Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como as pessoas de sucesso educam seus filhos

Com frequência pensamos que filhos de pessoas ricas nascem e vivem dentro de bolhas de cristal, sem problemas ou complicações. A coisa não é bem assim. As pessoas ricas também precisam se preocupar em como educar os filhos para que eles não pensem que o sucesso dos pais aconteceu sem esforço.

Veja como algumas das pessoas de maior sucesso educavam e educam seus filhos.

"Uma vez, quando eu tinha 4 anos, minha mãe parou o carro perto de casa e me disse que eu tinha que encontrar sozinho o caminho de casa. Ela fez isso como se fosse um jogo, o que me deixou feliz. À medida que eu fui crescendo, as tarefas foram ficando mais difíceis. Para muitos, esse tipo de educação pode parecer dura, mas meus pais queriam que crescêssemos fortes e que aprendêssemos a confiar em nós mesmos", diz o empresário britânico dono da companhia aérea Virgin Atlantic.

"Minha mãe fazia pequenas caixas de madeira para guardanapos e cestos de lixo. Sua oficina ficava no jardim e nosso trabalho era ajudá-la. Pintávamos suas criações e, depois, ajudávamos com o acabamento".

É muito importante que as crianças tenham a oportunidade de ajudar os seus pais. Isso não apenas as mostra como o mundo funciona, mas também cria um sentimento de comunhão entre a família e o trabalho.

"Se você quiser que seu filho entenda como funcionam os motores, não vai começar mostrando o que é um parafuso", garante o empresário dono da PayPal, a SpaceX (de foguetes) e da Tesla Motors - que está trabalhando para produzir um carro 100% elétrico. Ele propõe mostrar ao filho o motor e perguntar como ele o desmontaria, peça por peça. Ao se propor a resolver o problema, ele entenderá que ferramentas são necessárias e começará a aprender como tudo funciona.

Durante a vida, os filhos precisarão enfrentar muitas dificuldades e devem estar preparados para isso.

"Eu nunca acamparia por vontade própria, o faço apenas para ter certeza de que eles enfrentem novas dificuldades. Eles precisam aprender a cozinhar, a limpar e a fazer tudo o que só vivemos no campo".

"A capacidade de fazer as perguntas corretas não apenas desenvolve as habilidades criativas, mas também o pensamento crítico. Essa é uma das condições mais importantes para o sucesso nos dias de hoje".

"Permita que seus filhos descubram quem eles realmente são, sua vocação, e apoie as decisões deles. Mesmo quando surgirem problemas, não desista".

"Nossos filhos cresceram em condições normais. Sempre vivemos na mesma casa, comprada em 1958. Nunca vivemos em mansões e nunca viajamos em jatinhos particulares. Eles sempre foram à escola de ônibus e todos sempre estudaram em escolas públicas. As crianças foram à mesma escola que a mãe delas. Nunca pensamos que somos diferentes dos demais", afirma Buffett, maior acionista da Coca-Cola e que durante anos ocupou o posto de homem mais rico do mudo.

Muitos dos hábitos de uma família são passados de geração em geração. Por isso, é muito importante ensinar a atitude correta sobre como administrar o dinheiro o mais cedo possível. No caso da família de Rockefeller, uma das maiores dinastias de magnatas do mundo, os filhos sempre trabalharam e sempre tiveram que controlar as próprias finanças. Além disso, eles foram ensinados a guardar uma parte e destinar parte do dinheiro à caridade. David foi durante anos presidente do Chase Manhattan, um dos maiores bancos dos Estados Unidos, e morreu em março deste ano.

"Não cuidar das coisas faz com que elas se desgastem. Minha esposa e eu nunca nos apressamos em comprar uma coisa apenas para substituir uma outra. Para colocar outro exemplo: um dia, chegamos na casa de campo e percebemos que nossos filhos não tinham levado outra muda de roupa. Não demos outra alternativa: eles tiveram que lavar a própria roupa todas as noites". Dica de um dos homens mais ricos da Rússia, dono do Banco de Credito de Moscou e detentor de uma fortuna equivalente a 1,4 bilhão de dólares.

"Estabelecemos um horário limite para o uso de aparelhos eletrônicos. Isso é fundamental para que as crianças consigam dormir em um horário razoável. Não permitimos o uso de smartphones até as crianças completarem 14 anos". O fundador da Microsoft, que dispensa apresentações, explicou que queria ter certeza de que os filhos usavam o celular apenas para atividades úteis, como falar com amigos sobre a lição de casa, por exemplo.

Outro que dispensa apresentações. A família de Steve Jobs sempre seguiu uma tradição: toda tarde/noite jantavam em uma mesa grande na cozinha, falavam de livros e contavam histórias. Ninguém usava iPad ou computador. Dessa forma, as crianças não ficaram viciadas em aparelhos eletrônicos.

Chuck Feeney, dono da Duty Free Shoppers Group, maior rede de free shops do mundo, limitava os gastos de seus filhos e os ajudava a encontrar trabalho durante as férias. Seu filho Patrick, por exemplo, vendia sorvete. Ele sempre quis que seus filhos entendessem o valor do dinheiro.

Imagem de capa lionsgate, holly_branson