Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

14 Pessoas que não estavam preparadas para lidar com tamanha arrogância

3-12
17k

Segundo os psicólogos, as pessoas com pensamento negativo geralmente têm medo de não serem respeitadas. Portanto, se você se deparar com alguém que está ferido, exigindo algo irracionalmente, ou censurando-o por algo, não leve muito a sério. As reivindicações dos outros geralmente não são relacionadas a você, mas à qualidade de suas próprias vidas. E você não é obrigado a tolerar comportamentos inadequados.

Nós, do Incrível.club, temos certeza de que nossos leitores serão capazes de se lembrar de casos em que testemunharam a arrogância interminável de parentes, conhecidos ou de pessoas completamente estranhas.

1.

Estava voltando para casa do supermercado. Abri o portão do prédio com uma chave, dei um passo para dentro e uma garota na rua gritou:

— Espera! Segure o portão, por favor!

Me virei e abri o portão completamente. Enquanto a garota corria esses 10 metros até a entrada, o telefone dela tocou. Depois de correr cerca de 5 metros, ela parou, tirou o telefone do bolso e começou a falar, virando-se um pouco. Depois de esperar, eu disse a ela:

— Bem, você vai entrar?

Ela se virou para mim e mostrou um sinal com o dedo, dizendo para eu esperar um minuto. Fiquei surpresa e indignada. Bati o portão e subi as escadas com raiva. © Royk / pikabu

2.

Ontem fui ao cinema com meu namorado. Chegamos no início da sessão; os trailers ainda estavam passando na tela e eu estava ansiosa para me sentar na poltrona confortável e assistir ao “Coringa”. Ao subir as escadas, vi que uma senhora e seu companheiro estavam sentados nos nossos lugares. E esses lugares são 50% mais caros que o normal. Pedi, educadamente, que a mulher saísse, mostrando os ingressos. Ela olhou para mim cheia de desprezo e disse que eu deveria ceder o lugar para ela, porque estava grávida e queria se sentar em uma poltrona confortável. Depois disso, pediu que eu saísse e não ficasse parada na frente da tela, caso contrário, chamaria a administração. O meu namorado foi até o administrador e a moça, com uma expressão de descontentamento, finalmente deixou os nossos lugares. © Slowpaws / pikabu

3.

Tenho alguns parentes que vivem modestamente, eu diria que até mesmo com avareza. Eles têm dinheiro: emprestam quantias consideráveis a seus amigos. Certo dia, estava sentado na cozinha bebendo chá e esses parentes ligaram para a minha mãe. Então, aconteceu o seguinte diálogo:

— Alô Ana, olá! Estamos passando perto da sua casa, podemos tomar um café?

— Claro, passem por aqui — minha mãe respondeu. Ela não sabe como recusar.

Eles entraram e logo foram perguntando:

— E você não se importaria se tomássemos um banho aqui?

— Não ... Claro, sintam-se em casa.

Então todos tomaram banho, sentaram-se, tomaram café — fazendo o que vieram fazer. Mamãe perguntou casualmente por que não podiam tomar banho na própria casa. São apenas 5 minutos até a casa deles. E a resposta foi:

— Bem, é necessário ligar o aquecedor de água porque está muito frio e isso gasta muita energia — fica muito caro!

Ou seja, eles inventaram uma razão para tomar um café, tomaram banho com nosso sabão, secaram-se nas nossas toalhas e “evaporaram”! Nem sequer agradeceram. © PersonalEvil / pikabu

4.

Eu estava andando pelo supermercado. Iria comprar legumes. Notei que uma garota estava escolhendo pepinos, e não apenas escolhendo, mas quebrando-os ao meio: os que ela gostava, pegava para si, mas colocava o resto de volta. Eu perguntei:

— Por que você está fazendo isso?
— Para cheirá-los: eu posso distinguir os bons dos ruins pelo cheiro.
— E os que estão "ruins"...você não vai pagar por eles?
— Uhh... — e foi embora.

Rapidamente, encontrei um guarda e contei o que ela estava fazendo. Gostaria de saber como ela escolhe outros produtos. Por exemplo, tomates: amassa para ver se são bons? © DarkRou / pikabu

5.

Eu estava em uma van. Então, entrou uma mãe com um filho de cerca de 7 anos de idade.
A mãe: “Moça, dê o lugar ao meu filho! Você não está vendo que a criança quer se sentar?
Eu: “Escute, eu levantei às 5 da manhã para ir à escola às 6 e agora vou trabalhar e estarei lá até as 9 da noite. Uma criança pode ficar de pé.”
Mãe: “A juventude moderna é tão arrogante!” © rigjil / twitter

6.

Hoje, no hospital, era dia de portas abertas e todos que quisessem podiam fazer exame de graça. Sem bater, uma mulher entrou no consultório e imediatamente correu para trás do aparelho de ultrassonografia. No começo, pensei que fosse um funcionário que tinha chegado em silêncio para pegar alguma coisa. Então, ouvi uma voz por trás da divisória:
—Ultrassom, certo?
— Sim — eu respondi — Se tiver o pedido de ultrassom me mostre e retire as roupas e objetos até o quadril.
— Ah eu não estava falando com você. Espere, estou conversando pelo telefone — me respondeu com um olhar de canto de olho por cima do trocador, apontando para o telefone no ouvido.
— Hmm... Converse pelo telefone do lado de fora do consultório. Depois venha fazer o exame.
A mulher saiu com cara de quem não gostou da resposta. Só uma pergunta: o que as pessoas têm na cabeça? © Adoc / pikabu

7.

Em uma loja de roupas, vi uma cena absurda. Um homem foi para a loja com uma criança de um ano de idade. Quando o bebê começou a choramingar, o pai “carinhoso” quebrou a mão do manequim e deu para seu filho brincar. Ele ainda ficou muito indignado quando os funcionários da loja pegaram essa mão de volta. Seu argumento era: “Mas o bebê está chorando!” © Lana_Ipekakuana / twitter

8.

Alguns anos atrás, construíram um playground perto do nosso prédio: um balanço, uma caixa de areia e outros brinquedos infantis. Para iluminação, ligaram dois refletores de diodo, conectados através do retransmissor na escada do prédio. Foi aí que tudo começou! Velhinhas gritando na entrada do prédio: quanto é que teremos de pagar agora? Como era um dos responsáveis pelo projeto, expliquei em detalhes que não custaria nada, talvez um real por mês por apartamento. “Por que devemos pagar um real por suas lâmpadas?”, disseram. Em suma, tivemos de tirar as luzes. Agora meu filho anda com uma lanterna e muita gente anda no escuro. Particularmente agradáveis ​​são minhas reuniões com as velhinhas no local, nos bancos que construí:
— Ligue a luz, está escuro.
— E quem vai pagar pela luz?
Elas fazem caretas e ficam em silêncio. © Tarantas93 / pikabu

9.

10.

Eu vendia adereços de dança e palco. E tinha uma cliente que comprava algumas dessas coisas. Ela mesma não teve tempo de dirigir, mas seu filho que estava trabalhando nas proximidades, foi pegar a encomenda. Quando ele chegou, inspecionou brevemente os adereços quanto à conformidade com a imagem e os colocou no banco de trás do carro, me entregando dinheiro. Só que, em vez de R$ 300, ele me deu R$ 250.
Então, começou o seguinte diálogo:
— Moço, o preço é de R$ 300 e você me deu só R$ 250.
— Ele custa R$ 250.
— Se você quiser, podemos abrir o perfil agora e conferir.
— Eu posso pagar só R$ 250. Concorde.
— Eu não concordo.
— Sim, você geralmente tem produtos estranhos, poucas pessoas precisam deles. E você ainda dá estas porcarias para os seus compradores.
— Então, se você precisa destas porcarias, tente encontrar outro vendedor!

Peguei as mercadorias no banco de trás e orgulhosamente as levei para fora. Aparentemente, pensando na possibilidade de voltar para casa sem nada, o cara deu mais R$ 50. © torbova / pikabu

11.

Meu irmão é um caminhoneiro. Quando chegou de viagem, ligou, pedindo para buscá-lo na “base” e levá-lo para o shopping. Para você entender, isso significaria que eu teria de percorrer 50 quilômetros até meu irmão!
Irmão: “Venha me pegar e me leve para o shopping.”
Eu: “Chame um táxi”.
Irmão: “O táxi é caro.”
E para mim é de graça, certo? O mais interessante é que ele não se importa com o fato de eu estar no trabalho. Onde foi que eu errei tanto? © tzallik / pikabu

12.

13.

Crianças são muito insolentes. Estava sentado em uma cafeteria, esperando meu café. Na mesa do lado, estava um grupo de meninas de 15 anos de idade. Uma delas reclamou: "Eu explico aos meus pais que preciso de jeans e eles me limitam...estabelecem um orçamento de só R$ 1.000,00. E o que posso comprar com esse dinheiro?! Como resultado, ganhei R$ 2.500,00, meu pai suspirou, mas pagou. Por querer comprar roupas, devo me humilhar diante deles, implorar para eles?! Eles são obrigados a me sustentar. As outras fizeram cara de pena e concordam com ela. © olya_dd / twitter

14.

— O que você quer de aniversário?
— Um cachorro.
— Você vai tomar conta dele?
— Vou.
— E dar comida?
— Sim.
— E levar para passear?
— Também.
Depois de um mês:
— Você deu comida para o cachorro?
— Não, dê você mesma.
— Ok, então vá passear com ele.
— Ah, vá você mesma, estou com preguiça.
Você acha que esse é o meu diálogo com uma criança? Não, é um diálogo com a minha mãe. © blinpalin / twitter

E como você responde a pessoas insolentes? Conte-nos nos comentários.

Imagem de capa Slowpaws / pikabu
3-12
17k