comissária logo se aproximou e disse que eu não poderia deixar nada no corredor. Enquanto eu explicava que não era minha, ela apenas pôs a caixa no meu colo e saiu. Coloquei-a de volta no corredor, e então a comissária voltou com um colega e disse que se eu a colocasse lá de novo, eles teriam de falar com o piloto. Bem, eles passaram o voo (quase 14 horas) sem me dar atenção nenhuma e apontando dedos. Quando aterrissamos, o homem ao meu lado se levantou, pegou a caixa do meu colo e ainda nos empurrou para sair. © Daniel Sungail / Quora

***

Eu dividia o quarto do alojamento da faculdade com uma menina — uma estrela das redes sociais. Ela era uma magricela com lábios enormes e 80 mil seguidores. Todo mundo a idolatrava, mas, na realidade, ela era uma baita preguiçosa. Nos cinco meses que moramos juntas, ela não trocou a roupa de cama uma vez sequer. Além disso, tirava as fotos sempre do meu lado do quarto, pois a bagunça era constante no lado dela. Foi assim que 80 mil olhos conheceram minha coberta preferida, meus livros e travesseiros. © Podslushano — Aqui falam de você / Vk

Bônus: por trás de uma atitude grosseira pode se esconder um chefe que pensa alguns passos à frente

Fui fazer uma entrevista para uma vaga de gerente de vendas. Tenho 7 anos de experiência, mais minha própria base de clientes. Tudo correu bem e, no fim, o diretor me sugeriu trabalhar por algumas semanas de graça — como se fosse um período de treinamento. Chocada com a insolência, eu disse que ele poderia passar algumas semanas pastando, porque aquilo era um absurdo. Três dias depois, ele ligou e me ofereceu uma vaga como sua assistente. Explicou que estava procurando alguém confiante o suficiente, que não tivesse medo de enfrentá-lo. Estamos trabalhando juntos há cinco anos. © Podslushano — Aqui falam de você / Vk

E você já passou por alguma situação em que teve de lidar com pessoas desaforadas? O que aconteceu? Conte para a gente!

Compartilhar este artigo