Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15+ Pessoas cujas tentativas de constituir família fracassaram

4-3-
448

Provavelmente cada um de nós teve um encontro desastroso pelo menos uma vez na vida. Afinal, todo mundo gostaria de ter um relacionamento amoroso: algumas pessoas estão em busca de um companheiro de vida com objetivos semelhantes, outras decidem criar uma família ou, talvez, seu coração simplesmente deseje uma forte paixão. No entanto, para encontrar a pessoa certa precisamos conhecer várias, e nem todos somos apropriados uns para os outros. Às vezes, isso já fica claro no primeiro encontro.

Nós, do Incrível.club, sabemos como é difícil achar uma pessoa para um bom papo, então, o que dizer sobre encontrar um namorado. Alguns usuários da Internet já sentiram na pele as surpresas do primeiro encontro e compartilharam conosco essa experiência preciosa. No fim deste post haverá um bônus, revelando que mesmo quando tudo parecer dar errado, pode acontecer aquele final feliz.

  • Quando eu tinha 15 anos, conheci uma menina pela Internet. Marcamos encontro em uma estação de metrô às 12h00. Cheguei na hora certa. Meia hora depois, ela, nada. Mandei um torpedo. O nosso diálogo:
    Eu: Cadê você? Estou te esperando.
    Ela: Te esperei por 15 minutos, não aguentei e fui embora!
    Eu: Mas a que horas você chegou?
    Ela: Às 11h00.
    Eu: Só que combinamos ao meio-dia.
    Ela: Sim e daí?
    Não falei mais com ela. © ImNexus / Pikabu
  • Uma vez fui ao primeiro encontro com uma moça no cinema. Ela chegou atrasada e o filme já havia começado. Ela queria conversar durante o filme e o cinema estava cheio. Não fiquei chateado, mas respondia de forma rápida e simples, tentando terminar a conversa para assistir ao filme. Passada metade da sessão, ela se levantou, dizendo que eu não parecia estar interessado nela. E estava certa. © pzycho / Reddit
  • Conheci um italiano pela Internet que me convidou para um cafezinho. Cheguei cinco minutos antes da hora e fiquei tomando um café. Ele chegou e se sentou:
    — Olá, Olga.
    — Oi.
    — Como vai?
    — Tudo bem.
    — Onde fica o banheiro?
    — Lá.
    Ele foi para o banheiro. Passou 10 minutos, 20, 30... Liguei para ele, ele não atendeu. Não o vi nunca mais. © vesna1945 / Pikabu

“Se ela não apareceu para o encontro, não fique triste! Afinal, vai sobrar mais para você!!”

  • Uma amiga que me contou. Quando estava no ensino médio, sua mãe tinha dois empregos. Como a própria mãe dizia, um emprego para trabalhar e outro para descansar. O segundo trabalho era como vendedora de CD. Às vezes, depois da escola, minha amiga substituía a mãe na função. Um dia a mãe ligou pedindo que ela a substituísse depois da escola. Minha amiga não discutiu, mas ficou chateada, pois conheceu um garoto e nesse dia teriam o terceiro encontro. Mas achou uma saída, ligou para o rapaz, explicou a situação e propôs ficarem juntos na loja. Ele aceitou e passaram horas maravilhosas: papearam, riram, conversaram sobre todos e tudo. No final do dia, quando já estavam saindo, o rapaz perguntou:
    — Cadê a minha metade do dinheiro?
    — Dinheiro? — a moça não entendeu.
    — Bem, por meio turno. Fiquei com você, então metade do ganho é meu! © axuta.ru / Pikabu
  • Um cara, no primeiro encontro, me deu de presente três linguiças. Isso mesmo: linguiças! No segundo, ele me deu uma caixa bem grande, com dez bombons bem pequenos. Um rapaz muito criativo. © “Podsluchano” / Ideer
  • Um dia fui para um encontro às cegas. Cinco minutos depois, percebi que ela não era muito inteligente, mas como sou bonzinho demais, não fui embora. O encontro durou só uma hora e ela já queria me convidar para conhecer os seus pais: “Agora que já estamos noivos eles precisam conhecer você”. Eu paguei o jantar e fui embora rapidamente. © marcomeckert / Twitter

“Durante um encontro na casa de um rapaz, a minha irmã foi usar o banheiro e encontrou a seguinte placa no armário: ‘Vou fechar os olhos para o fato de você mexer no meu armário, se esquecer a câmera que instalei no meu banheiro. Brincadeira’”.

  • Aconteceu há 15 anos. Um amigo meu foi para um encontro às cegas e me pediu que ligasse meia hora depois, caso ele precisasse fugir. Disse “ok” e para passar o tempo sentei para jogar videogame. Duas horas depois, recebi uma ligação. Atendi e ouvi: “Nossa, como você é sacana!”“. © xmDmitriy / Pikabu
  • Uma vez por ano, quando começa a venda dos pepinos da nova safra, eu faço isso. Vou para casa e, sabendo que não vou sair, corto fininho a cebola, o pepino, o pão e o bacon. Como tudo com maior prazer. Isso acontece apenas uma vez por ano! Por que exatamente nesse dia o homem dos meus sonhos decide me convidar para sair? Por quê? Tive de recusar. © “Podsluchano” / Ideer
  • Convidei uma moça para uma pizzaria no nosso primeiro encontro. Ela temperou sua fatia de pizza com molho de alho, olhou para mim e disse: “Isso é apenas para o caso de você planejar me beijar mais tarde”. © BattleOTBeltway / Twitter

“Minha namorada me largou pouco antes do Natal. Por isso vou comemorá-lo com minha querida”.

  • Eu tinha 18 anos. Fui ao primeiro encontro no cinema com um cara. Ele veio me buscar com seu caminhão e durante todo percurso, uma música alta e depressiva. No cinema ele ficou mandando mensagens para outras garotas e depois me falou que eu tinha sorte, pois todas essas moças ficariam felizes em estar com ele. © Kyoshi-atemycabbages / Reddit
  • Uma conhecida me contou. “Quando minha amiga foi a um encontro com um moço, ela pediu que eu ligasse passados 15 minutos, pois, caso não gostasse dele, atenderia e explicaria, que precisava ir embora urgentemente. Liguei para ela em 15 minutos, ela respondeu toda feliz, provavelmente, gostou dele. Passados 20 minutos ela apareceu na minha casa, chorando — ligaram para ele e teve de ir embora”. © umorist / Pikabu
  • A gente se encontrou on-line e durante um bom tempo ficamos apenas no chat antes de ter um encontro real. Pouco tempo depois desse primeiro encontro, ele começou a falar sobre como contaria a nossa história para os nossos netos. Sinceramente, poderia ser uma história muito romântica, mas ele me assustou“. © SweetSitty / Reddit
  • Fui ao primeiro encontro. Virei quase uma princesa de contos de fadas, manicure nova e tal. Ele é um cara interessante sentado na minha frente, sorrindo. Ah, seus ombros, suas mãos! A conversa começou de modo padrão: sobre o trabalho e a carreira, e o que fazemos no tempo livre. Então, estávamos tomando café sem pressa. De repente o bonitão disse: “Entre para o time dos sonhos, meu mentor e eu estamos na distribuição de cosméticos. Agora, procuro pessoas talentosas e comunicativas ​​como você. Junte-se a nós!” Tentando não mudar minha cara, ouvi atentamente a apresentação sobre o" time dos sonhos" e fui para casa. © TildaGamadrilda / Pikabu

“Nunca se sabe o que acontecerá no primeiro encontro, principalmente quando vocês se conheceram no Tinder”.

  • Eu a conheci no hospital (fui parar no Pronto-socorro). Convidei-a para um cinema e depois um jantar: conversamos sobre histórias em quadrinhos e filmes. Tive a certeza que tivemos um encontro. No final quando falei que gostaria de encontrá-la mais uma vez ela disse, que o noivo dela não acharia uma boa ideia. © boyz2man / Reddit
  • Antigamente, eu mudava de cidade frequentemente, portanto sempre surgiam novas paqueras . Uma vez combinei de encontrar com uma moça. Durante o encontro, o namorado dela ligou. Fiquei surpreso e ela disse: “Já vou terminar com ele, só não quero ofendê-lo”. Talvez, o que ela não gostasse mesmo de perder, era tempo. asillisa / Pikabu
  • Lembro-me de estar conversando com a garota no chat. Papeamos sobre a vida, hobbies. A simpatia surgiu, mesmo sem trocar as fotos. Naturalmente começamos a conversar sobre namoro. Eu não tinha namorada, nem ela namorado. Então, ela me oferece um encontro às cegas. “Eu vou até você, de outra cidade, com as minhas coisas, nos casamos e viveremos juntos. É tudo honesto: eu não te vi, você não me viu. Você é capaz?” Depois disso, nossa comunicação diminuiu e logo parou completamente. Não caí nessa.© XXDok / Pikabu
  • Conheci um cara pela Internet e, no nosso primeiro encontro, fomos ao cinema. No final, ele fingiu que ia me beijar e soprou o meu nariz. Sorrindo, disse que também brinca assim com seus cachorros e chama isso de “cachimbo de cachorrinho”. © snooki_cookie16 / Twitter

Bônus: quando mesmo o pior encontro pode terminar bem

  • Quando nos encontramos, ela não era muito a fim de falar comigo. No carro, ela ficou enjoada. Quase chegando ao lugar, alguém bateu no nosso carro. Nessa hora eu imaginava, que ela me odiava. Depois fomos jantar em um pequeno restaurante. Ela é vegetariana e não tinha nada que pudesse comer... Mesmo assim, já estamos casados há mais de 10 anos.© sb10421 / Twitter

E vocês, já tiveram encontros decepcionantes dos quais ainda se lembram e dão boas risadas?

4-3-
448
Compartilhar este artigo