Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 Teorias formuladas por fãs que podem mudar a forma como você assiste a seus filmes favoritos

Há filmes com um enredo bastante claro e outros com final aberto, mas em quase todos há espaço para a imaginação. Nesse sentido, alguns fãs deixaram a criatividade voar e elaboraram teorias que reinterpretam completamente histórias que já vimos na telona. WALL-E, Coringa, Harry Potter e até Toy Story... nenhum filme está livre de ser o centro de hipóteses curiosas que, por mais estranhas e loucas que pareçam, são capazes de fazê-lo ver com outros olhos algumas de suas obras cinematográficas favoritas.

O Incrível.club compilou algumas das teorias mais populares que circulam na Internet sobre filmes e que podem mudar para sempre a maneira como vemos nossas produções favoritas.

1. E. T. seria um cavaleiro Jedi de Guerra nas Estrelas

A conexão entre E.T.: O Extraterrestre e a trilogia original de Guerra nas Estrelas é inevitável: ambos tratam de seres de outros planetas, estrearam ao mesmo tempo e os diretores, Steven Spielberg e George Lucas, são amigos íntimos. Mas há uma teoria que aprofunda esse elo, ao sustentar que o personagem do primeiro filme, abandonado na Terra é, nada mais, nada menos que um Jedi.

Essa ideia tem como base o fato de que, em Episódio I: A Ameaça Fantasma, criaturas parecidas com o E.T. são vistas no Senado Galáctico. Além disso, quando o alienígena de Spielberg sai no Halloween, encontra um garoto vestido como Yoda e o reconhece. Por último — e talvez o mais surpreendente -, seu poder Jedi de mover objetos explicaria a razão de poder fazer as bicicletas voarem, na cena mais mítica do filme.

2. Marty McFly morreu ao menos duas vezes em De volta para o futuro

No primeiro De volta para o futuro, Doc Brown é assassinado em um ataque de terroristas líbios e Marty McFly consegue reverter o fato, avisando-o do que aconteceria. O que não se vê nos filmes e alguns fãs sugerem é que, da mesma maneira, o personagem interpretado por Michael J. Fox morreu pelo menos duas vezes na trilogia, mas seu parceiro de aventura o salvou viajando no tempo.

No segundo filme, o cientista encarnado por Christopher Lloyd salva o amigo da morte duas vezes: na cobertura do prédio de Biff Tannen e quando iria ser atropelado em um túnel, em 1955. A teoria indica que ele não tinha como estar no local e no momento certo se não fosse pela morte de McFly em alguma linha do tempo. Por isso, Doc Brown teria usado o famoso veículo DeLorean para voltar ao passado e evitar a perda do amigo.

3. Willy Wonka é uma versão infantil de um personagem de A divina comédia

A Fantástica Fábrica de Chocolate é uma espécie de obra-prima da literatura infantil. A Divina Comedia, de Dante Alighieri, um clássico universal da literatura. No entanto, parece haver um elo entre os dois textos. Em A Divina Comédia, Dante descreve um barqueiro que transporta almas do mundo dos vivos para o mundo dos mortos, exatamente como faz Willy Wonka quando guia as crianças pelo interior do excêntrico lugar, inclusive em um barco.

A comparação continua: Dante divide o inferno em nove círculos, cada um projetado para punir um pecador pelo que fez na Terra. Wonka faz o mesmo com os cenários projetados para mostrar os defeitos e as manias das crianças. Assim, por exemplo, Augustus Gloop não resiste à gula e cai em um rio de chocolate e Violet Beauregarde pega uma goma de mascar e se transforma em uma amora gigante. O final de ambas as histórias também é parecido: Dante consegue ascender ao paraíso, como Charlie, que consegue passar em todos os testes e deixar o local em um elevador de vidro.

4. WALL-E é pura maldade e expulsa a humanidade do paraíso

WALL-E é um personagem cativante do mundo animado da Pixar. Ele é um robô que transmite doçura e se torna um herói capaz de salvar a humanidade do terrível destino de ter de vagar sem rumo pelo espaço. Há, no entanto, uma teoria que argumenta o contrário: ele representaria a serpente bíblica responsável pela expulsão de Adão e Eva do Jardim do Éden.

De acordo com essa ideia, os que vivem na espaçonave estão no paraíso: são felizes, têm tudo o que querem e vivem sem problemas. Então, WALL-E chega e dá algo (uma planta) a um robô — coincidentemente chamado de EVA -, gerando uma série de acontecimentos que levam os seres humanos a retornar ao desolado planeta Terra. Nesse momento, não há mais no planeta uma existência livre de preocupações: é preciso trabalhar para sobreviver e há o risco de um conflito que, por sua vez, dará início a um novo ciclo de pecados capitais e destruição.

5. A violência por trás do “abracadabra” em Harry Potter

A maldição assassina, “Avada Kedavra”, está diretamente ligada ao famoso “Abracadabra” dos “trouxas” (seres humanos sem nenhuma habilidade mágica). Quem afirmou isso foi a própria escritora J. K. Rowling, autora da obra. Mas um usuário da rede social Reddit foi além e teorizou sobre a história dessas expressões de sonoridade semelhante, mas diferentes em seus significados.

De acordo com esse fã, o feitiço assassino teria sido usado pelos bruxos contra os trouxas. Mas, uma vez que caíram com a vigência do Estatuto Internacional de Sigilo em Magia (em 1692), essas palavras tornaram-se uma espécie de mito. Com o passar do tempo, a frase mudou levemente para “Abracadabra”, que, ao contrário, acreditava-se ter poderes curativos.

6. O Burro de Shrek vem da história de Pinóquio

Todos os personagens Shrek vêm de algum conto de fadas: Cinderela, Os três porquinhos e Rapunzel, entre outros. Isso leva a indagar sobre a origem do Burro, um dos protagonistas da saga. Para isso também existe uma teoria: acredita-se que provenha de Pinóquio, em cujo mundo existe um parque de diversões assombrado chamado “Ilha dos Prazeres”, onde as crianças são transformadas em burros.

No filme de animação da Disney dos anos 40, nota-se que algumas das crianças que se transformam no animal mantêm suas habilidades humanas de pensar e falar. Além disso, essa hipótese se baseia no fato de que o Burro parece ter lembranças de ser humano, como quando diz ao Gato de Botas que se lembrava de usar roupas íntimas.

7. Quem é o autor da magia que faz Bill Murray reviver o mesmo dia em O Feitiço do Tempo

O feitiço do tempo, também conhecido como O Dia da Marmota, tornou-se um clássico. O enredo não fornece uma explicação sobre o motivo por trás do “loop temporal” (o personagem de Murray passa a reviver o mesmo dia — o dia da marmota — indefinidamente, numa espécie de ciclo sem fim), e isso levou o público a criar suas próprias teorias. Uma delas sugere que a pessoa responsável por congelar o personagem de Bill Murray no tempo e depois libertá-lo é Ned Ryerson, o ex-parceiro com quem o personagem se encontra na rua no início de todo dia.

De acordo com essa ideia, Ned seria um tipo de demônio vingativo, pois se sentiria rejeitado nesse reencontro. “Cuidado com o primeiro passo”, ele diz com um sorriso maligno, referindo-se, de acordo com essa hipótese, ao início da maldição. No último dia que se repete, o protagonista finalmente concorda em tratá-lo melhor e comprar um seguro, ato que o libertaria do feitiço.

8. Os brinquedos de Toy Story nunca ganharam vida

Essa teoria não agradará os fãs da franquia Toy Story. Por isso, é provável que muitos leitores tentem refutá-la. O fato é que, de acordo com uma hipótese, os brinquedos nunca estiveram vivos e os enredos contados nos filmes são somente histórias que seus donos, Andy e Bonnie, inventaram enquanto brincavam com eles ou que criaram para conseguir lidar com a perda desses brinquedos.

A ideia tem dois pontos que fazem sentido. O primeiro é que ninguém nunca flagrou Woody, Buzz Lightyear e sua turma envolvidos em alguma ação. O único que descobriu foi Sid, que, curiosamente não contou a ninguém — ou nenhuma pessoa acreditou nele. O segundo ponto questiona por que Buzz (na primeira produção da saga) e Forky (na última) congelavam quando um humano entrava no quarto ou os pegava sendo que eles mesmos não sabiam que eram brinquedos.

9. A humanidade criou a Matrix depois de vencer as máquinas

Matrix tornou-se um filme cult que se expandiu para videogames, quadrinhos e curtas de animação. No longa, conta-se que a humanidade cobre o céu para tirar das máquinas a possibilidade de se abastecer de energia solar. No entanto, mesmo assim, elas vencem a guerra, criando humanos artificialmente — e usando-os como fonte de energia. Como não poderia deixar de ser, a obra deu margem a várias teorias. Um usuário da rede social Reddit sugeriu uma hipótese que virou de cabeça para baixo a ideia que serviu de base para o longa.

A teoria sugere que a guerra teria sido vencida pelos humanos, mas a um custo terrível para o Meio Ambiente. Por isso, as máquinas restantes teriam sido programadas para manter a humanidade viva em uma realidade virtual. Dessa forma, os homens viveriam inconscientes em uma utopia digital, pois a realidade, em si, seria apocalíptica e não ofereceria os recursos necessários para a sobrevivência.

10. Um dos vilões de O Parque dos Dinossauros morreu por usar uma capa de chuva

Um dos vilões da primeira parte do Jurassic Park: O parque dos dinossauros, Dennis Nedry, morre ao ser atacado por um dilofossauro, quando tenta escapar com os embriões que roubou. De acordo com um usuário, Nedry poderia ter tido melhor sorte (o que mudaria a história da trama) se não estivesse usando a capa de chuva.

A explicação é a seguinte: a capa de chuva, amarela e brilhante, lembrava as duas cristas de outro dilofossauro. Como os animais do parque eram fêmeas, a “dilofossaura” provavelmente enxergou Nedry como um macho, um parceiro em potencial. Só que, quando o vilão tropeçou por causa do temporal, ficou claro que estava “tentando enganá-la”. A fêmea, então, tratou de atacá-lo.

11. O Coringa de Batman: O Cavaleiro das Trevas foi um soldado

Segundo uma teoria, o Coringa de Batman: O Cavaleiro das Trevas é, na verdade, um ex-soldado cujos problemas mentais estão associados à síndrome do estresse pós-traumático, um distúrbio que afeta muitos veteranos de guerra. O filme de 2008 não foi a fundo na história do vilão, o que deu margem ao surgimento de teses desse tipo.

O passado militar do personagem interpretado por Heath Ledger explicaria seu conhecimento técnico para usar diferentes armas de fogo e explosivos, além das cicatrizes em seu rosto. Em uma cena em que é interrogado por Batman, ele demonstra conhecimento de como esses procedimentos eram realizados. Além disso, seu rosto não aparece no sistema de reconhecimento facial, o que sugere que, por razões de segurança, em algum momento foi removido do banco de dados.

12. O Capitão América é o avô do Senhor das Estrelas

atriz que interpretou a mãe do Senhor das Estrelas, personagem de Chris Pratt no Universo Cinematográfico da Marvel, fez uma participação especial no longa Capitão América: o primeiro vingador. Ela aparece como uma tiete que conhece o super-herói na campanha de apoio aos soldados dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial. Esse fato não escapou da percepção um fã, que teorizou que esse encontro foi mais íntimo do que as câmeras mostraram, o que teria resultado na gravidez da moça.

O caso, segundo a teoria, teria acontecido em meados dos anos 40 e sabe-se que o Senhor das Estrelas nasceu em 1980. Portanto Steve Rogers poderia ser seu avô. Isso também explicaria o motivo de ele ser mais poderoso do que os outros filhos de Ego, seu pai, como visto em Guardiões da Galáxia Vol. 2. No entanto, o diretor James Gunn desmentiu essa versão e afirmou que o avô que aparece nos filmes da saga é o verdadeiro pai biológico da mãe do Senhor das Estrelas.

13. Kevin, de Esqueceram de mim, tornou-se Jigsaw

Essa é uma das teorias mais viralizadas do mundo do cinema. Mas isso não quer dizer que não seja fundamentada: ao crescer, Kevin McCallister, de Esqueceram de mim, teria se tornado Jigsaw, o assassino sádico da saga Jogos Mortais. Afinal, o personagem interpretado por Macaulay Culkin gostava de machucar os ladrões que queriam roubar sua casa, da mesma forma que o vilão no filme de terror gostava da tortura e do sofrimento que exercia sobre suas vítimas.

As táticas usadas também eram semelhantes: ambos criavam armadilhas caseiras e equipamentos complexos para fazer essas vítimas sofrerem. Há, ainda, uma semelhança física: olhos azuis e cabelos loiros. O nome é diferente, já que Jigsaw chama-se John Kramer, mas pode ter mudado de nome. O grande buraco nessa teoria é que Kevin é uma criança em 1992, data de Esqueceram de mim 2 (teria por volta de 10 anos) e por volta de 50 anos na estreia da primeira parte da saga de terror, que ocorreu em 2004. As idades, portanto, não batem.

14. A conexão histórica entre Remy e Ego em Ratatouille

Em Ratatouille, o severo crítico gastronômico Anton Ego se rende à comida de Remy, o rato que sonha em se tornar um chef. Como não poderia ser de outra forma, os fãs pensaram em uma teoria própria para explicar essa súbita paixão gastronômica: a casa em que Remy começa a se interessar pela cozinha não é outra senão a do proprio Ego. E é justamente a mãe do crítico que o roedor sempre observa para aprender.

A base dessa ideia é que as cenas que mostram Remy aprendendo a cozinhar e Ego lembrando a própria infância parecem se passar na mesma cozinha. No entanto, o diretor Brad Bird deu uma explicação menos romântica para isso: para economizar tempo, os animadores reutilizaram alguns dos objetos de cena que já haviam criado.

15. Aladdin se passa em um futuro pós-apocalíptico

filme de animação Aladdin e sua subsequente adaptação com atores de carne e osso parecem transcorrer no passado, embora em nenhum momento fique claro em que ano. No entanto, uma teoria muda essa ideia e afirma que a história se passa em um futuro pós-apocalíptico.

Vamos aos fatos: ao ser libertado, o gênio diz que esteve dentro da lâmpada por cerca de 10 mil anos, mas, quando cria roupas para seu novo mestre, há referências a vestimentas modernas, como paletós e gravatas. Além disso, a certa altura, ele transforma o macaco Abu em um carro e personifica atores contemporâneos como Arnold Schwarzenegger e Jack Nicholson. Como, então, justificar essas referências? Parece haver apenas uma explicação: a história aconteceria no futuro.

Qual dessas hipóteses o surpreendeu mais? Você acha que essas teorias têm fundamento? Conhece alguma explicação alternativa sobre outros filmes famosos? Conte para a gente nos comentários.