Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Dicas para acabar de vez com o drama do mau hálito

---1
50k

A higiene dental é muito importante, mas só escovar os dentes nem sempre é suficiente para evitar o mau hálito. E há alguns motivos cientificamente comprovados que provocam o surgimento de maus odores na boca.

O Incrível.club fez uma pequena investigação e preparou uma lista com coisas que você deve fazer e outras que devem ser evitadas para acabar com o medo de falar perto de alguém. Prepare-se para mudar sua rotina diária!

12. Beba muita água

Água nunca cai mal. Ingerir a quantidade suficiente do líquido vital estimula o fluxo da saliva e a evitar a desidratação, que frequentemente é causa do mau hálito.

Dica. Acostume-se a tomar alguns goles de água sempre que alguém disser seu nome na escola ou no trabalho.

11. Não exagere no café

Sabemos que café é importante para muita gente, sobretudo pela manhã. Mas não exagere no consumo. A cafeína pode prejudicar a produção de saliva, ressecando a boca. E isso leva ao mau hálito. É melhor tomar uma xícara de chá após o almoço e o jantar.

Dica: Tomar chá verde ajuda a neutralizar o cheiro de alho.

10. Escove a dentadura ou o aparelho

Caso use dentadura postiça ou algum tipo de aparelho móvel, é preciso cuidar deles como se fosse dentes naturais. Crie o hábito de escovar tanto os dentes originais quanto os postiços, nem que seja só à noite. Assim, você evita a placa bacteriana que sempre surge após as refeições.

9. Use o fio dental após cada refeição

Qualquer partícula de comida que permaneça entre os dentes por muito tempo provoca o mesmo resultado de deixar um cesto de lixo cheio durante dias. A coisa, literalmente, vai feder. As bactérias dos alimentos vão além da linha da gengiva, podendo provocar não apenas o mau hálito, mas também uma grave infecção. Portanto, usar fio dental é tão importante quanto escovar os dentes.

8. Troque a escova a cada 3 meses

Quando estamos ocupados com as tarefas cotidianas, não vemos o tempo passar, e é bem possível que não notemos o desgaste da nossa escova de dentes. Mas uma escova velha, além de ser inútil à limpeza bucal, pode levar ainda mais bactérias à boca. Logo, é fundamental trocar a escova de dentes regularmente.

Dica: Troque sua escova sempre que se recuperar de um resfriado, evitando levar os germes de volta ao organismo.

7. Não esqueça da língua

Quando escovar os dentes pela manhã, lembre-se de escovar também a língua. Algumas escovas, inclusive, trazem uma espécie de raspador no lado contrário ao das cerdas. Ficou comprovado que a prática reduz o mau hálito em até 70%.

Dica: Para acabar com dois problemas de uma só vez, você pode comprar uma escova que tenha também limpador de língua e bochechas na parte posterior.

6. Prefira enxaguantes bucais sem álcool

Muitas marcas de enxaguantes bucais têm até 27% de álcool em sua composição. Produtos assim ressecam a boca e provocam odores desagradáveis assim que a sensação de frescor desaparece. Assim, da próxima vez em que for comprar enxaguante bucal, confira atentamente o rótulo para confirmar que não há álcool na fórmula.

Dica: O uso prolongado de enxaguantes com clorexidina pode até manchar os dentes.

5. Evite açúcar das balas de hortelã

Geralmente, os fabricantes acrescentam açúcar às balinhas de hortelã que muita gente masca após as refeições. E é justamente o que ajuda na proliferação de bactérias na boca, podendo também provocar mau hálito assim que a goma de mascar ou a balinha acabam. Portanto, podemos chegar à conclusão de que produtos desse tipo não devem ser consumidos a longo prazo. Se quiser mascar balas ou chicletes mentolados, prefira as que não tem açúcar.

4. Tome remédios de maneira consciente

Medicamentos como antidepressivos, analgésicos e anti-histamínicos podem afetar o fluxo de saliva, provocando o ressecamento bucal crônico.

Dica: Pergunte ao seu médico quais os efeitos colaterais de todos os remédios que ele eventualmente prescrever.

3. Verifique se há cáseos nas amídalas

Caso você não saiba, os cáseos nas amígdalas são formados por uma mistura de resíduos e bactérias acumulados na parte posterior da garganta. Eles aparecem como manchas ou protuberâncias brancas, com um odor desagradável. Para evitar o surgimento do problema, mantenha uma rotina de higiene bucal adequada e visite o dentista regularmente.

2. Cuide do seu peso

Outro fator de risco para o surgimento do mau hálito é a obesidade. Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, publicaram um estudo associando diretamente o excesso de peso aos maus odores bucais Quanto mais obesa a pessoa, mais provável que o hálito não seja tão agradável quanto ela gostaria.

1. Evite dietas com pouco carboidrato

Aqueles que aderem às dietas com pouco carboidrato provavelmente já ouviram a palavra "cetose". Ela é usada para designar um processo que obriga o corpo a queimar gorduras e proteínas armazenadas para obter energia devido à falta de carboidratos. Quando uma dieta é muito limitada, o corpo libera determinadas substâncias químicas como cetonas, que provocam mau cheiro bucal.

Ao seguir as regras acima, você terá sempre um hálito agradável, podendo conversar de perto com quem quiser sem medo de constrangimentos.

---1
50k