8 Deslizes na organização da casa que podem interferir em nossa saúde mental

A frase “lar, doce lar” deveria ser a expressão mais verdadeira de como nos sentimos ao entrar em casa. Mas nem sempre é assim. Muitas pessoas fazem o impossível para evitar permanecer na própria residência. E isso pode ser explicado por meio da Psicologia Ambiental, que avalia de que forma a organização de um local pode interferir nas nossas emoções.

Quando nossa casa não está bem organizada, pode causar um desequilíbrio no nosso dia a dia, afetando até mesmo a capacidade de nos concentrarmos nos estudos e no trabalho. Mais que isso, a bagunça externa atinge diretamente a harmonia da casa e pode tornar as relações familiares um tanto conturbadas.

Como o Incrível.club se empenha em trazer exemplos de otimismo, vamos mostrar que é dar aquele trato na sua casa e fazer circular apenas boas energias. A seguir, explicamos o impacto de cada costume e deixamos uma dica para criar novos hábitos.

A cozinha bagunçada aumenta a fome e favorece escapadas da dieta

Pode parecer brincadeira, mas é a mais pura realidade! Quando entramos em uma cozinha bem limpinha e arrumada, temos a sensação de saciedade, já que não há, à vista, nenhum gatilho de estresse que aumente a compulsão por comida. Porém se a louça fica empilhada ou esparramada pela pia, é capaz de despertar a vontade de comer.

E o pior: como a cozinha está toda bagunçada, é bem provável que, nessa hora, as pessoas corram para o aplicativo de delivery em vez de ajeitar o ambiente antes de comer. Aí, além de comer mais, a tendência é consumir alimentos menos saudáveis.

  • Dica: Procure lavar tudo logo após o uso. Bebeu água? Já deixe o copo limpo. Preparou a comida? Livre-se das panelas à vista! Isso vai ajudar a manter o ambiente mais organizado e sua fome sob controle.

Onde falta luz, cor e natureza, pode surgir espaço para a depressão

A luz solar e o contato com a natureza são fundamentais para manter o bom humor. E isso tem explicação científica. Quando não recebemos a quantidade adequada de luz, sobretudo nos horários em que devemos estar mais despertos, o corpo responde com cansaço, irritabilidade, insônia e, em alguns casos, depressão.

O sol ajuda na produção de nutrientes e na regulação hormonal. Sem contar que deixa os ambientes muito mais agradáveis, livres de umidade e bolor. Muito melhor, não é mesmo?

  • Dica: Deixe a casa aberta pelo menos 15 minutos por dia, mesmo no inverno. Se usa cortinas escuras, procure mantê-las recolhidas o maior tempo possível ou, então, troque por outras mais claras.

Uma cozinha bem organizada estimula o convívio familiar

Quando a família toda está em casa, a cozinha limpinha, com utensílios bem conservados e prontos para o uso, torna-se um convite para preparar uma boa refeição em conjunto. Por mais que uma pessoa viva cercada de amigos, o convívio com a família atinge um lugar especial nas emoções. E não é para menos: a vivência familiar é a nossa primeira interação social.

  • Dica: esteja atento ao funcionamento dos eletrodomésticos, encanamentos e qualidade dos alimentos. Tente, ainda, livrar-se de tudo o que se acumula nas bancadas sem utilidade. Esses detalhes fazem toda a diferença na hora de reunir os familiares.

Armários bagunçados elevam os níveis de estresse e ansiedade

Sabe aquele dia em que acordamos um pouco atrasados e precisamos decidir tudo com mais rapidez para não atrasar? É nesses (entre outros!) momentos que a desorganização do armário torna difícil encontrar a roupa ideal e, assim, elimina qualquer possibilidade de uma manhã tranquila.

A bagunça gera um ambiente caótico que pode deixar os níveis de estresse nas alturas. Em meio a tanta correria e preocupação no mundo " lá fora", não é preciso viver isso dentro de casa também, não é mesmo?

  • Dica: Livre-se de todas as roupas e sapatos que você não usa mais. Um bom parâmetro é: se não serve mais, ou se não foi usado nos últimos 6 meses, é hora de doar.

O layout do escritório pessoal também influencia sua forma de se relacionar com o trabalho

Um ambiente de trabalho precisa ser livre de distrações mas, ao mesmo tempo, deve ser estimulante. Parece uma incoerência, não é mesmo? Mas é possível equilibrar as duas coisas. Excesso de papeis ou elementos sobre a mesa passam a sensação de trabalho demais ou tarefas atrasadas.

A vista que você tem ao longo do dia pode influenciar seu nível de estresse. Por isso, manter os elementos organizados ajuda na clareza dos pensamentos e a manter o seu foco nos fatores positivos de cada atribuição, sem risco de perder prazos ou ser improdutivo.

  • Dica: Organize o ambiente, tentando deixá-lo o mais profissional possível. Abuse da luz natural e, se possível, posicione a mesa para que você tenha uma vista agradável. Ah! Garanta alguns elementos que façam lembrar o motivo pelo qual está trabalhando, como uma foto de alguém que você ama.

A falta de rotina e organização pode atrapalhar o desenvolvimento nos estudos das crianças e adolescentes

Quando não há um lugar na casa apropriado para que os estudantes possam se dedicar a essa tarefa, o resultado pode ser uma queda no desempenho escolar. Não significa que todas as famílias sejam obrigadas a manter um cômodo só para essa finalidade, pois nem sempre é possível.

No entanto, se não houver uma rotina de estudos, uma ambiente limpo e adequado para esse fim, fica mais difícil manter a concentração e, consequentemente, fixar o aprendizado.

  • Dica: Se não houver espaço em casa para criar um ambiente exclusivo para os estudos, procure adequar a rotina da casa aos horários das tarefas e manter sempre um local destinado para isso. Pode ser a mesa na cozinha mesmo. O que vale é a limpeza e o silêncio.

A cama bem arrumada dá ânimo para começar o dia — e motivos de voltar para casa

Essa frase aí em cima pode parecer um pouco exagerada, mas é assim que funciona em nosso inconsciente. Quando começamos o dia arrumando a cama, estamos estabelecendo uma rotina para o cérebro, o que exercita a disciplina e a autoestima.

Além disso, quando chegamos em casa e nos deparamos com uma cama bem arrumada e um ambiente organizado, temos a sensação de acolhimento — que deve ser a premissa de todo lar.

  • Dica: tenha uma colcha ou jogo de cama que seja versátil e combine com a decoração. Assim, o seu quarto sempre vai estar com aspecto de bem cuidado. Quer deixar com clima de hotel? Dobre um edredon e coloque esticado próximo aos pés da cama.

A casa bem arrumada desperta a autoestima e incentiva o cuidado pessoal

Quando entramos em um banheiro limpinho e cheiroso, a sensação de bem estar é maior. Isso nos ajuda a lembrar o quanto é importante se cuidar também. Já reparou como dá vontade de fazer uma massagem esfoliante, limpar a pele ou tomar um banho relaxante mais demorado logo após o banheiro ser lavado?

E é ótimo, pois quanto mais cuidamos da casa e de nós mesmos, mais teremos orgulho de receber pessoas. Assim, podemos aumentar o convívio social e melhorar a saúde emocional de toda a família.

  • Dica: quer deixar o banheiro e a casa sempre cheirosos para impressionar as visitas? Abuse do poder da aromaterapia. Além de impressionar as visitas, ainda fará bem para manter a harmonia e a energia familiar.

Se você já descobriu os benefícios da organização doméstica para manter o equilíbrio emocional de toda a família, conte para a gente sobre a sua experiência. É sempre bom conhecer novas histórias!

Imagem de capa unknown / Imgur
Compartilhar este artigo