Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

O que acontece com seu corpo após ser picado por um mosquito

5-4-
528

Para muita gente, basta ouvir a palavra “mosquito” que surgem logo as sensações de coceira e inchaço tipicamente associados às picadas desse inseto. Porém, raramente pensamos no que acontece quando um mosquito está se alimentando do nosso sangue e no que está por trás da incômoda vontade de coçar o local afetado. De acordo com um estudo, tudo acontece por conta da saliva do inseto.

Neste post, o Incrível.club explica o que acontece conosco antes, durante e depois da picada de um mosquito. E, lá no fim, você encontrará um bônus com dicas para se livrar dessas companhias tão indesejadas.

Os mosquitos “cospem” em nossa pele para aliviar a dor

De acordo com um estudo, um mosquito precisa de cerca de quatro minutos para preencher o estômago com sangue. O problema é que, durante esse período, a vítima pode perceber o ataque e matar o inseto antes que ele complete sua missão. Sem falar que a picada em si provoca dor, algo que poderia fazer com que o agressor fosse encontrado em pouquíssimo tempo.

A saliva dos mosquitos age para deixar a pele dormente. É por isso que, logo após a picada do inseto, não sentimos dor. Em seguida, o bicho começa a procurar por vasos sanguíneos sob a pele. E os mosquitos fazem várias tentativas até conseguirem encontrar sua refeição em nosso corpo.

A saliva facilita a sucção do sangue

Assim que o vaso sanguíneo é encontrado, o mosquito libera saliva novamente. A secreção contém mais de 100 proteínas que servem a diferentes propósitos — um deles é não permitir que o sangue coagule, o que facilita a sucção do líquido.

O que acontece é que, assim que o vaso sofre danos, nosso organismo começa a agir para tratar a lesão. Esse mecanismo até poderia evitar que um inseto nos usasse como fonte de alimento, só que os mosquitos dão um jeito de driblar nosso sistema imunológico. Ainda de acordo com o estudo, a saliva dos mosquitos contém um agente capaz de interromper o nosso processo de defesa e dilatar os vasos sanguíneos.

A picada provoca coceira, porque somos alérgicos a ela

A culpa é novamente da saliva. Uma picada contém proteínas não tóxicas que podem causar coceira, vermelhidão e inchaço — isso em diferentes graus de intensidade. Por outro lado, algumas pessoas não apresentam nenhuma reação alérgica à picada.

A reação do organismo à primeira picada do mosquito é a mais intensa, mais até do que se você fosse picado constantemente no decorrer de 2 ou 20 anos seguidos. Os mosquitos depositam ovos na água, então eles não conseguem se reproduzir em locais que passam a maior parte do ano cobertos de gelo. Logo, as pessoas que vivem em tais lugares sofrem menos com as picadas. Já quem se encontra em áreas tropicais sabe o quanto a tal primeira picada provoca incômodos.

Bônus: o que podemos fazer para sermos menos picados

Segundo a pesquisa, os mosquitos são atraídos por nossos odores, produzidos por diversos micróbios que vivem em nossa pele. Assim, lavar os pés com sabonete bactericida pode ajudar a manter os insetos afastados. Usar repelente também é importante: além das opções sintéticas, você pode apostar em óleo de eucalipto, substância comprovadamente eficaz contra picadas de mosquitos.

Você é daqueles que costumam ser alvo dos mosquitos? Ou raramente é picado por eles? Como você mantém insetos incômodos longe do seu corpo? Comente!

5-4-
528
Compartilhar este artigo