Incrível
Incrível

20 Animais estranhos que podem se extinguir em pouco tempo

Caça, poluição, desmatamento e destruição de habitats são alguns dos fatores que colocam em risco muitas espécies da natureza. Por isso, eles se tornam verdadeiras jóias do reino animal e vivem à beira da extinção. Há também milhares de pessoas e centenas de organizações que trabalham duro para preservar, conservar e ajudar esses incríveis animais a sobreviver. Pense nesta cena: um grupo de pessoas ficou de guarda 24 horas por dia, 7 dias por semana, para observar o mamífero em maior risco de extinção no Canadá, a marmota, apenas para evitar que os predadores comessem os últimos exemplares da espécie!

Nós do Incrível.club amamos animais e acreditamos que você provavelmente sinta o mesmo por eles, então venha conosco contemplar essas belezas enquanto pudermos.

1. Gorila da planície ocidental

O gorila “Floco de neve” é um famoso primata albino que parece saber um pouco sobre o amor. Teve filhos com três fêmeas diferentes durante seus 36 anos de vida no zoológico de Barcelona. E é realmente interessante, porque os habitats de suas espécies têm grandes problemas de desmatamento e excesso de agricultura e pastoreio de outros animais.

2. Peixe-lua

O peixe-lua, conhecido cientificamente como mola-mola, parece uma bolha enorme. É o maior peixe ósseo do mundo. Ele nasce com uma barbatana traseira que nunca cresce ou se desenvolve completamente, então parece que não tem cauda.

3. Macaco-de-nariz-empinado-birmanês

Rhinopithecus strykeri, chamado popularmente “macaco-de-nariz-empinado-birmanês”, está entre os primatas mais ameaçados do mundo inteiro.

4. Foca-de-crista ou foca-de-capuz

Esse mamífero tem uma cavidade nasal (ou capuz) bastante elástica que pode ser alargada fechando um dos orifícios e inflando o outro. Isso acontece sempre que outro macho se aproxima da fêmea. Muito provavelmente ver isso assustaria até o mais corajoso entre nós. Quem imaginaria que essas criaturas eram tão protetoras?

5. Celacanto

Os cientistas pensaram que o celacanto, um peixe de águas profundas, estava extinto há cerca de 70 milhões de anos. Mas em 2001 um espécime pesando 85 quilos foi encontrado. Ele mudou pouquíssimo em dezenas de milhões de anos, o que é realmente incrível.

6. Rinoceronte-de-sumatra

Esse rinoceronte é o menor e mais peludo de todas as suas espécies, atingindo uma altura entre 1 m e 1,5 m. Eles gostam de tomar banhos de lama e passam cerca de 300 minutos por dia “relaxando”! Existem menos de 100 exemplares desta espécie em liberdade. Devido à extensa caça ilegal de animais, seu número diminuiu quase 70% nos últimos 20 anos.

7. Tuatara

Tuatara é o único (e afortunado) réptil endêmico descendente dos dinossauros. Tem características mistas: combina lagartos, tartarugas e aves! Essa espécie possui um órgão sensível à luz no topo da cabeça que é considerado seu terceiro olho, e parece exatamente igual à espécie encontrada 200 milhões de anos atrás.

8. Toupeira-da-água-dos-pireneus

Tem um pouco de rato, um pouco de elefante e um pouco de ornitorrinco, ou seja, é um animal muito particular! Os pequenos olhos do tamanho de um alfinete são compensados por um nariz profundo, que parece um tronco. A toupeira-da-água-dos-pireneus também possui 44 dentes e seu pelo tem uma estrutura diferente da de outros animais: e mais fino nas raízes e mais grosso nas pontas.

9. Wallaby

Também chamado de Mala, são pequenos animais noturnos da Austrália, que têm uma curiosidade bastante interessante: só se reproduzem se tiver chovido demais. Na verdade, essa característica deve-se basicamente porque eles temem que não haja capim suficiente para se alimentar e que os filhotes não irão sobreviver ao nascerem.

10. Takahe

Apesar de ser um pássaro, os ralídeos takahe da Nova Zelândia não conseguem voar, já que suas asas não estão suficientemente desenvolvidas e são muito pesadas. Houve uma época em que sua população era bastante grande, mas suas lindas penas eram tão atraentes que as pessoas as caçavam para serem usadas em acessórios, levando-as ao perigo de extinção.

11. Mirmecóbio ou numbat

Os numbats pertencem à família dos tamanduás e se alimentam de cupins. Comem cerca de 20.000 deles por dia! Os bebês agarram-se a um mamilo no ventre de sua mãe e permanecem ali por 5 longos meses. Ai! Pobres mamães!

12. Baleia-de-omura

Encontrada perto da costa de Madagascar em 2013, essa pequena baleia é um enigma. É pálida de um lado e escura do outro. Ela prefere permanecer em águas tropicais, o que é incomum, considerando a espécie a que pertence. Esses mares não fornecem muita comida, então a alimentação das baleias-de-omura ainda é um mistério.

13. Casuar

É o terceiro pássaro mais alto e o segundo mais pesado do mundo, depois do avestruz e da ema. O casuar também é muito perigoso, já que seu chute feroz pode ser fatal para um ser humano ou qualquer outra criatura menor.

14. Fossa

O nome científico da fossa significa “ânus oculto” (acredite, é verdade). Isso se deve ao fato de que esse animal é coberto por uma bolsa anal. As fossas (ou fosas) vivem na ilha de Madagascar, são os maiores mamíferos carnívoros e se alimentam principalmente de lêmures.

15. Urso-de-óculos

Animais tímidos, pacíficos e solitários: esses ursos têm uma grande personalidade e um aspecto muito particular, devido às manchas na pele ao redor dos olhos. E mesmo que você não acredite, eles são grandes alpinistas, já que sua principal fonte de alimento é especialmente a planta bromélia.

16. Tartaruga-de-couro

É a maior das 5 tartarugas marinhas que existem no mundo e pode atingir um peso de até 650 quilos. Há um registro de uma que chegou a pesar 1.000 quilos (uma tonelada) e entrou até para o Livro Guinness dos Recordes. Seu casco é muito mais suave do que o de outras tartarugas.

17. Saola

É encontrado apenas no Vietnã e em Laos, e é um dos mamíferos mais estranhos do planeta. Na língua dos Laos, seu nome significa “Chifre de roda giratória”.

18. Vaquita

vaquita, ou toninha do golfo da Califórnia, é linda. No entanto, apenas 12 exemplares desta espécie ainda existem no mundo hoje, o que as coloca entre os animais com maior risco de extinção entre as 129 espécies de mamíferos marinhos mais ameaçados do planeta. Em geral, eles ficam presos em redes de pesca ilegais e não conseguem sair delas.

19. Pika-de-ili

Esse “Coelhinho mágico” vive na China e é extremamente raro de se ser encontrado. Muitos acreditam que tirar fotos deles pode trazer boa sorte. Eles preferem viver em terrenos altos, entre 2.800 e 4.100 metros. Por isso, se quiser subir para encontrá-los, é melhor começar seu treinamento de escalada agora mesmo!

20. Marmota Vancouverensis

Considerado há algum tempo como um dos animais mais ameaçados do mundo, essa linda espécie conseguiu se recuperar com apenas 30 fêmeas que estavam vivas! São um exemplo vívido de como os zoológicos fazem um ótimo trabalho de salvar muitas espécies em extinção e preservar a biodiversidade do nosso planeta.

Bônus: Arara-azul-de-spix

Todo o mundo teve a oportunidade de conhecer esses maravilhosos pássaros azuis através do filme de animação Rio, quando chegou às telonas em 2011. O filme abordou a questão da extinção desta arara em grande escala. Em 1819, o zoólogo alemão Johann Baptist von Spix capturou um espécime aqui no Brasil e o pássaro recebeu seu nome. Eram poucos na época da descoberta, mas em junho de 2018 restavam apenas 158 desses lindos pássaros. O projeto para ajudar sua reprodução se encontra em trabalho constante.

Existem animais nesta lista que você nunca ouviu falar? Qual deles chamou mais sua atenção? Compartilhe suas respostas na seção de comentários, estamos curiosos!

Incrível/Animais/20 Animais estranhos que podem se extinguir em pouco tempo
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos