12 Sinais de que cada geração tem seus valores, e nisso está a beleza da vida

As opiniões gerais sobre o que é felicidade e sucesso de vida variam muito de geração para geração. O que era o auge da diversão para muitos representantes das épocas passadas, hoje pode ser apenas rotineiro. Isso não significa que a juventude atual está crescendo em condições perfeitas, mas simplesmente diferentes.

Nós, do Incrível.club, decidimos comparar alguns aspectos de vida que vêm mudando com o tempo, e descobrir quais eram as expectativas das diferentes gerações. Com isso, percebemos que, embora o progresso tecnológico tenha sido extremamente vantajoso para facilitar inúmeras áreas das nossas vidas, o passado também tem seu charme. Por isso, acompanhe!

Criação dos filhos

Brinquedos interativos e aparelhos eletrônicos estão na vida das crianças modernas desde seus primeiros dias de vida. Muitos pais buscam incentivar o desenvolvimento de seus filhos em todas as direções possíveis, com medo de seus pequenos ficarem “atrasados”. Há 30 ou 40 anos, contudo, as crianças aprendiam o alfabeto no seu próprio tempo, iam à biblioteca sozinhas escolher novos livros para ler e interagiam mais ao vivo com seus amigos — tanto em grupos de estudo, como para passar o tempo livre.

Dia a dia

Os tempos em que o trabalho era medido pelo nível de fadiga, felizmente, permaneceram no passado. Enquanto, antigamente, aqueles que trabalhavam o tempo todo, incansavelmente, eram “bem-vistos” pela sociedade, hoje a situação é diferente: há grande aprovação social para pessoas que sabem facilitar o seu “ganha-pão”. Os avanços tecnológicos também contribuíram para amenizar as tarefas do dia a dia — com as máquinas de lavar roupa, os robôs-aspiradores e outros aparelhos que estão integrados no cotidiano de muita gente.

Amizade

Antigamente, a vida de muitas crianças era marcada por amizades em que os amigos se ligavam, ou batiam à porta da casa um do outro, perguntando a um dos pais: “A Cátia pode sair hoje?” Brincadeiras na rua do bairro e sanduíches de queijo com mortadela faziam parte do dia a dia de diversas crianças e adolescentes. Hoje em dia, as amizades se estabelecem, em grande parte, pela internet. A popularidade não é mais medida pela quantidade de amigos com quem uma pessoa anda, mas sim pelo número de seguidores, curtidas e comentários que ela tem nas redes sociais.

Aspirações de vida

Casar cedo para não ficar “encalhada” era algo realmente importante para muitas mulheres das gerações passadas. Hoje, pessoas podem se casar em qualquer idade — aos 20, 30 ou 50 anos — e não vão mais causar surpresa. Os avanços na igualdade de gênero permitiram que as mulheres pudessem seguir e conquistar suas reais aspirações de vida, seja construir uma carreira desde cedo, comprar a casa própria ou viajar pelo mundo, e só depois se aventurar no mundo das fraldas e das comidas de bebê, se assim desejarem.

Adolescentes

Alguns anos atrás, os adolescentes participavam mais de grupos para aprender determinado assunto. Muitos se dedicavam a esportes no clube, aprendiam a desenhar, a fazer costura e tricô e ainda penduravam na parede seus prêmios e medalhas que recebiam nas competições. Atualmente, essas atividades podem ser realizadas ou estudadas de forma mais simples: pela internet. Vídeos de tutorais sobre inúmeros assuntos estão amplamente acessíveis nos meios virtuais e, para aprender algo novo, basta escolher o tópico de interesse e clicar no botãozinho do celular ou do computador.

Trabalho

Para muitos pais e avós de hoje, trabalhar na mesma empresa por anos a fio era um marco realmente positivo. As pessoas se orgulhavam de terem construído uma carreira de vasta experiência em determinado local e relacionamentos de longa data com os colegas de trabalho. Hoje, a visão sobre esse aspecto da vida mudou um pouco: muitos veem a permanência na mesma posição de emprego por anos e anos como comodismo e inércia — se há tantas opções, inclusive melhores, por que não as aproveitar para tentar melhorar de vida?

Compras

Antigamente, diversas pessoas se consideravam “sortudas” quando conseguiam comprar aquela peça de roupa especial na promoção, mesmo que tivesse de esperar horas na fila da loja. Hoje em dia, não há mais essa necessidade com compras: é muito fácil encomendar a peça desejada pela internet em poucos minutos. Em muitos casos, não é apenas mais rápido, como até mesmo mais barato do que as compras convencionais.

Moda

Há algumas décadas, para se considerar na moda, era preciso se vestir da forma que a maioria se vestia: se a maioria usasse calças boca de sino, ou se usasse peças esportivas com listras brilhantes, então a sua roupa precisaria seguir o mesmo padrão para ter relevância. A moda atual, contudo, oferece muitas opções, para que você possa se manter atualizado nas tendências do momento e, ao mesmo tempo, não perder a individualidade.

Eventos e celebrações

Os feriados costumavam ser eventos realmente especiais: comprava-se produtos difíceis de achar, que eram preparados o dia inteiro — bolos para aniversários; nozes, passas, uvas para o Ano-Novo. Hoje, tais produtos podem ser consumidos todos os dias, para qualquer pequena ocasião, e a sensação de celebração, daquele dia tão especial, pode estar se tornando cada vez menos evidente.

Presentes

Há a impressão de que muitas pessoas das gerações passadas pareciam desfrutar de prazeres mais simples. Receber um relógio de pulso de aniversário? Fantástico! Brincos baratos da lojinha? São lindos! Hoje, parece ser mais difícil surpreender os adolescentes: afinal, a variedade de coisas a que são expostos desde pequenos é enorme. E, talvez, nem mesmo os telefones mais modernos pareçam causar tanta alegria quanto os presentes mais modestos que eram dados antigamente.

Alimentação correta

Alimentar-se bem, em muitos casos, significava comer mais. Pelo menos, essa era a norma das décadas passadas. Embora muitas pessoas ainda consumam produtos processados, hoje em dia, a alimentação saudável está mais amplamente difundida — pelos menos, há mais discussão sobre saúde e sobre os alimentos benéficos para o corpo. Portanto, manter uma alimentação saudável se tornou, para muitos, um verdadeiro estilo de vida.

Gravidez

Antes acreditava-se que, após o casamento, era melhor não adiar a vinda dos filhos. Muitas mulheres se sentiam pressionadas a engravidar não muito tarde, caso contrário, poderiam ser malvistas pelos amigos ou família. Atualmente, os objetivos estão mais abrangentes — desde educação e carreira até desenvolvimento pessoal — e criar uma família não é mais uma prioridade para muitas. Por esse motivo, a idade média para o nascimento do primeiro filho aumenta a cada ano.

Seja você um representante da geração atual ou de alguma passada, o que acha sobre as mudanças sociais que ocorrem com o passar dos anos? Acha que antigamente era melhor? Hoje em dia? Ou pensa que cada época tem seus prós e contras? Comente!

Compartilhar este artigo