Incrível
Incrível

Leitores do Incrível compartilharam os casos mais inusitados de quando a memória falhou no dia a dia

Quem nunca saiu de casa para comprar pão e voltou com tudo menos isso? Ou queria ferver a água, encheu a chaleira e acabou não lembrando de ligar o forno? Todo mundo, certamente, se esquece de uma coisa ou outra no dia a dia, porém, às vezes, o esquecimento guarda surpresas agradáveis. Por exemplo, encontrar dinheiro em um lugar inesperado.

Nós, do Incrível.club, confessamos que periodicamente também nos esquecemos de certas coisas no nosso dia a dia. E parece que os nossos leitores também sofrem de lapsos de memória. Confira!

  • Decidimos fazer uma experiência no dormitório. Pegamos uma melancia, colocamos álcool e deixamos embaixo da cama, depois a esquecemos. E então, o clímax: na noite anterior a uma prova, estávamos revisando a matéria e outro colega de quarto estava dormindo. A luz estava apagada. De repente, algo peludo saiu debaixo da cama e começou a girar pelo quarto. Demos o maior grito que o nosso dormitório já ouviu. Todos acordaram. Continuamos gritando e pulando em cima da cama até que... explodiu. Salpicou líquido por todo canto, um fedor horrível, sementes voando por todo o quarto. © Tatyana Popova / Facebook
  • Uma amiga morou em um apartamento por alguns anos, então decidiu fazer uma reforma. Ela desenroscou o suporte do papel higiênico e havia 20 euros dentro dele. © Ludmila Laškova / Facebook
  • Meus pais compraram peixe e simplesmente esqueceram dentro da sacola. Eles nunca foram muito organizados, então começou a ficar difícil visitá-los por causa do cheiro. Tentei achar a origem do fedor. As hipóteses variavam de um vazamento no cano de esgoto a uma invasão alienígena. Quando achamos, foi difícil explicar o chorume que estava dentro do saco. Uma coisa tão nojenta. E eles não se lembram de quando compraram o peixe. © Yana / AdMe
  • Uma vez, coloquei uma lata de leite condensado para cozinhar para fazer doce de leite e adormeci. Acordei com o pipoco. Corri para a cozinha e... tinha doce de leite em todo canto: no teto, nas paredes, nos tapetes, nos armários, na louça, nas janelas. Ok, limpei as paredes, tapetes e cortinas. Mas o teto tive de pintar novamente. Desde então, não faço mais doce de leite, compro já pronto. © Lampa / AdMe
  • Fiz umas costelas para levar para viagem, mas pela manhã não me lembrei de levar. Depois de duas semanas, quando cheguei, elas estavam cobertas de mofo. Por que fiz costelas? Não tenho ideia. E o mais importante: em duas semanas de férias, nunca me lembrei delas. © Tatyana Kiryutina / Facebook
  • Esquecemos cereais e açúcar na casa de campo. Estavam em potes de vidro com tampas de plástico. Quando voltamos no inverno — todas as tampas tinham sido roídas por ratos, mas o açúcar e os cereais estavam intactos. Acho que os ratos descobriram que não gostam de doces. © Anna Ivanchuk / Facebook
  • Sempre gostei de bolsas grandes e espaçosas. Uma vez, estava procurando algo e encontrei uma torta esverdeada, acho que esqueci há um mês ou até mesmo antes. © Elena Severyukhina / Facebook
  • Quando ainda estava na escola, eu tinha um hamster. Naquela época, morávamos em um prédio de madeira de dois andares. Brinquei com meu hamster e me esqueci de fechar a gaiola durante a noite. De manhã, quando acordei, tinha 2 hamsters! Fui para escola e minha colega (e também vizinha) me disse chorando que o hamster dela tinha desaparecido. Quando saímos da escola e fomos verificar, o segundo era, na verdade, o dela. Acontece que o meu fugiu por uma das rachaduras para a casa dela e trouxe o amiguinho para uma visita. Final feliz! © Alena / AdMe
  • Meus pais estavam vendendo o apartamento. Na hora de recolher as coisas, colocaram a chaleira com água para ferver, se esqueceram e foram para a casa nova. Voltamos apenas uma semana depois para pegar umas coisas. O fogão ficou uma semana ligado. Ainda bem que estava no fogo baixo. Quando meus pais me contaram, fiquei imaginando o que poderia ter acontecido. © Lampa / AdMe
  • Coloquei o frango no fogo e fui dar um passeio no bosque. Não voltei por três horas. E o tempo todo fiquei no dilema: desliguei ou não o fogo. Mas tinha quase certeza de ter desligado. Quando saí do elevador e senti o cheiro, todas as minhas dúvidas se dissiparam: não desliguei. O frango tinha virado carvão. O cheiro no apartamento era tão ruim, que fiquei sem acreditar no que tinha feito. Nem arejar o apartamento ajudou. Tive de pintar as paredes. Não por causa da fumaça, mas do cheiro. Ainda bem que meu fogão tem uma função que desliga quando superaquece, então ele esfria e volta a funcionar. E assim foi por três horas. © Angelina Vorobyova / AdMe
  • Minha esposa é uma pessoa muito esquecida. Temos uma grande estante de livros. Ela decidiu usar um dos livros como esconderijo e, claro, esqueceu em qual deles tinha escondido. Ela procurou em cada cantinho, em cada prateleira e até no guarda-roupa inteiro. E o que você acha? Ela então lembrou que já tinha gastado o dinheiro. Espero que seja verdade e não apenas para me tranquilizar. © made_in_russia / AdMe
  • Meu filho tomou café da manhã na escola. Por uma semana ficamos procurando o que estava fedendo tão forte pela casa. Olhamos absolutamente tudo, em todos os lugares. No final, descobrimos que meu filho tinha esquecido um kiwi no bolso lateral da mochila e a fruta apodreceu. © Marina Teplykh / Facebook
  • Minha mãe estava cozinhando carne. Uma hora e meia depois, ela foi verificar pensando que estava pronta. Quando abriu a panela, não tinha nada além da água. Ela esqueceu de colocar a carne! © Tatiana Ivanova / Facebook
  • Esqueci uma carne pré-cozida por quatro meses no micro-ondas. Não me atrevi nem a abri-lo, joguei tudo diretamente na lata de lixo, e ainda coloquei um aviso: “Cuidado: tem carne podre dentro”. © Katarina Perlovski-Kislev / Facebook
  • Plantei uma semente de abacate em um vaso no inverno. Com o passar do tempo, nada cresceu. Eventualmente, dei entrada na maternidade e fiquei internada por prevenção. Minha mãe cobriu o vaso com um prato e o colocou na varanda para deixar o parapeito da janela livre. No final de março, chegamos em casa com nosso filho. Quando acordei, fui até a varanda ver como estavam minhas plantas. Tirei o prato e já tinha um broto de abacate de 30 cm. Passei a regar e ele floresceu. © Victoria Demianova / Facebook
  • Coloquei kvass na varanda e esqueci as garrafas lá por um mês. Um dia, depois do banho, saí na varanda para pegar alguma coisa e uma das garrafas explodiu. Todo o conteúdo caiu em mim, fiquei toda molhada. A explosão foi como uma bomba. Peguei a segunda para jogar antes que explodisse também. Abri levemente a tampa — o líquido disparou por cerca de 15 metros. © Angelina Palko / Facebook
  • Um conhecido meu foi caminhar por uma floresta enquanto chovia e, quando chegou, deixou o tênis sujo e molhado na casa de campo. Quando voltou uma semana depois, tinha uma planta crescendo no sapato. © Oksana Grekhova / Facebook

Você costuma ser esquecido no dia a dia? Qual a situação mais inusitada que já lhe aconteceu? Conte para a gente na seção de comentários.

Incrível/Gente/Leitores do Incrível compartilharam os casos mais inusitados de quando a memória falhou no dia a dia
Compartilhar este artigo