20 Internautas compartilharam as situações mais inusitadas que já presenciaram durante um voo

Quando um grupo de estranhos acaba em um lugar fechado do qual não é possível simplesmente se levantar e sair, certamente criam-se as condições ideais para muitas cenas inusitadas e até engraçadas. E no caso dos aviões, quando tudo acontece nas alturas, a probabilidade de ocorrer pelo menos algumas delas é ainda maior, seja pela ansiedade ou pelo medo de voar. E os relatos deste artigo são uma prova disso.

Nós, do Incrível.club, selecionamos relatos de 20 internautas sobre as cenas mais curiosas que já presenciaram a bordo de um avião, e estamos prontos para compartilhá-los com você. Confira!

  • Era um voo transoceânico, 3h da madrugada. As luzes do salão estavam apagadas, todo mundo relaxado, silêncio total. Eu assistia a um filme no tablet e a minha esposa dormia no assento da janela. O avião tremeu um pouco, ela acordou e olhou a escuridão total através da janela, vendo uma paisagem praticamente imutável. Minha esposa, então, se virou para mim e disse indignada: “Não estou entendendo, por que estamos parados?!” © TeslaCat / Pikabu
  • Eu tive uma intoxicação alimentar no avião e tive de ficar indo ao banheiro a cada 10 minutos em um voo de 8 horas de duração. As pessoas sentadas próximo ao banheiro podiam ouvir tudo. Tenho certeza disso, porque eu conseguia escutar tudo que elas estavam falando. Toda vez que eu saía, olhava para elas com um olhar de desculpas. Odiava ter de fazer a caminhada da vergonha indo e voltando pelo corredor. © bebero1190 / Reddit
  • Estava voando com o meu marido. Enquanto ele dormia, eu lia. O avião, então, iniciou o processo de aterrissagem. Comecei a dar uns empurrõezinhos no meu esposo para tentar acordá-lo, mas ele não acordava. Balancei mais forte, dei umas batidinhas na barriga. Nenhuma reação. Bati nas bochechas, belisquei e nada. A mulher sentada ao lado dele começou a ficar pálida. As pessoas sentadas do outro lado do corredor me olhavam preocupadas. Comecei a pressionar o botão para chamar a comissária de bordo, mas como o avião estava aterrissando, ninguém vinha. Senti um caroço na garganta, uma confusão total. Gritei: “Ajuda!” E foi então que o malandro abriu os olhos e riu. © Podslushano / VK
  • Uma vez, estava voando para Cuba, e a mulher sentada perto de mim claramente tinha medo de voar. Então, começou uma turbulência. A mulher, em pânico, perguntou à comissária de bordo se estava tudo bem. E a resposta deixou a passageira mil vezes mais amedrontada. Ela disse: “Estamos passando sobre a zona do Triângulo das Bermudas”. © Podslushano / VK
  • Estava sentada no avião, faltavam ainda cerca de dez minutos para a decolagem. Uma garotinha de 8 anos sentou-se atrás de mim e IMEDIATAMENTE começou a chutar o meu assento. Traí o meu “eu” antissocial interior, me virei e pedi educadamente para que ela não fizesse isso. A mãe dela, então, reforçou a ideia para a filha:
    — Katia, não chute a cadeira, você está incomodando as pessoas.
    — Não é para... chutar?!
    — Isso, não é para chutar.
    — Mas... mas como vou voar agora?!
    A menina não me incomodou mais, mas os seus resmungos, como: “Eu não posso fazer isso... como vou me sentar então?”, nos acompanharam até que decolássemos e ela se distraísse das suas perguntas existenciais. © anihori / Pikabu
  • Estava jogando um jogo de tiro durante o voo e logo quando falaram “A bomba foi plantada”, o plugue do meu fone de ouvido caiu e todo mundo ouviu essa frase. © Peter_R_de_Vries / Reddit
  • O ano era 2010, eu tinha 20 anos e estava voando para os Estados Unidos com um amigo para fazer um programa de trabalho e estudo no país. O voo tinha duração de nove horas. Uma comissária de bordo se aproximou e me deu um cobertor e um saco com fones de ouvido. Senti com a mão que tinha papel dentro. Meu coração começou a acelerar, contei ao meu amigo e nós olhamos assustados para o saco lacrado. Dentro tinha um maço de xelins quenianos, 2 mil no total. Pelas nove horas seguintes não conseguimos ficar sossegados, pensando que aquilo era contrabando e que deveria valer milhões de dólares. Já nos Estados Unidos, passamos pela imigração e ficamos decepcionados ao descobrir que todo o dinheiro equivalia a cerca de 30 dólares. © Podslushano / VK
  • Aquela sensação desagradável de quando você leva um atestado para a faculdade dizendo que vai ficar internado e irá faltar as aulas por duas semanas, mas acaba pegando um assento próximo ao coordenador do curso no avião no voo para a Turquia. © shepardie / Pikabu
  • Sou muito desajeitada. Enquanto estava tentando mudar de posição usando meus pés para me dar apoio, um deles escorregou e acabei cortando o dedão ao bater em uma barra embaixo do assento na frente do meu. Tive de ficar lá sentada pelo resto do meu voo de 12 horas com o dedão sangrando e doendo (e acho que ainda faltavam seis horas). © LitCroissant / Reddit
  • Uma vez estava no avião e tinha um garoto de cerca de 3 anos sentado na minha frente. De repente, ele ficou em pé sobre o assento e se virou para olhar as pessoas ao redor. Não havia nenhum sinal de problemas, até que ele vomitou bem em cima de mim. Era um voo de oito horas sobre o oceano e com escala na Europa. E era a minha primeira vez voando. © Podslushano / VK
  • Estava no avião e aconteceu uma turbulência. Quando passou, encontrei um passaporte debaixo dos meus pés. Entreguei-o ao comissário de bordo, que foi correndo conferir a lista de passageiros com o chefe de cabine. Pouco depois ele voltou e deu o documento à pessoa sentada no assento na frente do meu, dizendo: “Não perca novamente”. O passageiro, com os olhos arregalados, perguntou surpreso ao comissário: “Como você estava com meu passaporte?” Ao que ele respondeu: “Certamente ele deve ter caído durante a turbulência, e a mulher sentada atrás do senhor achou e nos entregou”. O cara começou a verificar o documento, a julgar pela sua cabeça inclinada para frente. Em seguida, ele se virou para mim com os seus olhos azuis. O que vocês acham que ele me disse? Quem pensou que ele agradeceu, se enganou. Ele falou: “Dentro do passaporte tinha cartões de embarque. Onde eles estão?” © Anastasiia23 / Pikabu
  • Uma vez tive de me arrastar por cima de uma mulher para poder ir ao banheiro, porque ela tinha tomado algum remédio para dormir durante o nosso voo de 13 horas. © Iggy363 / Reddit
  • Uma vez, um voo atrasou duas horas porque tinham, no mínimo, algumas centenas de mosquitos a bordo do avião. Quando nós embarcamos, esses insetos estavam por todo lugar. Depois de um tempo, nos fizeram desembarcar e em seguida, ao que tudo indica, abriram as portas e ligaram o sistema de ar-condicionado para tentar expulsar os pernilongos. Aparentemente deu certo. © budtenderthrow / Reddit
  • Uma conhecida trabalha como comissária de bordo. Certa vez, na hora de decolar, o piloto ligou o alto-falante e falou: “Ok, Google, como pilotar um avião?” O que aconteceu, a história não conta, mas estão pedindo a demissão do piloto à companhia aérea. © Podslushano / VK
  • Certa vez, eu ia viajar de avião para outro país, mas no aeroporto comecei a me sentir mal do nada e desmaiei. Me levaram para a enfermaria, me deram remédios e graças a isso eu consegui embarcar. Assim que sentei no avião, apaguei. Dormi durante quase as cinco horas de voo, e só acordei com um barulho de flatulência muito alto. Todos que estavam sentados perto de mim pediram ao comissário que me acordasse porque não me aguentavam mais “estragando o ar do avião e roncando a viagem inteira”. Eu queria me enfiar no chão. Fingi estar dormindo até a hora do pouso. © Podslushano / VK

Qual a situação mais inusitada que você já observou em um voo? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Podslushano / VK
Compartilhar este artigo