Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Mulheres com filhos trabalham muito mais horas do que qualquer outra pessoa (e merecem reconhecimento)

4-34
662

Cerca de 75% das mães americanas com filhos menores de 18 anos também trabalham fora. Se você é uma mãe que trabalha, significa literalmente que tem 2 empregos. Certamente tem de dar conta de cuidar bem dos filhos e de ser uma funcionária produtiva ao mesmo tempo. Bem, não é de se admirar que as mães modernas possam se sentir constantemente cansadas, como se não tivessem tempo suficiente para si mesmas. Pesquisadores avaliaram quantas horas as mães realmente trabalham por semana e os resultados são bastante surpreendentes.

Incrível.club admira todos os esforços que as mães investem em suas famílias e em suas carreiras. Então, gostaríamos de ter a chance de lembrar mais uma vez seu esforço, pois são verdadeiramente heroínas.

Uma mãe trabalha em média 98 horas semanais

Um estudo conduzido pela Welch’s e pela Market Researchers OnePoll analisou 2 mil americanas que tinham filhos entre 5 e 12 anos de idade. Os pesquisadores queriam descobrir como as mães que trabalham planejam seu tempo e conseguem ser produtivas.

Eles descobriram que uma mãe comum começa o dia às 6h23 e não termina o trabalho ou as tarefas domésticas antes das 20h31. Isso significa que passa cerca de 14 horas todos os dias cumprindo suas obrigações, sem ter um tempo só para ela.

E algumas mães podem sentir que estão correndo em um ciclo interminável com todos esses deveres. Quatro em cada 10 mães confirmaram que, às vezes, suas vidas parecem uma longa cadeia de tarefas que parecem nunca terminar.

As mães passam apenas uma hora e 7 minutos por dia sozinhas

O mesmo estudo mostrou que, com todo esse trabalho e cuidando da família, mães que trabalham não têm tempo suficiente para se dedicar a si mesmas. Elas costumam ter apenas uma hora e 7 minutos para se dedicar a elas.

O problema é que as mães que trabalham têm de desistir de muitas coisas em suas vidas para encontrar um equilíbrio saudável entre a vida profissional e pessoal. Por exemplo, podem não ter tempo suficiente para visitar seus amigos sem filhos e, às vezes, ir ao banheiro sozinhas pode se tornar um verdadeiro desafio nos casos em que não conseguem deixar o filho nem por um minuto.

Mas ter um tempo para si mesmas é importante para a saúde psicológica. Ajuda a clarear a mente, aumenta a produtividade e permite descobrir seus verdadeiros desejos e aspirações. Também pode contribuir para o bom relacionamento com outras pessoas, incluindo membros da família, tornando as relações mais profundas e fortes.

As mulheres subestimam o custo da maternidade

Embora as mulheres com foco em suas carreiras saibam que voltar ao trabalho após a licença maternidade pode ser algo bastante difícil, um estudo recente mostrou que muitas mulheres não previam que a maternidade teria um peso tão grande em sua carreira e vida pessoal. Muitas se sentem sob pressão constante para serem mães e funcionárias perfeitas ao mesmo tempo.

Elas podem se sentir sobrecarregadas e frustradas por causa da falta de apoio, do estresse constante e do desejo de provar que podem fazer tudo, sem sacrifícios. Espera-se que as mães que trabalham fora estejam disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana para as tarefas domésticas e do trabalho, o que pode se tornar um grande desafio se a empresa não oferecer horários flexíveis ou se a mãe não tiver alguém para quem delegar algumas tarefas domésticas .

Mas as mulheres não devem se sentir culpadas

Algumas mães que trabalham fora podem sentir alguma culpa porque, apesar de darem o melhor de si, não conseguem passar tanto tempo com seus filhos quanto as mães que ficam em casa. A boa notícia é que, de acordo com uma pesquisa realizada pela professora Kathleen McGinn, da Harvard Business School, as crianças não são prejudicadas com a decisão de a mãe voltar ao trabalho.

O estudo mostrou que os filhos de mães que trabalham fora possuem os mesmos níveis de felicidade quando crescem que os de mães que ficaram em casa e se dedicaram a criar seus filhos. E as filhas de mães que trabalham fora também tendem a apresentar maior desempenho no trabalho e têm maior probabilidade de conseguir um bom emprego — mostrou a pesquisa.

Você já esteve (ou ainda está) em uma situação parecida, em que teve (ou tem) de trabalhar e cuidar de sua família ao mesmo tempo? Como isso funcionou? Compartilhe sua história nos comentários.

4-34
662