Incrível
Incrível

6 Frases que podem revelar se uma pessoa passou por negligência emocional na infância

As palavras têm um grande poder sobre quem as escuta, e a prova disso é que muitos comportamentos e percepções que temos na nossa vida adulta são moldados pela forma como fomos tratados em nossa infância. Afinal, pessoas que crescem escutando coisas boas e sob reforço positivo tendem a se sentir mais amadas e compreendidas do que aquelas que crescem sob críticas constantes ou negligência emocional.

Nós, do Incrível.club, fomos atrás de alguns exemplos de frases ditas pelos pais ou cuidadores principais das crianças que podem repercutir por toda a vida, causando alterações importantes no comportamento e na percepção que elas têm de si mesmas. Confira quais são e por que evitá-las!

1.

Seja para lidar com dores físicas, seja para lidar com dores emocionais ou psicológicas: é sempre ruim quando uma pessoa quer ter controle sobre como você deve se sentir sobre algo. Se na vida adulta esse tipo de intromissão já não é aceitável, imagine quando você ainda está aprendendo a estabelecer limites sobre o que aceita ou não nas suas relações. Quando você se sente mal sobre algo e outra pessoa diz que “isso não foi tão ruim”, além da falta de empatia, ela pode deixar implícito que você é fraca demais ou incapaz de lidar com algumas coisas, o que tende a gerar falta de autocompaixão e compreensão de si mesmo na vida adulta.

2.

Algumas vezes, essa frase pode ser usada na melhor das intenções pelos pais ou cuidadores, como uma estratégia para fazer com que as crianças recuperem o ânimo após algum acontecimento ruim. Elas até podem parar de sofrer momentaneamente, mas ainda que a frase seja dita em um contexto de apoio ou de acolhimento, pode provocar uma incapacidade de lidar com sentimento de tristeza, raiva ou vergonha no futuro. Isso acontece porque ela tende a invalidar as questões e as emoções da criança, que pode crescer achando que nenhum sentimento é importante o suficiente para ser vivenciado e acolhido.

3.

As crianças têm uma necessidade forte de serem reconhecidas e apreciadas pelos seus pais e cuidadores próximos. Para alcançar esse objetivo, em um relacionamento saudável, elas tendem a cooperar e se comportar de maneira bem apropriada, já que esperam por esse reconhecimento. É por isso que, para uma autoestima em formação, devemos evitar essa frase, que tira todos os méritos da criança e de seu esforço e os coloca apenas como algo medíocre. Isso pode gerar baixa autoestima, além de provocar um sentimento de que nada do que se faz é importante ou tem valor — o que também pode levar a pessoa a se sentir desmotivada em suas atividades adultas.

4.

Poucas frases são tão eficientes para despertar um gatilho emocional de ansiedade quanto “depois conversamos” e suas variações. Crianças que convivem regularmente com “ameaças” como essa podem crescer com a sensação de que algo ruim vai acontecer a qualquer momento e podem precisar lidar com a ansiedade por toda a vida. Se você geralmente fica nervosa e muito aflita quando outras pessoas dizem que precisam falar com você sem antecipar qual será o assunto, saiba que uma das possibilidades para a origem desse mal pode estar nessas memórias.

5.

Não tem como competir com essa afirmação. A frase pode soar cruel porque, supostamente, nada é tão precioso quanto a vida. Logo, a criança não tem como “retribuir o presente/favor” com absolutamente nada que faça, por melhor que seja. Crescer ouvindo essa frase ou variantes como “olha tudo o que eu já fiz por você”, entre outras, pode gerar uma necessidade de agradar patológica, em que a pessoa passa por cima das próprias vontades e desejos e se anula como indivíduo para viver conforme o desejo e vontade dos pais — e, mesmo assim, isso não é o bastante para se sentir merecedor de afeto.

6.

Dizer com frequência que uma pessoa é dramática ou sentimental é uma maneira nada sutil de afirmar que, além de não raciocinar direito, já que ela se deixa levar pelas emoções tão facilmente, todas as coisas que acontecem e provocam uma reação emocional mais intensa são culpa dela mesma, que é “exagerada”. Crianças que crescem ouvindo que são dramáticas demais podem se tornar adultos que se culpam por tudo, mesmo em situações onde não têm culpa de nada. Também tendem a isentar outras pessoas por comportamentos ruins e a tolerar esse tipo de atitude.

Qual dessas frases você mais ouviu durante a sua infância? Como você se sente com relação a elas hoje em dia? Se você se lembra de alguma outra frase que pode acabar com a autoestima das crianças e se tornar um problema na vida adulta, escreva nos comentários e nos ajude a criar outro artigo sobre o tema!

Incrível/Psicologia/6 Frases que podem revelar se uma pessoa passou por negligência emocional na infância
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos