Incrível
Incrível

18 Relatos de crianças que deixaram os pais com vontade de dormir com as luzes acesas

Geralmente, as crianças adoram contar todo tipo de história, deixando voar a imaginação de forma a transformar cada relato no conto mais extraordinário possível. Porém, em certas ocasiões, os pequenos parecem estar tão convencidos do que estão dizendo que os adultos ficam à beira de acreditar. E quando os comentários infantis são capazes de arrepiar os cabelos, até mesmo os pais podem ficar com uma pulga atrás da orelha.

Incrível.club reuniu relatos divertidos de pais que ouviram dos filhos histórias que bem poderiam ser descritas como assustadoras.

  • Quando meu filho tinha 5 anos, falou para mim: “Sabia que eu era seu marido?” Dei risada e disse que não, que ele era meu filho e que meu marido era seu pai. Sem sequer me olhar, o menino respondeu: “Não agora, mãe. Isso foi antes de eu morrer, ir para o céu e te escolher para ser minha mamãe”. E continuou brincando enquanto eu ficava de cabelos em pé. © Andrea Abdelnour / Facebook
  • Quando minha neta tinha entre 2 e 3 anos, visitamos um pequeno museu que tinha uma estátua de pedra. Ela pegou a mão da mãe e a levou até um dos lados da estátua. Depois, levou o pai para atrás da peça e me guiou para o outro lado. Em seguida, posicionou-se na frente, como se quisesse fazer um ritual. Na hora, saí do lugar e disse: “Você é um bebê, não vou permitir que mexa com coisas do além”. Mesmo depois de vários anos, meu genro continua ficando todo arrepiado quando lembra que a filha quis despertar algo. © Alex Vreyes / Facebook
  • Meu pai faleceu quando minha filha tinha 3 anos. Alguns dias depois do enterro, a menina simplesmente se aproximou de mim e disse: “Mamãe, meu vovô não está mais triste nem doente. As pernas dele não doem mais”. Meu pai tinha sofrido de uma doença nas pernas, mas minha filha era pequena demais para saber disso. © Antonella Salvattore / Facebook
  • Desde muito pequeno, meu filho dizia que era uma baleia. Ele falava: “Estou chateado com você, porque eu era feliz com meus papais baleias, e você me trouxe para cá”. Fiquei sem saber o que responder. Quando ele estava com 4 anos, fizemos um passeio para ver baleias. O menino chorava emocionado de alegria, e não queria sair do lugar. As lágrimas escorriam por seu rosto. Eu o abracei e disse que estava tudo bem, que agora ele estava com a gente. Meu filho me olhou e disse: “Obrigado, mamãe. Visitar as baleias foi a melhor coisa que me aconteceu”. © Gaby Morales / Facebook
  • Meu filho de 6 anos me dizia que um homem de chapéu e terno preto sentava no canto de seu quarto para observá-lo. Eu não acreditava, mas falava brincadeiras para que ele não ficasse com medo. Um dia, uma vizinha me contou que seu filho dizia ver o mesmo homem. Pesquisei um pouco e, ao que parece, as casas foram construídas no terreno de um antigo cafezal onde tinham matado um homem. © Ana Lucia Rojas / Facebook
  • Um dia, meu irmão começou a gritar e chorar em seu quarto. Quando minha mãe foi ver o que estava acontecendo, ele disse: “O vovô está triste, perguntando por que você não vai mais visitá-lo”. Minha mãe costumava levar flores para meu pai no cemitério, mas tinha abandonado o hábito. Ela voltou lá no dia seguinte. © Sujeidy Rodriguez / Facebook
  • Quando o pai da minha filha morreu, minha neta de 3 anos disse que tinha um velhinho embaixo de sua cama. Fui olhar, mas não vi nada. “Não está vendo? Ele está aí”. Fiquei arrepiada enquanto ela insistia na presença do homem. Pedi para ela não olhar mais. © Paty Lopez / Facebook
  • Minha filha tinha cerca de 2 anos quando nos mudamos para a casa em que moramos até hoje. Ela sempre sentava em seu quarto e passava horas conversando com ninguém. De tempos em tempos, a menina levantava e vinha me dizer: “Fale para ele não me olhar assim. Eu quero brincar, mas não quero que ele fique me olhando”. Ela descrevia o homem como uma pessoa alta, vestida de vaqueiro e com um chapéu bem bonito. © Sandra Contreras / Facebook
  • Durante cinco anos, meu filho disse contar com a companhia de outro menino. Quando eu ia dar comida a ele, tinha antes que levar a colher até o lugar onde meu filho dizia que a outra criança estava. Às vezes, eu queria sentir ao lado dele, mas o menino me impedia, dizendo que seu amigo estava ali. © Alexandra Patiño / Facebook
  • Fui ver o filme Luca no cinema com meu filho de 5 anos. Quando saímos, falei para ele que seu avô teria adorado aquela história. Meu pai morreu 18 anos antes do nascimento do meu filho. O menino respondeu que o avô estava com a gente no cinema e tinha falado com ele em italiano. Meu pai tinha passado um ano trabalhando na Itália, onde aprendeu o idioma. © Laura Pizcueta Sifre / Facebook
  • Minha filha nos dizia que, quando tinha sido adulta, havia morado em uma casa grande, com jardim, e que tinha um carro. Nós dávamos risada, achando que ela estava enganada. Agora, quando tocamos no assunto, ela diz não lembrar de nada daquilo. © Conny Ramos Gómez / Facebook
  • Meu neto de 4 anos falou para a mãe: “Não entre no quarto da tia Estela, porque ela não gosta que mexam em suas coisas”. Minha filha perguntou quando a tia Estela havia dito aquilo. O menino respondeu: “Outro dia, quando ela estava cuidando de mim enquanto eu brincava”. A Estela faleceu quando meu neto tinha 1 ano. © Patricia Bazan / Facebook
  • Eu perdi um bebê de 5 meses. Um dia, meu filho de 3 anos e meio falou: “Não chore, mamãe, meu irmãozinho está bem. Eu o vi brincando com um carrinho, e ele me chamou para brincar junto”. Depois, quando visitávamos meus pais, ele disse: “Mãe, meu irmãozinho está aqui”. © Carmen Mendoza / Facebook
  • Meu filho mais velho tinha cerca de 3 anos quando via uma silhueta entrando pela janela de seu quarto. Isso o fazia chorar de medo. Hoje ele já é adulto, mas continua lembrando disso. Segundo meu filho, uma mulher vestida de branco e com cabelos compridos entrava flutuando pela janela. © Maricruz Aguilar / Facebook

Qual foi a coisa mais arrepiante que você viu sair da boca de uma criança? E que tipo de história contava durante a infância jurando que eram reais?

Incrível/Gente/18 Relatos de crianças que deixaram os pais com vontade de dormir com as luzes acesas
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos