Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

12 Dicas para não deixar ninguém se aproveitar de você

Muitos associam a palavra “egoísta” a uma pessoa desagradável que pensa apenas em si mesma. Segundo psicólogos, no entanto, em certas ocasiões o egoísmo não só não é prejudicial, como também pode ser benéfico, especialmente para dar um choque de realidade em quem está acostumado a se aproveitar dos outros.

Nós, do Incrível.club, reunimos exemplos de situações nas quais demonstrar o amor-próprio é mais do que adequado para pôr indivíduos inconvenientes em seu devido lugar. Confira alguns sinais do egoísmo saudável para saber como defender seus direitos e espaço pessoal.

Aceitar a si mesmo, mas não ignorar suas imperfeições

Todo ser humano possui defeitos, os quais constituem a aparência e o caráter de cada um. Mas às vezes falta bom senso a alguns, que tendem a enfatizar os defeitos dos outros. Nesse caso, a melhor saída para combater a insolência é uma resposta áspera, mas inteligente.

Não tentar agradar a ninguém

Agradar a todos é uma ideia furada desde o início. É especialmente prejudicial quando as crianças são ensinadas a esse tipo de comportamento. A honestidade e as boas maneiras sempre estão na moda, ao contrário da bajulação sem motivo. Se você não tenta agradar a alguém sem motivo e isso lhe faz bem, então é por um bom motivo, e vale a pena ser egoísta.

Argumentar e manifestar sua opinião de forma calma e transparente

Não há nada de errado em exigir abertamente o que é seu por direito. Essa constatação nos remete à frase da fada madrinha dirigida à Cinderela em uma das versões da história: “Você não pode deixar de ir a um baile quando merece”. Todos podemos nos identificar com a Cinderela, mas, em vez de uma varinha mágica, temos os nossos direitos que devemos defender.

Não ter vergonha de expressar seu ponto de vista

Há momentos em que fazemos alguma coisa contra a vontade só porque somos impostos a responsabilidades alheias. Nessa situação, é fundamental dar um tempo e pensar: será que o pedido é realmente tão importante? Se a resposta for não, é aconselhável recusá-lo sem sentir culpa.

Saber dizer “não” quando o pedido vai contra os próprios interesses e planos

Quantas vezes você já se sacrificou pelo bem dos outros, por medo de estragar um relacionamento? Claro que as situações podem ser diferentes, mas há pessoas que querem se aproveitar de sua bondade. Vale destacar que é essencial aprender a utilizar a palavra “não” para deixar o discurso mais forte e sincero, pois ela não possui conotação ruim, como estamos acostumados a acreditar. Recusar pedidos de quem invade seu espaço pessoal não é uma atitude nem um pouco vergonhosa. Por exemplo, se sua amiga sabe que você trabalha muito e volta tarde para casa, mas, ainda assim, continua a usá-la como babá do filho dela, vale a pena parar para pensar antes de ajudá-la outra vez.

Não sentir culpa

Antigamente, a mulher assumia responsabilidade total pela casa, mas hoje essa atitude é considerada ultrapassada. Muitas mulheres passaram a dedicar mais tempo cuidando de si mesmas, desvinculando-se da imagem de donas de casa, e não se sentem culpadas por isso. É ótimo que dividir as tarefas domésticas entre os membros da família tenha deixado de ser algo vergonhoso.

Evitar fazer promessas

Uma das técnicas de manipulação psicológica é fazer com que outra pessoa faça uma promessa. Mas quem é confiante não se compromete a fazer algo contra a vontade. Primeiramente, pensa na possibilidade de cumprir a palavra, e não em simplesmente agradar ao outro.

Não ceder a manipulações

Várias empresas prestadoras de serviço dão descontos para recompensar a fidelidade dos clientes. Mas acontece que mesmo companhias sérias passam dos limites na tentativa de deixar os consumidores com vontade de continuar a usar seus serviços. Um curto e categórico “não” é capaz de acabar com a persistência. Simples assim.

Não se distrair com tarefas secundárias

O egoísmo saudável pressupõe saber exatamente do que precisamos e seguir nessa direção. Mesmo que surjam atividades mais interessantes no caminho, é importante priorizar as tarefas. Provavelmente, essa é a razão pela qual pessoas bem-sucedidas não pisam nos concorrentes para alcançar o sucesso, mas sim têm autocontrole e por isso provocam inveja.

Ser resistente a críticas

Algumas pessoas fazem os outros se sentirem constrangidos para conseguir o que desejam. Por exemplo, para se sentar em um assento confortável no transporte público, se aproveitando de sua idade ou estado. Mas essas manipulações não funcionam com os egoístas descritos neste post — nesse caso específico, desde que haja mais lugares disponíveis —, e eles não se apressam em pedir desculpas antes de avaliarem a situação.

Colocar os desaforados em seu devido lugar

Ser capaz de defender sua posição na hora certa vale muito. Impedir que sujeitos atrevidos invadam seu espaço pessoal é uma atitude que deve ficar de fora das críticas. Por exemplo, assim que ceder a um sorriso charmoso e às falas encantadoras de uma vizinha, os pertences dela vão acabar ficando escorados na sua porta da entrada, trancando o caminho.

Acolher sua criança interior

O egoísmo saudável também se manifesta através do amor-próprio, seja nos dias tristes ou alegres e independentemente da idade. Muitas vezes, a sociedade tenta nos impor limites e padrões, fazendo com que vivamos de acordo com regras preestabelecidas.

Você já enfrentou uma situação em que teve de agir de forma egoísta? Conte-nos como foi.

Compartilhar este artigo