Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que nos vemos de um jeito diferente do que outras pessoas nos veem

Na vida real, nem todo mundo se parece com a sua foto, e os encontros online provavelmente sejam o momento em que as pessoas mais percebam essa (muitas vezes dura) realidade. Na verdade, existem até tópicos com infinitas mensagens nas redes sociais, em que as pessoas compartilham sua experiência de conhecer alguém completamente diferente da foto mostrada em seu perfil. Isso geralmente não tem nada a ver com photoshop ou com a criação de perfil falso, conhecido como catfishing, mas existem outros fatores que afetam a maneira como nos percebemos e como os outros nos veem.

Nós, do Incrível.club, descobrimos o motivo da nossa aparência ser tão diferente para as outras pessoas e agora vamos mostrar um pouco mais sobre o assunto, para que tenha um pouco mais de conhecimento a esse respeito.

1. Os espelhos não refletem nossa verdadeira imagem

Quando se olha no espelho, quem você vê? Certamente, não quem as outras pessoas veem, já que o nosso reflexo no espelho é invertido pelo nosso cérebro. Levante a mão esquerda e se verá no espelho levantando a mão direita. Desde a forma como repartimos o cabelo, até o jeito como sorrimos, nossos rostos não são simétricos. A nossa imagem, vista no espelho, não é a mesma que mostramos ao mundo — os lados, esquerdo e direito, estão invertidos.

2. Os filtros e os ângulos das fotografias podem deixar nossa aparência diferente

Fotógrafos experientes dizem que a câmera frequentemente distorce nossa aparência e pode mudá-la para melhor ou para pior (como na hora de fazer selfies). Surpreendentemente, nosso cérebro funciona como um Photoshop. Nossos olhos (com a ajuda do cérebro) se ajustam automaticamente à escuridão e ao brilho.

Nossas câmeras não são tão incríveis, pois só podem ser ajustadas para focar as luzes ou as sombras, mas nunca ambas simultaneamente. É por isso que uma câmera nunca será capaz de “ver” sua verdadeira aparência e refleti-la como os olhos das outras pessoas o fazem.

Nossos olhos “cortam” os detalhes desnecessários quando vemos alguém e é por isso que as pessoas ao nosso redor nos veem de uma maneira mais detalhada, enquanto nossa imagem em uma foto é alterada pelos detalhes existentes na imagem. Por causa desses detalhes, nossas fotos podem nos deixar com uma aparência desfavorável, mesmo que sejamos bonitos.

3. Isso também depende de como as outras pessoas se veem

Um estudo recente descobriu que pessoas pouco atraentes superestimam sua atratividade, quando se comparam a estranhos. O outro lado da moeda é que as pessoas atraentes geralmente não percebem seu charme e o subestimam.

Outro fato é que as pessoas atraentes se comparam a outras iguais. Já as que não o são, formam sua autoestima a partir da sua própria percepção de indivíduos não atraentes. Portanto, nossa visão sobre nós mesmos pode ser afetada pelas pessoas ao nosso redor, pela maneira como comparamos nossa aparência com a delas.

4. Nos comparamos injustamente

Muito embora nos compararmos possa ser um impulso natural, se em alguns casos isso dispara a autoconfiança e a motivação, em outros, não ajuda em nada. Comparar-nos significa lutar contra nossas inseguranças, que podem nos dar uma imagem diferente da nossa aparência real ou da nossa vida.

5. O medo pode obscurecer nossa percepção

O medo pode intensificar nossa percepção.ansiedade pode atingir nossas inseguranças e intensificá-las, com se estivéssemos procurando por ameaças. Por exemplo, se tivermos medo de ter rugas, mesmo sendo jovem, provavelmente notaremos essas marcas ao nos olharmos no espelho.

6. Mudanças em nosso estilo de vida podem afetar a maneira como nos vemos

As alterações de humor, a falta de sono, o desequilíbrio hormonal, uma dieta inadequada e outras alterações ou condições físicas e mentais, podem afetar nossa percepção de nós mesmos. Vamos pegar a falta de energia como exemplo. Quando nos sentimos cansados, dificilmente sorrimos e isso pode significar falta de motivação. Dessa forma, já que as pessoas são como espelhos e refletem o que o outro projeta, não seremos reconhecidos como nos vemos.

Bônus: é possível ver nosso autêntico “eu” com um “espelho verdadeiro”

Se está curioso para saber como é a sua aparência para as outras pessoas e deseja se ver como os outros o veem, é preciso ter um segundo espelho para desfazer o efeito do primeiro e reverter as direções novamente. Surpreendentemente, esse serviço é oferecido por algumas empresas e elas sugerem que você se olhe em um “espelho verdadeiro”.

Patenteado pela primeira vez em 1887, o espelho verdadeiro usa uma combinação de dois outros, colocados em ângulos retos. Ele forma uma imagem contínua, tridimensional e não invertida. As pessoas que tiveram a oportunidade de se olhar em um espelho verdadeiro disseram que sua experiência foi: “Como se estivesse me encontrando pela primeira vez.” Isso mostra a diferença radical de como você se vê e como é a sua aparência para os outros.

Você gostaria de se ver em um espelho verdadeiro? Sua aparência é muito ou pouco diferente nas fotografias?

Compartilhar este artigo