Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

7 Mitos sobre as espinhas

----
14k

A acne não afeta apenas a aparência das pessoas, mas também a autoestima. O combate ao problema é cercado por inúmeros mitos, e o pior é que muitos deles podem piorar o quadro, em vez de ajudar.

O Incrível.club traz os mitos mais comuns que envolvem a questão. De quebra, explicamos como não prejudicar a pele e transformar as espinhas em coisa do passado.

Mito 7. Alimentaçãon afeta o surgimento de acne #Verdade

O mito decorre de um antigo estudo que afirmava não haver ligação entre dieta e acne. Mas a ciência atual já comprovou que, na realidade, acontece justamente o contrário.

O açúcar estimula a produção de insulina, que causa espinhas quando presente em excesso no organismo. Evite os alimentos com um alto índice glicêmico e muito açúcar, como pão branco, refrigerantes, doces e cerveja.

As espinhas podem surgir também devido aos hormônios presentes no leite, que aumentam a oleosidade. Em excesso, ele obstrui os poros, provocando a acne.

Consuma alimentos que deixam a pele mais saudável:

  • Comidas com índice glicêmico baixo (por exemplo, pão integral, cajus, couve-flor e pepinos) ajudam a diminuir o número de cravos.
  • O zinco, que está presente nos ovos, cogumelos, peixes e frutos do mar, pode ajudar na recuperação da pele.
  • A vitamina A favorece a cicatrização da acne. Assim, inclua em sua dieta cenouras, couve e espinafre, ricos nessa vitamina.

Mito 6. Fumar ajuda a causar espinhas #Verdade

Muita gente acha que fumar pode causar espinhas. É claro que o tabagismo não é recomendado não só por causar espinhas, mas por causar uma série de outros problemas que você já sabe. Mas é um hábito que não afeta no surgimento da acne.

O que é prejudicado pelo fumo é a regeneração da pele, então as inflamações cicatrizam mais devagar nos fumantes.

Quando você para de fumar, tudo fica melhor: o fluxo de oxigênio na pele aumenta e a cicatrização acontece mais rapidamente.

Mito 5. Os cosméticos favorecem o surgimento da acne #EmAlgunsCasos

Nem todos os cosméticos prejudicam a pele. Use apenas aqueles com indicação de não comedogênico (non-comedogenic), criados especialmente para peles problemáticas.

Evite os cosméticos que contenham óleos e álcool. Esses últimos ressecam a pele, causam irritação e favorecem o surgimento da acne. Já os óleos deixam a pele gordurosa, obstruindo os poros.

Na hora de escolher seus cosméticos, verifique se sua composição contém:

  • aloe vera;
  • retinol;
  • peptídio 10.

Essas substâncias melhoram a acne, pois estimulam a produção de colágeno.

Mito 4. O bronzeado ajuda no combate à acne

#Mentira

A luz ultravioleta ativa o funcionamento das glândulas sebáceas, levando ao surgimento de espinhas. Assim, se bronzear é contraindicado para esses casos.

Usar um protetor solar para peles com imperfeições te protegerá dos raios solares e evitará o aparecimento de mais espinhas.

Мito 3. Estresse desencadeia espinhas

#Verdade

O estresse não é responsável pelo surgimento de novas espinhas, mas se você já tem acne, ele realmente pode piorar a situação: quando uma pessoa está estressada, a cicatrização de qualquer ferida, incluindo as lesões por acne, será mais lenta.

Mito 2. Se você lavar o rosto com mais frequência, a acne vai sumir #Mentira

A acne, assim como os cravos, não surge por conta da sujeira, e sim pela obstrução dos poros pelo excesso de oleosidade. Portanto, não importa quantas vezes você lava o rosto, o problema não acabará. Pelo contrário: lavar muito e profundamente o rosto pode causar mais irritação: as esponjas e escovas comumente usadas para esse fim lesionam a pele, mas não a limpam. Pelo mesmo motivo, evite secar o rosto esfregando-o co uma toalha. Apenas elimine o excesso de água tocando a pele levemente com uma toalha comum ou de papel.

Sabonetes e outros produtos que contêm sulfatos (SLS, SLES) ressecam a pele. Prefira produtos para limpeza facial com composição suave.

Mito 1. Pasta de dentes ajuda a combater a acne #Mentira

Em sua composição, as pastas de dentes possuem bicarbonato de sódio, óleos essenciais, água oxigenada e triclosan, que apesar de serem capazes de secar as lesões, provocam irritações e mais erupções cutâneas.

É melhor tratar do problema com algum produto à base de peróxido de benzoila, criado especificamente para o tratamento da acne.

Bônus

Todo mundo sabe que espremer espinhas não é legal. Você pode infectar o folículo e, dessa maneira, piorar a inflamação. Caso precise de uma limpeza de pele e não possa ir a um salão de beleza ou esteticista, use um fio dental para "raspar" o cravo até retirá-lo. Assim, a obstrução do poro irá acabar. Mas não esqueça de aplicar um antisséptico na pele após o procedimento.

Imagem de capa depositphotos
----
14k