Incrível

Ela teve um parto difícil e perdeu a memória, mas seu marido conseguiu manter a família unida

2--1
989

São nos momentos de dificuldade que encontramos novos caminhos a seguir, e a história real que contaremos aqui é uma prova disso. Ela fala de um casal que precisou encarar diversos obstáculos, daqueles capazes de colocar até o amor em xeque. Após o nascimento de seu bebê e complicações durante a gravidez, a mãe perdeu a memória, vendo-se obrigada a iniciar uma vida totalmente diferente. Steve, autor do livro But I Know I Love You (“Mas Eu Sei que Te Amo”, em tradução livre), precisou assumir todas as rédeas da família, demonstrando que o amor não se resume a um mar de rosas, mas que é preciso estar sempre ao lado da sua cara-metade, independentemente de qualquer coisa.

Neste post, o Incrível.club traz todos os detalhes dessa comovente história.

Uma história cheia de perseverança

história começa em 2012, quando Steve Curto e sua noiva, Camre, descobriram que ela estava grávida. Porém, aos 7 meses de gestação, Camre foi diagnosticada com pré-eclâmpsia, condição caracterizada pela pressão arterial alta em mulheres grávidas. O quadro pode representar um perigo real, tanto para a mãe quanto para o bebê.

Uma notícia que mudou tudo

Durante uma consulta médica, a mãe de primeira viagem entrou em estado de eclâmpsia, que por sua vez provocou uma crise epilética. A mulher precisou ser internada com urgência.

O nascimento do bebê

Camre precisou ser submetida a uma cesariana, para que ela e seu filho pudessem ser salvos. E assim nasceu Gavin, o filho do casal. Ele pesava apenas 1,8 kg, mas apesar das complicações, era saudável.

As consequências

Só que as coisas não evoluíram da maneira esperada. Durante o procedimento cirúrgico, ela sofreu um dano cerebral em decorrência de um derrame que impediu a chegada de oxigênio no cérebro. O problema atingiu a área cerebral responsável pela memória, e consequentemente, Camre perdeu totalmente suas lembranças.

O início da luta

Apesar de Camre parecer normal aos olhos de Steve, ela não lembrava de absolutamente nada do próprio passado, nem conseguia criar novas recordações. Ou seja, ela tinha perdido as memórias de curto e de longo prazo. Contudo, o pai do pequeno Gavin não entregou os pontos, ficando sempre ao lado da parceira e do filho de ambos. Com ajuda das enfermeiras do hospital, ele aprendeu a alimentar e limpar a criança. Camre ficou internada por 25 dias, enquanto Gavin ficou no hospital por mais 10 dias, devido ao fato de ter nascido prematuro.

“Não sei por que estou aqui, mas sei que te amo”

Enquanto o novo pai mantinha o foco em cuidar do bebê, Camre se mudou para a casa dos pais com o objetivo de iniciar sua recuperação, apesar de também não se lembrar deles. Sua mãe a ajudava a se orientar, relembrando a todo minuto quem ela era, e que tinha marido e filho. Após algum tempo, Camre voltou à casa que dividia com Steve. Com o auxílio de uma terapeuta, a mulher recebia informações sobre quem era e também sobre quem era aquele homem com quem estava dividindo a vida.

Camre não se lembrava de nada, mas ainda assim confiou em Steve, já que algo em seu íntimo dizia que aquilo era o correto a fazer. Até que um dia, durante o tratamento, ela disse ao noivo: “Não sei onde estou. Não sei quem você é. Não sei por que estou aqui, mas sei que te amo”. As palavras foram suficientes para que Steve ficasse ainda mais determinado a fazer o que fosse preciso para salvar sua família.

Eles superaram os obstáculos e seguiram em frente

O casal oficializou a união, e, com o passar do tempo, Camre recebeu o diagnóstico de epilepsia. Porém, sempre contando com ajuda do marido, ela melhorou. Foi preciso um ano para que ela conseguisse memorizar os nomes de Steve e de Gavin. Atualmente, Camre continua fazendo tratamento com seu terapeuta ocupacional, praticando exercícios que ativam a memória, como escrever palavras e repeti-las. Além disso, ela vem se preparando para lidar com situações comuns do dia a dia.

Já se passaram 7 anos desde o início dessa aventura, e essa família é uma grande prova de que o amor verdadeiro, a segurança e a dedicação podem superar qualquer adversidade.

Você conhece alguma história parecida com a contada aqui? Já fez um grande sacrifício por amor? Comente!

2--1
989