Incrível
Incrível

15 Peças de museu capazes de transportar qualquer um para o passado

Graças à internet é possível fazer passeios virtuais pelos museus mais famosos do mundo. Dessa forma, todos podem conferir como era um “Uber” do século XVIII, como aparenta a “prisão” de uma bruxa, ver um pimenteiro bastante antigo e muito mais sem precisar sair do conforto de casa.

Nós, do Incrível.club, selecionamos 15 peças de museu para lá de interessantes para compartilhar com você. E, no final do artigo, ainda preparamos um bônus com a representação de como as estátuas gregas e romanas aparentavam antigamente. Confira!

Este pão encontrado nas ruínas de Pompeia tem uma história inusitada. Um padeiro o colocou no forno pouco antes da erupção do vulcão Vesúvio, que o soterrou sob uma camada de cinzas. O alimento acabou petrificando e foi encontrado 2 mil anos depois por arqueólogos

Eis a receita do pão: 600 g de fermento natural; 4 colheres de chá de açúcar; 4 colheres de chá de sal; 500 ml de água; 500 g de farinha de trigo-vermelho ou de trigo-sarraceno; 500 g de farinha de trigo tradicional ou integral.

Você pode conferir aqui um vídeo de como preparar a receita.

Um brinquedo no formato de um cavalo de madeira originário do Egito e datado de 30 a.C.

Um pimenteiro muito, mas muito antigo: ele foi produzido pelos romanos entre os séculos IV e V d.C. e encontrado na atual Inglaterra

O chapéu de palha mais antigo do mundo, com 1500 anos. Alguns pesquisadores, contudo, afirmam que a peça não é de fato um chapéu, mas uma tigela. Egito, 427 — 557 d.C.

Uma almofada de cerâmica originária da Coreia feita entre os séculos XII e XIII. Seu design certamente ajudava as pessoas a se refrescarem enquanto estavam sentadas durante o verão

Quebra-cabeças formado com 11 bolas esculpidas a partir de uma única peça de marfim. Originário da China, século XIX

Um anel de noivado no formato de uma casinha com teto removível. Provavelmente, simboliza a vida de casado. Estados Unidos, século XIX

Um levantador de saia era uma peça no formato de uma pinça responsável por levantar a bainha de uma saia longa e volumosa, evitando que ela se arrastasse no chão. Ficava amarrado à cintura. Século XIX

Eis um “Uber” do século XVIII: esta cabine ricamente decorada acomodava um passageiro e era carregada nos ombros por duas pessoas, uma vez que algumas ruas na Europa eram muito estreitas para a passagem de carruagens

Tinteiro da imperatriz russa Katharina II no formato de um sofá (feito de heliotropo, madrepérola e ouro). Paris, século XVIII

Isto é um óculos de proteção usado antigamente no Ártico contra a luminosidade refletida na neve. Foram feitos pelo povo dolgan com metal, miçangas e pele de cervo. Século XIX

Esta é uma versão moderna das bonecas de oito pernas que eram populares no século XIX. Um vestido podia esconder as pernas, fazendo parecer que a boneca andava. Eis aqui uma ancestral da “Barbie”

Em 1915, uma senhora idosa aprisionou uma bruxa nesta garrafa, que foi doada ao museu Pitt Rivers. Ela disse que a peça não podia ser aberta, caso contrário aconteceriam muitos problemas

Ramo de groselha (feito de ouro, jade nefrita e quartzo) confeccionado pela joalheria de Carl Fabergé. Rússia, início do século XX

Uma estatueta de um gato feita em jade nefrita e datada entre os séculos II e III d.C.

Bônus: o Museu de Belas Artes de Boston mostrou como as estátuas gregas e romanas aparentavam na Antiguidade (elas eram pintadas!)

Especialistas do museu analisaram o mármore da estátua de Atena Partenos (datada do século II ou III d.C.) e fizeram uma reconstrução digital que mostra como a obra de arte poderia ter aparentado a mais de mil anos atrás.

Qual o seu museu preferido? Você tem algum artefato ou obra de arte favorita? Conte para a gente na seção de comentários.

Incrível/Curiosidades/15 Peças de museu capazes de transportar qualquer um para o passado
Compartilhar este artigo