Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

A origem dos nomes de cada um dos estados brasileiros (teve até inspiração na mitologia grega)

Você já deve ter reparado que na bandeira do Brasil existem algumas estrelas. Elas não estão ali por acaso; servem para representar as nossas 27 unidades federativas, formadas pelos 26 estados mais o Distrito Federal. E se você já teve a curiosidade de saber quais são esses estados e a origem de seus nomes, hoje é o seu dia de sorte, pois é isso que revelaremos a seguir.

Incrível.club pesquisou a origem de cada um dos nomes dos estados brasileiros — e também do Distrito Federal -, e encontrou histórias para lá de curiosas. Confira!

1. Acre

Um dos rios mais famosos da Região Norte do Brasil, o rio Acre, foi quem emprestou o nome ao estado. Antes de se chamar Acre, o rio era conhecido como “Aquiry”, que significa “rio dos jacarés” na língua nativa dos habitantes originais da região, os índios Apurinãs.

2. Alagoas

Como o próprio nome do estado já sugere, o nome Alagoas vem de lagoas, inspirado pela abundância delas na região. Dentre as várias lagoas, destacamos a Mundaú (figura acima) que banha Maceió e a Manguaba (a maior do estado).

3. Amapá

brasão do Amapá, mostrado acima, já dá uma pista de onde teria surgido o nome do estado. Ali, bem ao centro, está representado um amapazeiro, árvore típica da região. No passado, para se referirem a essa árvore, os habitantes da região, os índios Aruaques, usavam a expressão “Amapá”.

4. Amazonas

Antes de se tornar o nome do estado, Amazonas foi, primeiramente, o nome do rio que banha aquela região. Esse nome foi dado pelo capitão espanhol Francisco de Orellana que, em 1541, ao descer esse mesmo rio, se deparou com uma tribo de índias, com a qual lutou. A bravura delas logo fez o capitão compará-las às amazonas, que são, na mitologia grega, mulheres guerreiras.

5. Bahia

Um ano após o Brasil ser descoberto, uma nova expedição portuguesa foi enviada para mapear as novas terras. Foi assim que encontraram, no dia 01 de novembro de 1501, uma baía, uma reentrância na costa litorânea brasileira, onde atracaram seus navios.

Naquela época, os acidentes geográficos (como a baía, por exemplo) eram batizados de acordo com o santo do dia. Como no dia da “descoberta” dessa baía era comemorado o dia de Todos os Santos, de acordo com a tradição da religião católica, assim ficou conhecida como “Baía de Todos os Santos”, inspirando o nome do estado.

Você pode estar se perguntando: mas como surgiu o “h” em “Bahia”? É que antigamente a palavra “baía” era escrita como “bahia”. Com o tempo, o “h” foi derrubado, mas o estado ainda o mantém em seu nome.

6. Ceará

Segundo um notável estudioso dos anos 1900, Cônego Ulisses Pennafort, o nome Ceará deriva de ceia e ará. Na língua indígena, ceia quer dizer “muito” e ará, “serra”. Juntas significam “reunião, grupo de serras”. Esse nome se refere às características da paisagem do estado, que é composto de várias serras, entre elas, a Serra da Ibiapaba mostrada na imagem acima.

7. Distrito Federal

É uma das 27 unidades federativas do Brasil (junto aos outros 26 estados). Diferente dos estados que se dividem em municípios, o Distrito Federal é composto por regiões administrativas. Todo esse território se autogoverna com leis e autoridades próprias. Em um país, quando uma unidade de federação tem esse tipo de autonomia é chamada de “distrito federal”. Mais do que um nome comum, aqui no Brasil, serviu para batizar uma de nossas unidades federativas.

Vale destacar que, em seu território, o Distrito Federal também abriga a capital do nosso País, Brasília. Na foto acima, confira uma vista aérea de lá.

8. Espírito Santo

É de se imaginar que o nome desse estado teve influência religiosa. Enquanto na Bahia os portugueses desembarcaram no dia de “Todos os Santos”, segundo a tradição católica, lá em terras capixabas, eles chegaram no ano de 1535 em um domingo dedicado ao Espírito Santo, daí surgiu o nome do estado.

Ao longo dos anos, o processo de urbanização transformou a paisagem dessa região. Entre as obras que ali foram feitas, destacamos a Terceira Ponte que liga as cidades de Vitória e Vila Velha, e é um dos cartões-postais do estado.

9. Goiás

O nome Goiás seria uma derivação de “guaiás” (ou “goyazes”), forma como eram chamados os índios que habitavam a região.

“Guaiá” vem do tupi gwaya que significa “indivíduo igual, gente semelhante, da mesma raça”.

Ainda hoje, o estado conserva algumas “áreas verdes” que serviram de habitat para os índios “guaiás”. Dentre elas, citamos a Chapada dos Veadeiros que está na lista dos patrimônios mundiais naturais da Unesco. Por lá, fica a Cachoeira da Capivara que é mostrada na imagem acima.

10. Maranhão

Provavelmente, Maranhão veio de Marañon que era o antigo nome do rio Amazonas. Vale mencionar que Marañon ainda hoje é utilizado, mas somente para denominar a parte peruana desse rio.

Uma curiosidade: no século XVII, o que atualmente conhecemos como Amazônia era denominado de Estado do Maranhão.

11. Mato Grosso

Conta a história que, em 1734, quando os irmãos Paes de Barros encontraram uma região de difícil acesso, cercada de mato alto e espesso, a apelidaram de Mato Grosso. Ali, fundaram as Minas de São Francisco Xavier. Não demorou muito para que tais terras ficassem conhecidas como Minas do Mato Grosso, em referência à paisagem. A partir daí, “nascia” o nome desse estado que é, digamos, imenso!

Mato Grosso é o terceiro maior estado do Brasil e se destaca por suas belezas naturais. Um de seus cartões-postais é a Cachoeira Véu de Noiva que fica no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

12. Mato Grosso do Sul

Antes de se tornar um estado, Mato Grosso do Sul fazia parte de Mato Grosso. Mas tudo mudou em 1977, ano em que foi decidido desmembrar Mato Grosso e criar Mato Grosso do Sul.

Portanto, Mato Grosso do Sul nada mais é do que uma derivação do nome do vizinho, Mato Grosso.

13. Minas Gerais

O próprio nome desse estado já revela de onde ele veio. Isso porque faz referência à grande quantidade de minas para extração de minérios, principalmente ouro, que se encontram ali. Curiosamente, no início do século XVIII, a região era apenas conhecida como “Minas”. O termo “Gerais” pode ter surgido como uma forma de se diferenciar das minas particulares ou para indicar que existem vários tipos de minérios nessas terras.

Ainda do tempo colonial, o estado herdou construções que embelezam ainda mais suas cidades. Em Ouro Preto, por exemplo, há a Igreja de São Francisco de Assis, que é considerada por muitos, uma obra-prima da arte colonial brasileira.

14. Pará

O estado do Pará tem a segunda maior área territorial do Brasil, ficando apenas atrás do estado do Amazonas. Como já vimos anteriormente, muitos dos nomes dos estados brasileiros vieram de línguas indígenas, e isso também aconteceu com o Pará. Do tupi-guarani, Pará se origina de Pa’ra, que significa “rio-mar”. Essa era a forma que os índios chamavam o braço direito do rio Amazonas.

15. Paraíba

Assim como Pará, mencionado anteriormente, Paraíba também deriva de Pa’ra, que faz referência a um rio daquela região. Quando Pa’ra junta-se a a’iba forma a expressão “rio ruim”. O motivo da junção desse adjetivo é porque os índios consideravam as águas desse rio impróprias para consumo ou mesmo para navegação.

16. Paraná

Paraná é mais um estado que herdou o Pa’ra em seu nome. A imensidão das águas do rio dessa região, o Rio Paraná, fez com que os índios o comparassem ao mar. Assim, o nome foi composto de Pa’ra que quer dizer “rio-mar” e anã, que significa semelhante.

17. Pernambuco

Embora muitos acreditem que Pernambuco deriva do tupi, uma recente pesquisa, lançada em 2016, aponta uma outra versão para o nome desse estado.

Para o pesquisador Jaques Ribemboim, Pernambuco surgiu da língua portuguesa mesmo, de uma época em que os índios, liderados pelo português Fernão de Noronha, extraíam e transportavam madeira até navios que ficavam no que hoje é chamado de Canal de Santa Cruz (mostrado na imagem acima). Naquele tempo, o local era conhecido como Boca de Fernão, mas os índios possivelmente o pronunciavam como “Pernão Boca”, o que teria dado origem ao nome Pernambuco.

18. Piauí

Piauí teria sua origem de piau-i, termo do tupi-guarani. A história conta que quando os colonizadores chegaram no território, perceberam que os índios chamavam os peixes nativos dali de “piau”. Assim, os colonizadores traduziram piau-i como sendo “rio dos piaus”, onde “piau” se refere à uma espécie de peixe e “i”, água.

19. Rio de Janeiro

origem do nome do Rio de Janeiro se assemelha com a do estado da Bahia, já mencionada anteriormente. Isso porque o nome dos dois estados tem a ver com o dia e o local em que foram descobertos. No caso do Rio de Janeiro, o “Janeiro” se deu por conta de os navegadores portugueses chegarem na Baía de Guanabara em 1502, no dia 01 de janeiro. Há quem acredite que o “Rio” tenha vindo pelo fato de os portugueses acreditarem que a baía era, na verdade, a foz de um rio. Outros dizem que, naquela época, baía e rio eram tratados pelo mesmo nome.

20. Rio Grande do Norte

O nome desse estado já revela que veio de um rio vasto e extenso. Estamos falando do Potengi, o principal rio do estado do Rio Grande do Norte. Antes de ser denominado de Potengi, o rio era conhecido apenas como “Rio Grande”. No século XVI, era por meio desse rio que os portugueses adentravam no território. Dada sua importância histórica, o “Rio Grande” (hoje Potengi) deu nome ao estado.

Uma curiosidade: o termo “Norte” surgiu no século XVIII para diferenciar Rio Grande do Norte de Rio Grande do Sul.

21. Rio Grande do Sul

Embora o nome sugira, Rio Grande do Sul não veio de um rio, mas sim de uma laguna. Quando os portugueses chegaram à foz da Lagoa dos Patos (maior laguna da América do Sul), acreditaram erroneamente estar diante de um rio, assim a chamaram de “Rio Grande”. Com esse nome batizou-se a cidade mais antiga do Rio Grande do Sul, a mesma que inspirou o nome do estado.

22. Rondônia

O nome desse estado homenageia uma figura histórica. Trata-se de Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, mais conhecido como Marechal Rondon.

Nos anos 1900, de forma pacífica, Rondon lutou para integrar os territórios mais isolados do País (inclusive o da atual Rondônia) à civilização. Paralelo a isso, defendia que os “donos” daquelas terras eram os seus moradores originais, os índios. Sua atuação se concentrou nas regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil.

23. Roraima

Na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana se localiza o Monte Roraima. Achou esse nome familiar? Sim, foi inspirado nele que batizaram o estado de Roraima, território que detém parte do monte.

O Monte Roraima é considerado um dos lugares mais antigos do mundo. A palavra “Roraima” vem de línguas indígenas e provavelmente significa “serra verde”, que se refere às características dessa paisagem natural.

24. Santa Catarina

Inicialmente foi chamado de “Porto dos Patos”, nome que fazia menção aos índios “Pato” que habitavam a região. Há quem diga que foi o navegador italiano, Sebastião Caboto, quem batizou o lugar de “Santa Catarina”, como um tributo à sua esposa, Catarina Medrano. Mas há aqueles que acreditam que esse nome foi uma homenagem para a Santa Catarina de Alexandria que, inclusive hoje, é a padroeira principal do estado.

Ao longo dos anos, Santa Catarina buscou preservar a cultura de seus colonizadores, especialmente dos alemães. Tanto que, em Blumenau, interior do estado, criou-se o Parque Vila Germânica, um espaço dedicado a eventos, com ares de uma típica cidade alemã.

25. São Paulo

Nas terras de São Paulo, tudo começou em 1532, quando Martim Afonso de Souza, nobre português, fundou a povoação que atualmente conhecemos como a cidade de São Vicente. Esse território continuou a ser explorado, mas dessa vez, por um grupo de padres, do qual faziam parte José de Anchieta e Manoel da Nóbrega.

Ao escalarem a serra do mar, os padres chegaram até o planalto de Piratininga. Por lá, fundaram o Colégio São Paulo de Piratininga em 25 de janeiro de 1554, mesma data em que a igreja católica celebra a conversão de Paulo de Tarso (também chamado de São Paulo) ao cristianismo. Ao redor desse colégio, formou-se um povoado que, mais tarde, se transformou no estado paulista.

Na foto acima é mostrado o Pátio do Colégio já no ano de 1862.

26. Sergipe

O nome desse estado está diretamente relacionado com o rio que banha a região. Estamos falando, claro, do rio Sergipe. A palavra “Sergipe” se origina de si’ri ü pe, do tupi, que significa “no rio dos siris”. Ao longo dos anos, ao nomear o local, esse termo indígena sofreu diversas variações gráficas até, por fim, se fixar como “Sergipe”.

27. Tocantins

Criado em 1988, Tocantins é o mais novo dos estados brasileiros. No passado, ali vivia uma tribo indígena que ficava à margem de um rio. Os colonizadores da região, ao observar a aparência desses índios, os chamaram de tucan-tins, termo que é derivado do tupi e quer dizer algo como “nariz pontudo” ou “bico de tucano”. Desse “apelido” surgiu o nome do rio que, depois, foi usado para batizar o estado.

Conhecia alguma dessas origens? Qual delas achou a mais curiosa?

Adoraríamos saber um pouco mais sobre cada canto do Brasil. Por conta disso, o convidamos a compartilhar histórias e fotos interessantes do estado em que você vive. Que tal? Vamos nessa?! Deixe nos comentários.

Compartilhar este artigo