Incrível
Incrível

20 Pessoas contam como ganharam nomes de personagens fictícios

Os pais que nunca tiveram dúvidas no momento de escolher os nomes dos filhos que atirem a primeira pedra! Alguns, na dificuldade, recorrem à opinião dos familiares; já outros, buscam inspiração em suas séries e filmes favoritos. E são justamente as adaptações dos nomes de personagens fictícios que costumam ser os melhores e mais criativos. E nós comprovamos isso com as 20 histórias abaixo! Dê uma olhada!

  • Descobri que estava grávida pela segunda vez e que seria um menino. Sem ideias para nome, o pai e o irmão mais velho decidiram que eles é quem iriam escolher. Na época, os dois eram fãs de Tom e Jerry e se inspiraram no gato. Quando chegaram do cartório, descobri que meu bebê havia sido batizado como “Thomas”, e eu achei lindo, embora ele odeie. © Vanessa Bizarro Camargo / Facebook
  • Minha irmã é professora e houve um ano em que ela teve meninos gêmeos em sua classe, chamados de “Tristan” e “Ross”, que são os nomes do meio dos atores que interpretam “Sam” e “Dean” em Supernatural. Para ser justo, pode até ter sido uma coincidência, mas eu meio que adoro a ideia de que a mãe deles é uma grande fã. © hazytuesday / Reddit
  • Eu conhecia uma garota quando estava na pré-escola cujo apelido era Barbie, porque seus pais a registraram “Baby bop”, como o pequeno dinossauro de Barney, sim, aquele desenho infantil que alegrou nossos primeiros anos. Mesmo no jardim de infância, ela odiava isso com paixão. Fiquei curiosa com o porquê botaram um nome de personagem fictício numa criança. © payphonepirate / Reddit
  • Vamos combinar que dar ao seu filho o nome de qualquer “Pokemón” seria horrível, certo? Quero dizer, pode até ser que as pessoas nomeiem seus filhos com “Zorua”, “Lugia”, “Eevee” (que, para ser honesto, ainda são nomes exóticos). Mas, imagine que seu colega de trabalho dê ao seu filho o nome de “Mudkip” ou “Hoothott”. Bom, foi exatamente o que aconteceu. © stars_and_marsbars / Reddit
  • Nós temos dois vizinhos que são um tanto quanto exóticos. Eles têm uma filha que se chama Arlequina. E eles não a chamam por nenhum apelido, como “Arlê”, ou algo semelhante, mas somente pelo nome completo “Arlequina”. E toda vez que eu ouço o nome eu sinto calafrios. Agora, me pergunto... Quais nomes fictícios eles ponderaram escolher, além desse? © thetwentythirdofmay / Reddit
  • Meu pai queria que eu me chamasse Audrey, por causa de uma atriz, e minha mãe queria que fosse Karin, que era personagem de um filme. Então meu pai foi ao cartório me registrar e lá disseram que não aceitavam nomes com K ou Y. Então ele voltou ao hospital, contou à mamãe — que estava com uma revista na mão — o que tinha acontecido. Ela fechou a revista, e enquanto pensavam em outro nome, apenas olhou para o nome na capa “Claudia” e ambos decidiram que eu me chamaria assim. Amo meu nome, embora ache o significado feio. © Claudia Santinelli / Facebook
  • Trabalhei em um hospital por um ano como escriturário, por isso vi muitos nomes interessantes. Um dia, apareceu um casal com o seu recém-nascido. O nome do bebê era “Odin” (um nome da mitologia nórdica e agora também da Marvel). Por curiosidade, perguntei a eles se a influência por trás do nome era uma dessas, e a mãe respondeu que simplesmente “não sabia”, e o pai assentiu. Eu não pude acreditar que o pai sabia e não contou para a mãe. Pelo menos, dentre os nomes de personagens fictícios em bebês, esse era bonito. © Anonymous_7170 / Reddit
  • Eu sou um grande nerd e amo a franquia Star Wars. Tenho, inclusive, colecionáveis, camisetas, e até uma tatuagem. Já vi cada filme um milhão de vezes... Pois bem, uma garota que conheço teve um filho e o chamou na minha frente de “Jedi”. Achei que era uma espécie de brincadeira quando ela me contou, que era um apelido ou algo do tipo. Na verdade não, estava registrado na certidão de nascimento e tudo. © supahfligh / Reddit
  • Um amigo meu era um grande nerd, fã de Star Wars e dos quadrinhos da DC. Ele e sua esposa estavam grávidos e deram voltas e mais voltas para decidir como o bebê se chamaria. Ele queria “Clark” ou “Lex”, mas ela sabia que se tratava de personagens fictícios e brecou essas opções. Então meu amigo sugeriu chamar a criança de “Calvin Ellis”, sendo “Ellis” o sobrenome, e ela concordou. Quando a criança fez 3 anos, eles assistiram ao primeiro Superman, e foi ali que ela descobriu o motivo do seu marido insistir que todas as pessoas apelidassem a criança de “Cal-El”. Tratava-se da abreviação e do nome real de uma das versões do Superman. O pior vem depois: A única razão pela qual ela não se divorciou, foi porque estava grávida de outro filho, que acabou sendo gêmeos, uma menina e um menino. O pai sugeriu “Lucas e Léia”, mas a mãe também já havia assistido a alguns filmes do Star Wars e respondeu: “Nem pensar que isso acontecerá de novo! Já demos um nome geek para o seu primeiro filho! Essas crianças terão um nome normal”. Então quando os gêmeos chegaram, eis que descobriram que se tratavam, na verdade, de dois meninos! E ela ainda não tinha assistido todos os filmes do Star Wars, portanto, as crianças ganharam os nomes dos soldados clones “Rex” e “Cody”. © BoldSerRobin / Reddit
  • Eu conheci um “Anakin” quando estudava na escola primária. Ele teria nascido por volta de 1994 e 1995. Então, seus pais provavelmente eram fãs fissurados para saber o nome do Darth Vader do Star Wars na época. Pobre garoto... Ele estava cursando o ensino fundamental na época em que os filmes ainda estavam sendo lançados, e odiava a saga por isso. © straight_trash_homie / Reddit
  • Há poucos anos, conheci uma mulher que havia dado à luz recentemente, e, por fim, perguntei a ela como se chamava seu filho. Ela respondeu que o nome dele era “Ender”. Pensei que não havia entendido direito e questionei se ela havia dito “Andrew”. E ela replicou: “Não, nós o chamamos de Ender. Tipo, Ender’s Game — O Jogo do Exterminador”. E depois disso restou apenas um olhar vazio. © kellybean510 / Reddit
  • Meu nome era pra ser Kimberly (a power ranger rosa), porque a minha mãe a adora! Mas, graças ao meu irmão, minha mãe não colocou esse nome, pois ele falou que iriam me chamar de “Kinder Ovo” na escola. Então, minha mãe estava lendo um livro de princesas, de 1995, e decidiu o meu nome: Franciele, apesar de todos me chamarem de “Fran”. Bom, até hoje nunca vi uma princesa se chamar assim, talvez porque eu seja a única princesa para ela. © Franciele Ferreira / Facebook
  • O meu nome é Atreyu, em homenagem ao personagem de A História sem Fim. Nasci em 1993, então tenho certeza de que meus pais receberam alguns olhares atravessados na época, mas quase ninguém da minha cidade entende a referência, e todos me chamam de “Trey”. © Atreyew / Reddit
  • Meu amigo batizou seu filho como “Sheev Palpatine”, e somente quem gosta de Star Wars vai saber de quem realmente se trata. Não vou postar o sobrenome, mas é muito comum, o que piora tudo. Imaginem, por exemplo, “Sheev Palpatine dos Santos”. Eu amo a saga, mas não entendo o porquê ele batizou o seu filho dessa maneira. © pzarmata / Reddit
  • Meus pais adoravam “Robin Hood” e se inspiraram na heroína para me nomear. Então, meu pai foi me registrar e como era um nome difícil, o escrivão parece que não entendeu direito e me registrou de acordo com o que ouviu. Então, só ao chegar em casa é que descobriram que fui batizada como “Leyd Melrya” ao invés de “Lady Mary”. © Leyd Alves de Souza / Facebook
  • Tem um garotinho chamado “Loki” na escola do meu filho. O mito que conheço sobre “Loki” é que ele quis distrair o cara que estava reconstruindo Asgard, sua terra natal. Tenho certeza que haverá crianças no ensino médio que sabem disso. Mas, aparentemente, o nome fictício dado à criança é também de um personagem da Marvel. © _Y0ur_Mum_ / Reddit
  • Minha professora de ciências da 6ª série batizou a sua filha de “Scout”, inspirada na personagem do livro “O Sol é para Todos”. Adoro a história e tudo, mas mesmo no livro, o nome era apenas um apelido. E bom, esse não era o apelido da garotinha, era o seu nome verdadeiro. © lillilssss / Reddit
  • Eu tive aula com um cara chamado “Zephram”. E bem, “Zefram Cochrane” é o cara creditado por inventar a dobra espacial no universo de Star Trek. Quando perguntei a ele sobre isso, ele disse que seus pais realmente o batizaram com o nome do personagem, mas escreveram de forma diferente para que não fosse muito óbvio. © FxE_TheAssa**** / Reddit
  • Minha filha se chama Johara. É o nome de uma personagem de um livro que li há muito tempo, antes de engravidar. Então, quando soube que ia ter uma menina, fiz uma lista de nomes que gostaria de colocar e me lembrei desse. Procurei o significado e adorei! Tomei a decisão e não quis ouvir a opinião de mais ninguém. © Tatieli Donner / Facebook
  • Meu neto de 4 anos se chama “Charles Montgomery”, em homenagem ao Mr. Burns de Os Simpsons. Até agora, nós apenas o chamamos de “Monty” na maior parte do tempo, mas estou morrendo de vontade de ver o que ele vai achar quando crescer. Espero que goste bastante! © Tyl_Eulenspiegel / Reddit
Incrível/Gente/20 Pessoas contam como ganharam nomes de personagens fictícios
Compartilhar este artigo