14 Tubarões que vão devorar você em até 3 segundos

Animais
há 7 meses

Então, você está nadando no fundo do mar, a três km de profundidade. Não me pergunte como, só imagine comigo. Está frio, a pressão é intensa e não há peixe algum por perto.
Aí, você vê uma coisa verde-brilhante. É um tubarão-charuto — seu pescoço brilha na escuridão para atrair peixes e outros petiscos gostosos.

Nem parece um tubarão — ele é pequeno, do tamanho de um gato. Tem pele marrom, e olhos grandes e verdes. Mas as aparências enganam. Toda noite, esta criatura sobe até a superfície à procura de grandes tubarões brancos, baleias e até espadartes.
Se olhar mais de perto, você verá uma boca redonda com um monte de dentes afiados lá dentro. Além de servirem para morder, eles funcionam como uma espécie de serra.
O nome vem do formato arredondado de sua mordida, que é parecido com uma queimadura de charuto. Esse peixe “cortador de biscoito” (como é chamado em Inglês) já chegou a atacar submarinos — dá pra imaginar?

Nosso próximo animal é do tamanho de um carro. Apenas cem indivíduos dessa espécie já foram vistos, mas se você se encontrar com um, jamais se esquecerá dele. Ele tem uma bocarra, uma boca enorme mesmo! Tipo a minha! É o Tubarão-boca-grande.

Você cabe facilmente dentro dela, se estiver encolhido. Mas o bicho não é perigoso — pelo menos não para os humanos. Ele se alimenta nadando por aí de boca aberta, filtrando plânctons e outras delícias do mundo submarino.
Esse tubarão tem órgãos especiais dentro da boca que brilham, atraindo pequenos crustáceos. Ele nada nas profundezas do oceano, na total escuridão. E nem precisa de creme dental pra ter um sorriso brilhante!

O tubarão raposa também tem uma parte do corpo que é enorme — a cauda, quase do tamanho do próprio animal, e parece uma hélice de helicóptero. É um dos poucos bichos que caçam usando a cauda.
Ele se aproxima silenciosamente de um cardume e começa a balançá-la. Isso assusta alguns dos peixes, o que é exatamente o plano. Quando está em apuros, ele também pode usar essa cauda para de defender. A melhor parte desse tubarão é que não ataca humanos.

O tubarão-anjo. Suas nadadeiras são parecidas com asas, mas não se engane — esse animal é mais fera do que anjo. É achatado como as arraias, e a pele é coberta por estampas que o ajudam a se camuflar no fundo do mar.
Por causa desse disfarce, os mergulhadores às vezes encostam nele acidentalmente, o que é muito perigoso. Ele é rápido e tem mandíbulas poderosas. Mesmo assim, ainda prefere o sabor dos peixes pequenos em vez do seu!

O Tubarão-chifre tem dois cumes altos acima dos olhos, que parecem chifres. Ele certamente é o avô do mundo dos tubarões: não é agressivo, nada beeeem devagar e fica acordado até tarde quase todas as noites. Suas duas comidas preferidas são ouriços-do-mar e crustáceos.

Ele movimenta as barbatanas no fundo do mar, como se tivesse patas. Mas não subestime esse senhor, que tem uma das mordidas mais fortes entre todos os tubarões.
Ele precisa de dentes fortes para quebrar as cascas de suas refeições noturnas. E se alguma coisa tentar atacá-lo, veja só o que acontece: o bicho tem espinhos afiados em suas barbatanas.

O prêmio de “tubarão mais feio do mundo” vai para o duende — e ele merece, tá? De fora, já parece meio estranho, e é do tamanho de uma moto.
Ele tem uma cauda comprida e um nariz bastante comprido também. E vive nas profundezas do mar, adora comer lulas. Não é tão veloz quanto seus parentes, mas é mais sorrateiro.
O bicho tem uma técnica secreta bem bizarra para capturar lulas: nada atrás delas, quase as captura, se aproxima cada vez mais!
Mas elas não desaceleram, de jeito nenhum. Coitado do tubarão duende! Parece que hoje não haverá almoço. Mas aí ele abre a boca.

A mandíbula é presa a dobras de pele, então ele pode jogá-la (literalmente!) para fora da boca! E lembremos que é um tubarão, então aqueles dentinhos são bem afiados. Esse alcance maior o ajuda a capturar a presa, e quando a refeição acaba, ele põe a mandíbula para dentro da boca de novo.
Esses tubarões foram vistos muitas vezes no literal do Japão e receberam o nome por causa dos duendes dos mitos e contos de fadas japoneses.

Só existe uma coisa mais legal que o Tubarão ninja: o Tubarão Lanterna Ninja. Imagine que exista um tubo no qual você possa deslizar até chegar ao fundo do mar. Lá é super escuro, e não dá pra enxergar nada. De repente, um ponto brilhante se move ao longe.
Ele se aproxima, vindo em sua direção. É uma cabeça azul, brilhante. E pior: parece que não há um corpo preso a ela.

O Tubarão Lanterna Ninja tem pele negra, então é quase invisível na escuridão. Ele é do tamanho de um braço humano, mas seus dentes pequenos e afiados não são brincadeira.
Ninguém sabe ao certo por que esse animal brilha... talvez para atrair peixes gostosos? Outra teoria diz que usa essa luz para se comunicar com seus amigos. Ele tem amigos?!

Tubarão-martelo. Esse peixe feroz pode pesar até meia tonelada, vive nas águas tropicais do mundo todo e está entre os tubarões mais fáceis de identificar.
Os olhos ficam mesmo nas laterais da “cabeça-de-martelo”. Isso significa que consegue enxergar em quase todas as direções! Ele tem até músculos especiais no pescoço que possibilitam levantar e abaixar a cabeça, só pra enxergar um pouco melhor.

Sabe qual é a comida preferida dele? Arraias — aquelas criaturas achatadas que nadam no fundo do mar e que se camuflam para serem confundidas com areia e pedaços de rocha.
As arraias conseguem sobreviver se misturando ao ambiente ao seu redor, passando despercebidas pelos predadores. Mas os olhos do tubarão-martelo enxergam tudo. Ô-ou.

Os grandes-tubarões-brancos, o martelo e outros vivem cerca de 25 anos. Mas tem um que pode curtir muito, muito mais a vida. O da groenlândia consegue ficar por aí de 300 a 500 anos. Ele habita mais os oceanos Atlântico Norte e Ártico.
E adora nadar nas profundezas, onde é escuro, então usa o nariz para farejar comida. Como passa muito tempo lá embaixo, deu um jeito de se adaptar à forte pressão. Trata-se de um dos peixes mais antigos, mais lentos e maiores da Terra.

Imagine só, navegar pelo Ártico e ver um desses tubarões se movendo devagar pelas águas geladas... ele pode ser 400 anos mais velho que você!

A maioria dos tubarões é onívora. Eles podem caçar golfinhos, outros tubarões, caranguejos, ouriços-do-mar, peixes menores ou até maiores, cachorros-quentes... Naaah, eu estava brincando sobre o cachorro-quente.
Mas o Tubarão-de-pala é um pouquinho diferente. Ele come algas em praticamente metade de suas refeições. Na verdade, é parente do tubarão-martelo, só que a cabeça se parece mais com uma pá.

Se você vir esse outro carinha nadando por aí, pode até confundi-lo com uma cobra d’água ou com uma minhoca gigante. O tubarão-cobra gosta de nadar bem no fundo do oceano, assim como muitos de seus parentes. Quando está perseguindo alguma presa deliciosa, se movimenta igual a uma cobra.
E como elas, eles gostam de engolir as presas de uma vez só. Mas não é por falta de dentes! Ele tem cerca de 200, fortes e bem afiados.

O Tubarão-serra tem um nariz comprido, achatado e todo espinhoso. Esses dentes que ficam no nariz nunca param de crescer! Cada um deles é equipado com receptores elétricos, para ajudar o animal a “sentir” peixes que estão por perto, como se fosse o radar de um navio.
Quando o jantar está por perto, o animal nada para cima e ataca com seu nariz, o balançando como se fosse uma espada.

Enquanto isso, você não terá tempo nem de piscar se esse cara flutuar aí perto. Viu ele? E agora? Conheça o tubarão mais rápido do mundo, o anequim.
Ele consegue nadar a uma velocidade de até 55 km por hora. Isso não parece tão veloz na terra, mas dentro d’água é rápido. É mais lento que um guepardo, mas mais ligeiro que a maioria dos cachorros.
É um animal de sangue quente, o que é super raro para um tubarão. Isso o ajuda a nadar em lugares frios e distantes, onde um tubarão comum simplesmente não conseguiria sobreviver.

O Espadarte nada ainda mais rápido. Ele consegue chegar a 90 km por hora. Embora não seja um tubarão, ainda assim é uma criatura incrível. Em uma corrida, o espadarte certamente ganharia o primeiro lugar. E não é só veloz — é engenhosamente veloz.
Ele tem uma glândula perto do nariz que bombeia um óleo especial, que se espalha e sai através de buracos minúsculos. E é à prova d’água, o que permite que o espadarte deslize pela água em alta velocidade.

Comentários

Receber notificações
Sorte sua! Este tópico está vazio, o que significa que você poderá ser o primeiro a comentar. Vá em frente!

Artigos relacionados