Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
10+ Curiosidades sobre a Glória Maria que fizeram-na a maior e mais querida jornalista do Brasil

10+ Curiosidades sobre a Glória Maria que fizeram-na a maior e mais querida jornalista do Brasil

4-21
457

Uma das maiores referências da televisão brasileira, Glória Maria possui um currículo invejável, que vai desde apresentadora e jornalista supercompetente e respeitada à protagonista de memes na Internet e mulher de vanguarda no País. Mais de 40 anos em frente às telinhas, Glória se tornou uma verdadeira inspiração para muitas pessoas das mais diferentes idades. Não à toa, visto que a cada aparição evidencia o quão brilhante, acolhedora e generosa é. Afinal, o que faltam são adjetivos que contemplem essa diva da TV tupiniquim.

Pensando nisso, o Incrível.club separou 10 histórias e curiosidades sobre a vida de Glória Maria que provam que a prestigiosidade de sua trajetória não é sem razão, e mostram o porquê ela se consagrou como uma das repórteres mais queridas da televisão brasileira. Confira abaixo, e não esqueça o bônus que separamos para o final!

1. Glória possui 163 países no currículo e em torno de 15 passaportes carimbados

Quem conhece minimamente Glória Maria, provavelmente sabe que viajar não é somente uma das principais vertentes de seu trabalho, como também uma das maiores paixões de sua vida. Surpreende, portanto, a quantidade de países que a jornalista já visitou: 163, número insuficiente, é claro, para um ou dois passaportes, ocupando aproximadamente 15 deles, como ela mesma revelou em uma entrevista à Tata Werneck.

“Cada um nasceu para uma coisa e eu nasci para estar no mundo. [...] As minhas filhas dizem: ’Mamãe, você não mora aqui. Você mora no avião’. Eu moro em casa, mas gosto do mundo. Eu gosto de viver no mundo, perdi a conta dos passaportes, devo ter uns 15...”. Contudo, engana-se quem pensa que o Planeta Terra é o seu limite. No Altas Horas, Glória contou que sempre teve o sonho de ir à Lua, e que está inscrita na NASA para o dia em que tiver o primeiro voo tripulado. Admirável, não é mesmo?

2. Além dos brasileiros, um escocês também se encantou pela jornalista: Gerard Butler

Durante a festa de lançamento do filme 300 no Brasil, em 2007, Gerard Butler, um dos protagonistas do longa, foi mais uma pessoa que caíra nos encantos da apresentadora. Em entrevista ao canal do Matheus Mazzafera, Glória contou detalhes sobre o affair com o ator escocês:

“Rolou uma história. Ele veio lançar o 300 com o Rodrigo Santoro aqui no Brasil, eu fui à festa de lançamento e a gente se conheceu. Parece que ele gostou bem de mim e saímos de lá juntos e ficamos um pouco... Ele é um amor! Não vou negar porque eu sou livre, dona da minha vida, e ele também, aquele gato! Foi bom, não. Foi ótimo!”

Se pudéssemos dizer algo a Butler, sem dúvida, seria: “Nós te entendemos! Também somos apaixonados pela Glória Maria!”

3. Foi a única repórter brasileira a quem Michael Jackson concedeu uma entrevista (além de ter batido um longo papo) durante a sua passagem pelo País

Durante o ano de 1996, a estrela internacional, Michael Jackson, desembarcava no Brasil para a filmagem do videoclipe They Don’t Care About Us, que teve as gravações iniciadas em Salvador (BA) e logo prosseguira para o morro Dona Marta (RJ). Foi neste último, onde Glória Maria conseguiria algo inalcançável para muita gente: entrevistar o eterno rei do pop.

Glória, portanto, não foi só a única e primeira jornalista brasileira a quem Michael concedera uma entrevista, ela ainda chegou a bater o maior papo com o astro: “Todo mundo dizia que ele tinha nojo de tudo. E eu era um micróbio. Estava toda suada, imunda, e subi o Dona Marta a pé. Eu fiquei apaixonada por ele. [...] A gente conversou duas horas sentados no chão e eu ganhei talvez o maior prêmio de toda a minha vida. Eu descobri uma pessoa que eu não imaginava. Eu realmente fiquei encantada, ganhei um amigo. Ele me abraçou, me beijou. Foi um dos momentos mais bonitos da minha vida!”

4. Além de Michael, Glória tem uma extensa lista de entrevistas com algumas das maiores celebridades do mundo

Entrevistas com celebridades extremamente famosas não parece ser uma novidade para a jornalista. Além de Michael Jackson, Glória tem um currículo recheado de boas conversas com famosos de todo o globo terrestre, que inclui nomes como: Madonna, Freddie Mercury, Nicole Kidman, Leonardo Di Caprio, Elton John e Mick Jagger. Sobre Jagger, de quem ganhou um beijinho no rosto:

“Não lavei o rosto por uma semana” contou a repórter. “Eu nem falava inglês. Ele que me ajudou nessa entrevista. Às vezes eu esquecia as palavras e ele completava para mim. Uma pessoa maravilhosa que me ajudou muito”. Sobre a rainha do pop, Madonna, salientou: “Todo mundo dizia que ela era muito difícil... e ela foi maravilhosa! [...] É uma pessoa simples, acessível e generosa”. Não é para qualquer um, não é?

5. Ela já saiu da órbita da Terra para experimentar a gravidade zero

Embora ainda não tenha ido à Lua, em 2007, Glória embarcou em uma aventura única: um voo promovido pela NASA que simulava a gravidade zero. Portanto, foi a única jornalista nacional e a primeira brasileira a viver essa experiência. Além do mais, ela embarcou na espaçonave junto com mais 11 jornalistas — do mundo inteiro — escolhidos pela agência governamental americana a dedo.

Para a sensação da estar em gravidade nula acontecer, a aeronave em que estavam embarcados, ao atingir determinada altitude, mergulhava. O que ocasionava a impressão de ausência de peso. “É incrível, você vira, você vai de cabeça para baixo, você pode fazer tudo o que quiser. É como se você voltasse a ser criança”, contou, maravilhada.

6. De sobrevoar a vulcões a nadar com urso-polar, a apresentadora é mestra em matérias desafiadoras

Teria ela feito de tudo? Nós não sabemos! Mas uma coisa é certa: a repórter já passou por situações no mínimo peculiares, para não dizer desafiadoras. Em 2007, no mesmo ano em que participou da experiência na aeronave da NASA, Glória nadou ao lado de um urso-polar, num centro de pesquisas no Canadá. Alguns anos antes, em 2000, a jornalista também sobrevoou o vulcão Kilauea, na época considerado o mais ativo do Planeta.

E você acha que acabou? No ano de 2016, ela visitou o Deserto do Saara, e já chegou, inclusive, a pular de asa-delta, sendo a primeira repórter a registrar um voo duplo nessa modalidade. Além do mais, saltou do maior bungee jump do mundo, com 233 metros de altura, o que equivale a um prédio de 78 andares, em Macau. “Foi a pior sensação da minha vida, mas depois é o máximo” disse sobre a experiência. Incrível, não?

7. De todas as experiências incomuns, a mais desafiadora foi subir os Himalaias (e ela fez isso três vezes)

Em entrevista ao apresentador Matheus Mazzafera, Glória Maria contou que a matéria mais difícil que já fez foi as três vezes em que subira a cadeia montanhosa mais alta do mundo: os Himalaias. “Eu fui até o acampamento base, 5.400 metros. E eu me senti uma rainha!” contou, entre os risos. “Foram dez dias subindo, sem ar, sem preparo, sem nada... mas eu cheguei lá”.

No programa Que História É Essa, Porchat?, exibido no GNT, a repórter deu um relato curioso sobre uma de suas idas às montanhas. Ela revela que depois de alguns dias de caminhada, deparou-se com um senhor de idade passando muito mal no chão, ao lado de fora de uma casa. Foi então, nesse momento, em que resolveu ajudá-lo, mas acabou interrompendo um ritual da cultura local. “Até hoje eu não consigo entender se eu fiz bem ou fiz mal”, disse, divertida.

8. Mesmo com sua bagagem repleta de entrevistas internacionais, para Glória, Roberto Carlos é quem foi o entrevistado mais difícil

Capa da edição de julho de 2016 da revista carioca Páginas da Gávea, Glória Maria deu detalhes sobre sua carreira e falou sobre as muitas viagens que já fez ao redor do mundo. Quando questionada sobre quem teria sido o seu entrevistado mais difícil ao longo da carreira, que, por sua vez, possui mais de 40 anos, ela respondeu: “Acho que o Roberto Carlos”. O que pode ser uma grande surpresa, tendo em vista que já fez entrevistas com estrangeiros não sendo fluente em inglês.

Todavia, a jornalista admite o carinho e a admiração que tem por Roberto, que teve um papel crucial em sua trajetória: “Eu estava fazendo uma matéria para o Fantástico e recebi um telefonema: ’Você tem de voltar agora porque o Roberto quer que você apresente o programa junto com ele’. Imagina eu, nunca tinha apresentado nada, só jornais locais. Eu quase morri! Por isso que eu tenho paixão pelo Roberto, porque ele é um divisor de águas na minha vida. Muitas das coisas mais importantes que eu tive foi graças a ele”.

9. A maternidade não estava nos planos de Glória, mas assim que viu Maria e Laura pela primeira vez, teve certeza de que elas eram suas filhas

Embora a apresentadora não costume falar sobre a sua vida pessoal, ela já se abriu algumas vezes sobre a questão da maternidade. No programa Encontro, Glória contou que nunca quis ser mãe, o trabalho a preenchia e a sua vida era perfeita. No entanto, uma viagem para a Bahia, no ano de 2009, mudaria tudo.

Após anos e anos trabalhando incansavelmente, ela resolvera tirar dois anos sabáticos para descansar e ficar fora das telinhas. Fora no fim das férias, portanto, que a jornalista dedicou três meses a um abrigo de órfãos na Bahia, onde mais tarde, conheceria Laura e Maria. “Eu nunca tinha pensado em ter filhos até que vi as duas pela primeira vez e tive certeza de que elas eram minhas filhas. Isso é uma coisa que não sei explicar”. O processo de adoção não foi tão longo. Hoje, Glória é apaixonada pelas meninas. E quem diria que mais uma viagem de sua lista interminável daria a ela o seu bem mais precioso?!

10. Embora existam muitos palpites, a sua idade ainda é um mistério

Se você pesquisar “Glória Maria” no Google, uma das primeiras sugestões do site será “Glória Maria idade”, tamanha é a curiosidade dos brasileiros. Segundo o Wikipédia, a repórter teria 71 anos, mas em entrevista à Vogue, ela anulou a veracidade da informação: “O Google mente. Ele pode dizer que eu tenho 70, 80, 90, 100. E assim: se forem 70, manda a NASA me estudar, não é, baby? É o mínimo que eu posso falar!”

Questionada sobre a idade que gostaria de ter, responde com maestria: “Eu me preocupo em viver. Só isso. Idade para mim é um número que não significa nada”. Quanto às especulações, contou de forma concisa que essa é a coisa mais divertida que tem na vida, e não vai abrir mão dela. Talvez seja então esse o segredo de toda a sua juventude e vitalidade: “Não tenho tempo para me preocupar com tempo [...] Eu me preocupo em viver”. Um verdadeiro exemplo, certo?

Bônus: precursora em diversas vertentes no País, Glória Maria também tem um grande papel na história: foi a primeira repórter negra da TV brasileira

Gloriosa em todos os sentidos, ela nasceu na Zona Norte do Rio de Janeiro em 1949. Filha do alfaiate Cosme Braga da Silva e da dona de casa Edna Alves, Glória Maria estudou até o Ensino Médio em escolas publicas estaduais, de onde tirou uma excelente bagagem cultural. Foi na PUC-Rio, então, que se formou na faculdade de Jornalismo, enquanto conciliava os estudos com o emprego de telefonista.

Em 1970, uma amiga a levou para ser rádio-escuta da Globo do RJ. E na emissora, posteriormente, ingressou numa época em que os jornalistas sequer apareciam em vídeo. Apenas um ano depois, em 1971, estreou como repórter, no RJ, consagrando-se, portanto, como a primeira repórter negra da TV brasileira, assim como a primeira jornalista a aparecer ao vivo, e na TV em cores, numa matéria do Jornal Nacional em 1977. Não obstante, Glória foi a primeira mulher a usar a Lei Afonso Arinos contra a discriminação racial no Brasil. Com uma trajetória de luta e muita superação, hoje, a diva é um referencial na história da TV nacional, e, sem dúvidas, uma inspiração para muitos brasileiros.

Com toda a humildade, emoção e ternura com que trabalha, fica nítido o olhar único e sensível que tem às experiências que vive, mesmo no âmbito profissional. Você lembra de algum outro momento icônico da carreira da jornalista? Conte para nós na seção de comentários!

4-21
457