10 Motivos científicos que vão fazer você valorizar os seus amigos ainda mais

Quando você já achava que tinha motivos suficientes para valorizar o seu melhor amigo, ou melhor amiga, vem a ciência e dá razões extras para cultivar ainda mais essa amizade. Pesquisas mostram que conviver com pessoas amadas traz benefícios à saúde, diminui o estresse e reforça os pensamentos positivos.

Entrando nesta onda de carinho, o Incrível.club separou 10 motivos científicos que vão fazer você querer passar mais tempo com seus amigos especiais.

1. Ter amigos é ótimo para a saúde

Você costuma ter a agenda cheia de compromissos com os amigos? Então considere-se uma pessoa sortuda e saudável. Um estudo provou que a falta de interações sociais é tão prejudicial à saúde quanto fumar 15 cigarros por dia.

O isolamento social é um grande inimigo do bem-estar e pode proporcionar sérias consequências a medida em que envelhecemos, provocando declínio cognitivo e aumentando as chances de desenvolver depressão.

2. Mantenha amigos sinceros por perto

Sinceridade é tudo, e nós vamos provar! Segundo a ciência, amigos próximos, que fazem avaliações brutalmente honestas sobre você, são os que mais se importam com a sua felicidade.

A sinceridade pode machucar, mas as pessoas verdadeiras até demais provocam sentimentos negativos nos amigos pensando que isto irá beneficiá-los no futuro. Ou seja, algumas pessoas, às vezes, podem tentar induzir emoções negativas nos outros por razões altruístas, não simplesmente por seu próprio prazer ou benefício.

3. Ter um amigo ao lado diminui o estresse em situações negativas

Aqui vai um motivo para você nunca mais desgrudar do seu melhor amigo ou da sua melhor amiga: a ciência diz que essa parceria serve como uma proteção durante experiências negativas.

Um estudo pediu que 103 participantes escrevessem relatórios de como se sentiam e fizessem testes salivares várias vezes ao longo de 4 dias. O resultado mostrou que as pessoas que tinham um amigo ao lado foram mais positivas em relação à experiência das que estavam sozinhas. Não ter parceiros no momento do teste resultou no aumento significativo do hormônio do estresse (cortisol) e na diminuição da autoestima.

4. Seu melhor amigo já dedicou muito tempo a você, pode acreditar

Conquistar um amigo de verdade não é uma tarefa de um dia para o outro. Para alcançar laços emocionais verdadeiros e íntimos é preciso dedicar tempo... mas quanto tempo exatamente?

Segundo a ciência, pessoas que passaram 50 horas juntas são conhecidas, já bons amigos surgem a partir de 140 horas e os melhores amigos são os que ultrapassam 300 horas de momentos juntos.

5. Amigos são parecidos até demais

A ciência tem uma explicação para melhores amigos que pensam de forma bastante parecida. Uma pesquisa mostrou que os amigos têm um comportamento cerebral semelhante. Quer saber como os pesquisadores descobriram isto? Simplesmente mostrando videoclipes.

Os amigos assistiram os vídeos e seus cérebros responderam de forma semelhante. Já os “amigos dos amigos” foram apresentados aos mesmos estímulos, mas a resposta cerebral foi bem diferente.

6. Valorize seus 5 melhores amigos

Vamos combinar que nem todo amigo vai ficar do seu lado não importa o que aconteça, certo?

Segundo a ciência, os humanos têm 150 relacionamentos em média. Dentro desse número, há 4 camadas de amizades, que vão afunilando conforme a proximidade emocional. O número médio de amigos encontrado em cada camada foi de 5, 15, 50 e 150. Em outras palavras, a pesquisa diz que cada pessoa tem somente 5 pessoas para chamar de “melhores amigos”.

7. Belas amizades reforçam pensamentos positivos

Compartilhar experiências emocionais com amigos contribui diretamente para o bem-estar, regulando as emoções. Um estudo mostrou que ter amigos faz com que as pessoas tenham um olhar mais positivo para a vida.

Por exemplo: ir ao cinema sozinho, ou acompanhado, faz diferença. Apesar do filme, por si só, já causar uma certa empolgação, a experência de ir ao cinema com amigos faz com que as pessoas já tenham um sentimento prévio de que aquele momento será feliz. Ou seja, só a ideia de poder compartilhar experiências com pessoas próximas já é positiva.

8. Dê valor a quem está ao seu lado há mais de 7 anos

Não podemos dar a certeza de que amizades vão durar para sempre, mas se elas passarem de 7 anos, já está bom demais. Segundo a ciência, a tendência é que as pessoas renovem o ciclo de amizades a cada 7 anos e o contexto social onde os amigos estão inseridos faz toda a diferença.

As pessoas “eliminam” amigos muito mais por conta de oportunidades do que por preferências sociais. As amizades acabam com o passar do tempo, pois elas não dividem mais o “mesmo ambiente” de convivência, como na escola, na faculdade ou no trabalho.

Por isso, valorize aquele amigo está ao seu lado há mais de 7 anos e que arranja sempre uma boa desculpa para ver você.

9. Mais amigos, menos dores

Já sabemos que ter amigos é ótimo para a saúde, mas será que as amizades também mudam a forma como toleramos as dores?

Uma pesquisa feita na Universidade de Oxford provou que ter amizades é uma ótima fonte de endorfina (o analgésico natural do corpo) e, por isso, pessoas com mais amigos têm maior tolerarância à dor.

10. Amigos são mais importantes do que a família

Amigos são a família que nós escolhemos, certo? A ciência prova que ter um relacionamento positivo com a família e com os amigos traz felicidade e benefícios à saúde. Contudo, 2 experimentos feitos na Universidade Estadual de Michigan mostram que, em pessoas mais velhas, as amizades tinham mais efeitos positivos no bem-estar do que a família. Isso é sinal de que os amigos se tornam mais importantes conforme envelhecemos.

E você, tem um amigo para a vida toda? Então que tal mostrar o quanto você valoriza essa amizade? Deixe uma homenagem nos comentários.

Compartilhar este artigo